Conecte-se agora

Na frente do delegado, estudante da Uninorte nega que tenha sido sequestrada

Publicado

em

Após prestar depoimento ao delegado Rêmulo Diniz, na Delegacia de Homicídios e proteção à Pessoa (Dhpp), nesta sexta-feira (23), a estudante de 17 anos, Jéssica Carvalho, que desapareceu na última terça-feira (20) e reapareceu na quarta (21), negou em seu relato que tenha sido sequestrada ou mantida em cárcere privado, como havia informado sua mãe,  Idalinda Carvalho da Silva em entrevista ao ac24horas, logo após a jovem reaparecer. Ouça a entrevista do repórter Wiliandro Derze com a mãe da jovem.

play-rounded-fill

De acordo com Rêmulo, após a repercussão do caso nas redes sociais, três delegacias foram mobilizadas para dar prosseguimento ao caso: uma pela suposta ameaça das vizinhas, outra pelo suposto assalto próximo a universidade e outra pelo seu desaparecimento mediante  sequestro. Inicialmente, a mãe e demais familiares mobilizaram as redes sociais e contactaram os principais jornais para ajudar a divulgar o desaparecimento, inclusive uma das tias da jovem entrou em contato diretamente com ac24horas pelas redes sociais.

LEIA MAIS
>Estudante reaparece e mãe diz que filha foi sequestrada e amordaçada

A jovem retornou para casa na quarta-feira (21), e ao tomar conhecimento da situação, o repórter do ac24horas, Wiliandro Derze, entrou em contato com a mãe da jovem que afirmou que ela teria sido sequestrada, amordaçada e mantida em carcere privado. No áudio, a mãe afirma todas as informações repassadas ao repórter, mas negou todas ela na frente do delegado, dizendo inclusive que não teria dado nenhuma declaração a imprensa.

Como justificativa para o seu desaparecimento, Jéssica disse ao delegado que realmente foi alvo de um assalto no caminho para a faculdade e que antes de sair de casa, havia tido um desentendimento com a mãe e por isso teria passado a noite na casa de uma amiga. De acordo com o relato dado ao delegado, a jovem só ficou sabendo da repercussão de seu desaparecimento quando saiu pra ir para faculdade no dia seguinte e resolveu voltar pra casa.

“Ela disse que não ligou pra mãe porque havia tido um desentendimento com ela e por isso não voltou para casa. Negou esse sequestro e nos contou que ficou na casa de uma amiga até descobrir a repercussão  na rede social. É importante destacar que sempre importante acionar primeiro as autoridades antes de iniciar em um alarde ou um clamor público pra que a gente possa investigar, buscar informações e não desgastar o serviço público”, disse Rêmulo Diniz.

Destaque 3

Marrocos bate seleção da Espanha nos pênaltis e avança às quartas da Copa do Mundo

Publicado

em

Por

O Marrocos está nas quartas de final da Copa do Mundo. Nesta terça-feira (6), a seleção marroquina fez história, bateu a Espanha nos pênaltis, após empate sem gols no tempo regulamentar, e carimbou sua vaga na próxima fase do Mundial.

O Marrocos agora aguarda o resultado do confronto entre Portugal e Suíça para conhecer seu adversário nas quartas da Copa. O duelo acontece ainda nesta terça.

O jogo

Marrocos e Espanha foram a campo com propostas distintas de jogo. Os espanhóis se lançaram ao ataque, enquanto os marroquinos se defenderam e contra-atacaram. O resultado foi um duelo muito equilibrado nos dois tempos e com poucas chances claras de gol.

A Espanha dominou as ações da partida, mas teve muita dificuldade para furar o sólido bloqueio marroquino. As melhores chances da seleção europeia no primeiro tempo saíram dos pés de Asensio, que mandou uma bomba pelo lado de fora da rede, e Gavi, que acertou o travessão.

Já o Marrocos criou suas melhores oportunidades com Boufal, que deu muito trabalho aos defensores espanhóis. Aos 41, o atacante balançou o corpo e cruzou na medida para o zagueiro Aguerd, que cabeceou por cima do gol.

As chances no segundo tempo foram ainda mais escassas. Marrocos praticamente largou mão do ataque e se fechou no campo defensivo. Já a Espanha, que vinha tendo dificuldade para superar o bloqueio adversário, quase não criou.

As melhores chances dos espanhóis saíram na reta final. Aos 35, Nico Williams enfiou para Morata, que foi à linha de fundo e bateu sem ângulo. Os marroquinos responderam com boa trama ofensiva de Hakimi e Cheddira, aos 39, mas a bola também não entrou. Dani Olmo quase tirou o zero do placar em cobrança de falta no último lance do jogo, mas o empate persistiu, e a decisão foi para a prorrogação.

A Espanha seguiu no ataque no primeiro tempo, mas deu mais espaços para Marrocos chegar com perigo. A melhor chance foi da seleção marroquina. Aos 13 minutos, Cheddira ficou cara a cara com Unai Simón, mas finalizou em cima do goleiro.

A segunda etapa da prorrogação foi uma espécie de reprise do que foi visto no primeiro tempo, mas foi a Espanha que teve a melhor oportunidade. No útimo lance, Saravia aproveitou bom cruzamento, bateu sem ângulo e mandou na trave.

Com o persistente empate no marcador, a vaga foi decidida nos pênaltis. O goleiro Bono defendeu as três primeiras defesas da Espanha. Já Marrocos perdeu apenas uma e avançou às quartas da Copa do Catar.

VEJA OS MELHORES MOMENTOS:

video
play-rounded-fill
Continuar lendo

Destaque 3

Brasil atropela Coreia do Sul e encara Croácia nas quartas de final da Copa do Mundo

Publicado

em

Por

Nesta segunda-feira (5), o Brasil deu o quarto passo em busca do hexa. E foi um passo para lá de especial. Com atuação irretocável, a seleção brasileira goleou a Coreia do Sul por 4 a 1 no estádio 974, pelas oitavas de final da Copa do Mundo. Vinícius Júnior, Neymar, Richarlison e Lucas Paquetá anotaram os gols da Canarinho, que vai enfrentar a Croácia nas quartas do Mundial do Catar.

Próximo adversário da seleção brasileira na Copa, a Croácia passou pelo Japão nos pênaltis. O Brasil vai encarar os croatas na próxima sexta-feira (9), no estádio Cidade da Educação. A seleção europeia está invicta na competição, com uma vitória e três empates.

Neste duelo, o Brasil terá pela frente a oportunidade quebrar um incômodo jejum em Copas. Isso porque a Canarinho não vence uma equipe europeia na fase final do torneio desde a decisão contra a Alemanha, em 2002. Faltam três passos para a seleção brasileira no caminho do sonhado hexa.

O jogo

Com Neymar de volta, o Brasil mostrou desde os instantes inciais que estava com o setor ofensivo afiado. Aos seis minutos, Raphinha fez jogada pela direita e serviu Vinícius Júnior, que dominou bem e bateu no ângulo para abrir o placar. Na sequência, Richarlison foi derrubado por Woo-Young Jung na área. Pênalti. Frio, Neymar partiu para bola e deixou o goleiro Woo-Young Jung sem chão: 2 a 0 para a Canarinho.

A primeira grande ação ofensiva da Coreia do Sul no jogo ocorreu aos 16 minutos, com Hee-Chan Hwang, que arrisocu de fora da área e exigiu grande defesa de Alisson – esta foi a primeira defesa difícil do camisa 1 na Copa do Mundo. Com a vantagem por dois gols, a Canarinho passou a tocar um pouco mais bola.

Em ritmo de treino, a seleção aproveitou a posse maior para ampliar o placar. Aos 28, Richarlison recuperou bola no estilo foquinha, passou para Marquinhos, que encontrou Thiago Silva por dentro e, com assistência do camisa 3, o próprio Pombo surgiu sozinho para bater na saída de Woo-Young Jung e anotar o terceiro.

Grogue, a defesa sul-coreana mal viu o ataque seguinte do Brasil, quando Vinícius Júnior partiu pela esquerda e cruzou para Paquetá bater de primeira e marcar mais um: 4 a 0. Antes do apito final, Lucas Paquetá, Richarlison e Neymar passaram perto de anotar o quinto, mas o primeiro tempo foi encerrado sem um novo gol brasileiro.

A etapa final da partida foi apenas protocolar, com o Brasil empilhando algumas oportunidades de gol, principalmente em lances com Raphinha, ponta-direita zerado na Copa do Catar. Do outro lado, a Coreia do Sul tentou ainda descontar o marcador aos 22 minutos, mas o goleiro Alisson fez uma grande defesa em chute de Hee-Chan Hwang.

Em ritmo cada vez menos intenso, a Canarinho foi chamando a equipe asiática para o campo de ataque. Aos 31 minutos, Seung-Ho Paik pegou sobra na entrada da área e soltou uma bom para diminuir o placar, sem chance para Alisson. Na sequência, o camisa 1 ainda fez uma outra defesa em chute de Gue-sung Cho, mas o lance estava impedido.

O técnico Tite sacou Neymar nos últimos minutos, além de ter levado o goleiro Weverton, 3ª opção da posição, a campo. Com muita troca de passes, o Brasil apenas esperou o apito final do jogo. No fim, Daniel Alves quase marcou um golaço de voleio. Mas não teve nova mudança no placar: Brasil 4 a 1 para cima da Coreia do Sul.

 VEJA OS MELHORES MOMENTOS:

video
play-rounded-fill
Continuar lendo

Destaque 3

Croácia bate Japão nos pênaltis, avança às quartas de final e pode pegar o Brasil

Publicado

em

Por

A Croácia se classificou às quartas de final da Copa do Mundo e pode entrar no caminho da seleção brasileira. Nesta segunda-feira (5), os croatas bateram o Japão nos pênaltis, após empate por 1 a 1 no tempo regulamentar, e carimbaram a vaga na próxima fase do Mundial.

A seleção croata agora aguarda o vencedor do confronto entre Brasil e Coreia do Sul para saber quem será seu adversário nas quartas. O duelo da Canarinho contra os sul-coreanos acontece ainda nesta segunda.

O jogo

O primeiro tempo foi marcado por muito equilíbrio entre as duas equipes, que foram a campo com propostas diferentes. A Croácia se lançou ao ataque, manteve a posse de bola e pressionou o Japão, que jogou recuado na maior parte do tempo, mas mostrou muita eficiência nas saídas de bola, com toques precisos, de pé em pé.

O duelo tático não foi dos mais empolgantes, mas teve um vencedor na primeira etapa. Aos 42 minutos, após jogada trabalhada em escanteio pela direita, Doan cruzou para a área, a bola desviou em Yoshida, e Maeda completou para o fundo do gol.

A Croácia, no entanto, superou a dificuldade que teve para converter as chances criadas em gols logo no início da segunda etapa. Aos nove, Lovren cruzou da intermediária, e Perisic desviou de cabeça para deixar tudo igual.

O Japão sentiu o gol, e a Croácia aproveitou o momento de superioridade para tentar virar. Aos 17, Modric mandou uma bomba da entrada da área e obrigou Gonda a fazer grande defesa. Já aos 20, em jogada muito parecida com a que culminou no gol de empate, Budimir cabeceou para fora.

A seleção japonesa conseguiu se segurar bem, mas praticamente não ofereceu mais perigo. Já os croatas mantiveram o domínio, mas desaceleraram na reta final, e o jogo foi para a prorrogação.

A primeira etapa teve a mesma tônica do tempo regulamentar. A Croácia dominou as ações do jogo, e o Japão tentou tirar o zero do placar no contra-ataque. A melhor chance foi da seleção japonesa. Aos 14 minutos, Mitoma arrancou do campo defensivo até a entrada da área e mandou uma bomba para grande defesa de Livakovic.

O desgaste físico ofuscou o desempenho das duas seleções no segundo tempo, e a partida ficou truncada, sem grandes chances de gol. Com a manutenção do empate, a vaga para as quartas de final foi decidida nos pênaltis. Os japoneses erraram três cobranças, e os croatas apenas uma, garantindo a classificação.

VEJA OS MELHORES MOMENTOS:

video
play-rounded-fill
Continuar lendo

Destaque 3

Inglaterra bate Senegal, confirma favoritismo e avança às quartas da Copa do Mundo

Publicado

em

Por

A Inglaterra está classificada para as quartas de final da Copa do Mundo. Neste domingo (4), a seleção inglesa venceu Senegal por 3 a 0 e carimbou sua vaga na próxima fase do Mundial.

Os ingleses agora terão pela frente a França, que venceu a Polônia neste domingo e também confirmou sua vaga. O confronto está marcado para o próximo sábado (10), no estádio Al Bayt.

O jogo

Senegal começou bem, dificultando a saída de bola da Inglaterra e levando perigo ao gol de Pickford. Mas o equilíbrio durou até os ingleses abrirem o placar.

Aos 38 minutos, Bellingham invadiu a área pela esquerda e rolou para Henderson mandar para o fundo da rede. Os senegaleses sentiram o gol, e os ingleses aproveitaram o momento para ampliar.

Aos 47, Bellingham roubou a bola e acionou Foden, que rapidamente mandou para Kane. O atacante chutou cruzado, sem dar chances de defesa para o goleiro Mendy.

O segundo tempo foi de amplo domínio da Inglaterra, que decretou a vitória por 3 a 0, com Saka. Aos 11, o atacante aproveitou bom passe de Foden e fechou a conta.

VEJA OS MELHORES MOMENTOS:

video
play-rounded-fill
Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas

error: Este conteúdo é protegido.