Conecte-se agora

Afluente do rio Abunã que transbordou no município de Plácido de Castro começa a fazer suas primeiras vítimas

Publicado

em

As chuvas intensas na região do rio Abunã, na fronteira entre os municípios de Plácido de Castro, no Brasil e a Vila Evo Morales, antiga Montevidéu, na Bolívia, tem preocupado as autoridades em virtude do igarapé Rapirã ter transbordado e atingido mais de 20 famílias do lado acreano. Até um trecho da estrada AC-475 que liga Plácido de Castro ao município de Acrelândia foi invadido pelas águas.

O igarapé Rapirã, que é um afluente , transborda com a elevação do rio Abunã, e por passar próximo de residências rurais e áreas urbanas do município, acaba atingindo dezenas de famílias na região. Com essa cheia , até mesmo a estrada que liga os municípios acreanos vizinhos foi atingida, causando preocupação às autoridades.

O agricultor Francisco Reis Silva disse que todos os anos o igarapé apresenta uma elevação de seu nível, mas este ano pegou a todos de surpresa invadindo até a estrada. “Quando o Rapirã sobe já temos que ficar atentos, muitos moradores que fazem suas casas próximas acabam sendo atingidos pelas águas. Este ano foi muito rápido, quando acordamos as águas já estavam perto de nossas casas”, relatou.

Uma equipe da prefeitura de Plácido de Castro visita às famílias e áreas atingidas. O prefeito Gedeon Barros (PSDB) também esteve presente na identificação das regiões tomada pelas águas do Rapirã.

A equipe do Exército Brasileiro se fez presente no apoio às famílias atingidas pelas águas da cheia. Barcos e equipamentos estiveram no auxílio das ações efetivas das autoridades locais.

Na região da Bolívia onde nasce e se concentra a grande extensão do rio Abunã as chuvas continuam sendo acima da média, o que deixa os moradores do município de Plácido de Castro apreensivos em ter que vivenciar uma possível enchente.

Anúncios

Acre

Acre confirma mais 368 casos e 3 mortes em decorrência da Covid-19

Publicado

em

A Secretaria de Estado de Saúde do Acre (Sesacre) registra 368 casos de infecção por coronavírus nesta segunda-feira, 8, sendo 244 casos confirmados por exame de RT-PCR e 124 testes rápidos. O número de infectados saltou de 60.288 para 60.656 nas últimas 24 horas.

Até o momento, o Acre registra 164.027 notificações de contaminação pela doença, sendo que 103.024 casos foram descartados e 347 exames de RT-PCR seguem aguardando análise do Laboratório Central de Saúde Pública do Acre (Lacen) ou do Centro de Infectologia Charles Mérieux. Pelo menos 51.647 pessoas já receberam alta médica da doença, enquanto 357 pessoas seguem internadas.

Mais 3 notificações de óbitos foram registradas nesta segunda-feira, dia 8, sendo 2 do sexo masculino e uma do sexo feminino, fazendo com que o número oficial de mortes por Covid-19 suba para 1.066 em todo o estado.

Óbitos do sexo masculino:

Morador de Cruzeiro do Sul, A. L. C. L., de 38 anos, deu entrada no Hospital Regional do Juruá, no dia 4 de março, vindo a óbito no dia 6 do referido mês.

Morador de Rio Branco, Y. K. W. A., de 27 anos, deu entrada no Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia do Acre (Into-AC), no dia 12 de fevereiro, e faleceu neste domingo, dia 7 de março.

Óbitos do sexo feminino:

Moradora de Rio Branco, A. T. S., de 81 anos, deu entrada no Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia do Acre (Into-AC), no dia 25 de fevereiro, e faleceu no dia 7 de março.

Continuar lendo

Acre

“A verdade é a palavra de Deus”, diz Jorge Viana sobre decisão do STF

Publicado

em

O ex-senador e ex-governador do Acre, Jorge Viana (PT), usou o Twitter na tarde desta segunda-feira, 8, para comentar a decisão do Ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), que anulou todas as condenações do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pela Justiça Federal no Paraná relacionadas às investigações da Operação Lava Jato. Com a decisão, o ex-presidente Lula recupera os direitos políticos e volta a ser elegível.

Ao decidir sobre o pedido de habeas corpus da defesa de Lula em novembro do ano passado, Fachin declarou a incompetência da Justiça Federal do Paraná nos casos do triplex do Guarujá, do sítio de Atibaia e das doações ao Instituto Lula. Segundo o ministro, a 13ª Vara Federal de Curitiba não era o “juiz natural” dos casos.

Para Jorge Viana, a decisão de Fachin em anular as condenações mostram que “A verdade é a palavra de Deus”.

Continuar lendo

Acre

Fachin anula condenações na Lava Jato e Lula volta a ser elegível

Publicado

em

Foto: Amanda Perobelli/Reuters

O ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal, anulou nesta segunda-feira (8) todas as condenações do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pela Justiça Federal no Paraná relacionadas às investigações da Operação Lava Jato.

Com a decisão, o ex-presidente Lula recupera os direitos políticos e volta a ser elegível.

Ao decidir sobre pedido de habeas corpus da defesa de Lula em novembro do ano passado, Fachin declarou a incompetência da Justiça Federal do Paraná nos casos do triplex do Guarujá, do sítio de Atibaia e das doações ao Instituto Lula. Segundo o ministro, a 13ª Vara Federal de Curitiba não era o “juiz natural” dos casos.

A decisão de Fachin tem caráter processual. O ministro não analisou o mérito das condenações. Ele considerou que

“Embora a questão da competência já tenha sido suscitada indiretamente, é a primeira vez que o argumento reúne condições processuais de ser examinado, diante do aprofundamento e aperfeiçoamento da matéria pelo Supremo Tribunal Federal”, diz o texto da norta.

Agora, os processos serão analisados pela Justiça Federal do Distrito Federal, à qual caberá dizer se os atos realizados nos três processos podem ou não ser validados e reaproveitados.

“Com a decisão, foram declaradas nulas todas as decisões proferidas pela 13ª Vara Federal de Curitiba e determinada a remessa dos respectivos autos para à Seção Judiciária do Distrito Federal”, diz texto de nota à imprensa do gabinete do ministro.

A decisão atinge o recebimento de denúncias e ações penais.

Continuar lendo

Acre

Petrobras sobe gasolina pela sexta vez no ano; diesel tem quinta alta

Publicado

em

A Petrobras vai elevar mais uma vez os preços da gasolina e do diesel nas refinarias a partir de terça-feira (9), informou a companhia nesta segunda-feira, por meio da assessoria de imprensa. A nova alta vem em meio aos trâmites para a substituição do presidente da petroleira, após intervenção do presidente Jair Bolsonaro.

O preço médio de venda da gasolina passará a ser de R$ 2,84 por litro, alta de R$ 0,23 por litro (alta de 9,2%), enquanto o diesel passará a média de R$ 2,86 por litro, aumento de R$ 0,15 por litro (alta de 5,5%).

É a sexta alta do ano nos preços da gasolina, e a quinta no valor do litro do diesel. Em dezembro, o litro da gasolina custava em média R$ 1,84. Já o do diesel saía a R$ 2,02.

Desde o início do ano, a gasolina acumula alta de 54% nas refinarias, enquanto o diesel subiu 41,6%.

Troca de comando

As sucessivas altas nos combustíveis este ano irritaram o presidente Jair Bolsonaro, que indicou o general Joaquim Silva e Luna para substituir o atual presidente Roberto Castello Branco do comando da estatal, como mostra o vídeo abaixo. O mandato de Castello Branco, no entanto, termina em 20 de março, e ele segue no cargo.

A troca provocou um forte forte abalo nas ações da companhia, que chegou a perder R$ 75 bilhões em valor de mercado em um só dia.

Lucro recorde

A Petrobras encerrou o quarto trimestre de 2020 com lucro recorde de R$ 7 bilhões, apesar do momento de crise. Segundo a Economatica, o resultado é tanto recorde nominal entre as empresas brasileiras como também quando se ajustam os valores dos maiores lucros da história pela inflação.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas