Conecte-se agora

Dia Mundial do Meio Ambiente – qual profissão seguir para trabalhar na área?

Engenharia ambiental e sanitária estão entre as opções

Publicado

em

Hoje, 5 de junho, é comemorado o Dia Mundial do Meio Ambiente.  Muitos se perguntam: quem trabalha nesta área é formado em que? Geralmente, os profissionais dedicados à causa ambiental escolhem cursos de Engenharia Ambiental e Sanitária. Algumas faculdades também oferecem curso de Engenharia de Recursos Hídricos e do Meio Ambiente ou Engenharia Sanitária.

Estes profissionais têm uma grande importância em tempos de grandes demandas para soluções de problemas ambientais, como queimadas e desmatamentos cada vez mais frequentes. Assim, as organizações e trabalhos ligados à sustentabilidade estão em alta e a oferta de oportunidades na área para estes profissionais está acima da média.

Segundo dados do Educa Mais Brasil, site de bolsas de estudo, baseado em informações do Site Nacional de Empregos (SINE), a média salarial é de R$3.097,28 e R$ 12,527,49, a depender do cargo exercido. Há também oportunidades de pós-graduação nesta área, a exemplo dos cursos de Gestão Ambiental ou Educação Ambiental e Sustentabilidade.

Mas qual a importância deste profissional atualmente?

O Brasil foi o país que mais perdeu em área verde por ano, em um período de 11 anos, foram 55,3 milhões de hectares desmatados. É possível ter ciência disto pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inep), que monitora o desmatamento no Brasil.

Por pensar em todos esses desastres e inúmeros outros casos, se faz necessário um profissional, seja para sanar problemas causados pelo desmatamento ou na prevenção dele e outros fatores ligados também ao meio ambiente.

O profissional de Engenharia Ambiental tem como objetivo avaliar os efeitos causados pelos danos causados a natureza. Além do planejamento para amenizar esse impacto, o engenheiro ambiental cuida da conservação da natureza e saúde humana. Esse profissional também é responsável por projetar sistemas de obtenção, tratamento e distribuição de água, pelo controle da poluição do ar e do solo, sistema de tratamento de esgoto ou descarte de resíduos.

O estudante do segundo semestre do curso de Engenharia Ambiental e Sanitária Otávio Machado conta que escolheu essa área para tentar amenizar os danos já causados à natureza. “Sempre gostei dessa área, só não sabia que ia ser esse curso.  É bom lembrar que, mesmo que acabem o desmatamento e os danos que causamos ao meio ambiente, os efeitos ainda são eternos e a natureza sempre responde. É o que acontece com o superaquecimento de alguns lugares e o impacto ao derretimento de geleiras. Tudo que nós consumimos de uma certa forma, gera impacto e causa uma certa poluição a toda atmosfera”, reflete.

O estudante ainda pontua, que este profissional também pode trabalhar em construções, para tentar amenizar os efeitos dela a população vizinha ou até mesmo trabalhar com a engenharia ambiental de uma cidade.

Bolsas de estudo para Engenharia Ambiental e Sanitária

Se interessou pela área? Então, por que não cursar a Engenharia Ambiental com descontos nas mensalidades? O Educa Mais Brasil oferta bolsas de estudo de até 70% nas mensalidades. Para fazer a inscrição é preciso acessar o site http://www.educamaisbrasil.com.br/ac24horas.

Anúncios

Destaque 3

Casos de “fura-fila” da vacina contra Covid-19 podem ser denunciados à Ouvidoria do MP

Publicado

em

Como canal direto de comunicação à disposição da sociedade, a Ouvidoria Nacional do Ministério Público (ONMP) pode ser acionada por qualquer cidadão que queira denunciar casos de “fura-fila” na vacinação contra a Covid-19.

Para fazer a denúncia, o cidadão pode acionar a Ouvidoria Nacional do MP por meio do Whatsapp (61 3366-9229), do e-mail ouvidoria@cnmp.mp.br, de mensagem direta nos perfis do CNMP nas redes sociais (Facebook, Instagram e Twitter), ou de formulário eletrônico disponível na página da ONMP.

Segundo o ouvidor nacional do Ministério Público, Oswaldo D’Albuquerque, “infelizmente, temos visto diariamente na mídia diversas denúncias dando conta de pessoas que não fazem parte do grupo prioritário estabelecido pelo Plano Nacional de Imunização que estariam ‘furando a fila’, sendo vacinadas em diversos locais do país. Essa conduta, além de imoral e antiética, caracteriza crime tipificado no artigo 268 do Código Penal, cuja pena varia de um mês a um ano de detenção. Nesse contexto, a Ouvidoria Nacional, mediante cooperação e integração com a Rede de Ouvidorias do MP brasileiro, disponibiliza aos cidadãos mais um canal de recebimento de denúncias contra a chamada ‘fura-fila da Covid-19’”.

Oswaldo D’Albuquerque também explicou que as denúncias recebidas pela ONMP serão encaminhadas aos Ministérios Públicos correspondentes para que sejam averiguadas e tomadas as providências cabíveis.

Continuar lendo

Destaque 3

Ministro determina que laboratório forneça informações sobre produção de vacina russa

Publicado

em

O ministro do Superior Tribunal Federal (STF) Ricardo Lewandowski, determinou que a União Química Farmacêutica se manifeste, em até cinco dias, sobre as informações prestadas em relação ao pedido de uso emergencial da vacina Sputnik V.

A empresa é patrocinadora, representante legal e parceira do Instituto russo desenvolvedor do imunizante e responsável pela produção no Brasil.

De acordo com o ministro, a farmacêutica deverá detalhar as exigências técnicas pendentes de cumprimento, o tempo e a forma como pretende atendê-las. Deverão ser discriminadas as quantidades e prazos de entrega, além da capacidade de produção da Sputnik V no Brasil ou se a empresa vai importá-la da Rússia, caso obtenha a autorização emergencial da Anvisa.

Quanto ao pedido de autorização para uso emergencial da vacina, em caráter experimental, a Anvisa considerou que a solicitação é inviável nesse momento, “tendo em vista a insuficiência e a incompletude de dados relevantes à análise do pleito”.

Continuar lendo

Cotidiano

Após polêmica, escola e prefeitura se manifestam por remoção de árvore no Bosque

Publicado

em

Desde que a prefeitura de Rio Banco anunciou que iria remover a árvore histórica localizada nas dependências da Escola Dom Giocondo Maria Grotti, situada no bairro Bosque, o município vem tentando explicar o que motivou a retirada da planta de grande porte e que fazia parte da região. Nessa terça-feira, uma nota de esclarecimento foi emitida pela Secretaria Municipal de Educação (SEME).

O órgão do município afirma que recebeu um ofício no dia 17 de fevereiro de 2020 solicitando a poda da árvore Apuí com urgência. “A poda já está sendo concluída. Contudo, a árvore ainda continua oferendo riscos como relata a gestão da escola”, garante.

A secretária de Educação, Nabiha Bestene, diz que a SEME se preocupa com a integridade física dos alunos, profissionais da escola e pedestres que por ali circulam. “[…] Que as devidas medidas sejam tomadas o mais breve possível, respeitando a legislação aplicável”, comunicou.

Em nota, a direção da escola garante que todo solicita a poda da árvore, pois

sempre tem galhos e troncos podres e ocos que caem com frequência no pátio e na calçada da escola. No entanto, após avaliação e Laudo Técnico, ficou decidida a necessidade de retirar a árvore, pois além dos galhos grandes que caem, o muro da escola estava rachado e prestes a cair.

“Nós sentimos pela retirada da árvore de nossa escola, não temos o intuito da maldade ou desrespeito com a natureza, mas antes que algo grave aconteça é melhor que decisões assertivas sejam tomadas, pois se um acidente acontecer, as críticas serão outras: por que a escola não tomou providência se sabiam dos riscos”, explica.

A escola avisa que tem como meta incluir em suas ações educacionais o plantio de espécies de árvores adequadas para o local, envolvendo professores, alunos e comunidade, planejamento a ser desenvolvido em momento oportuno.

Continuar lendo

Cotidiano

Divulgado pelo Inep o gabarito oficial das provas objetivas do Enem 2020

Publicado

em

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) divulga hoje, 27, os gabaritos oficiais das provas objetivas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020. Os participantes poderão conferir as respostas corretas do exame no site do Inep e no aplicativo do Enem.

O Enem impresso foi aplicado nos dois últimos domingos, dias 17 e 24 de janeiro. Os participantes resolveram questões objetivas de matemática, ciências da natureza, ciências humanas e linguagens. Fizeram também a prova de redação, a única subjetiva do exame.

A previsão para a divulgação dos resultados finais é dia 29 de março. Nessa data os participantes saberão também quanto tiraram na redação. Mas, apenas depois da divulgação do resultado, em data ainda a ser definida, os candidatos terão acesso à correção detalhada da prova de redação.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas