Conecte-se agora

Para líder do governo, criminosos cooptam jovens que não têm base família sólida

Publicado

em

Depois de ouvir uma saraivada de críticas dos deputados de oposição direcionadas ao sistema de segurança pública do Acre, o líder do governo, deputado Daniel Zen (PT) defendeu o governo e disse acreditar que a administração estadual está dando o combate necessário para a guerra de facções e fazendo investimentos nas polícias. O governista destaca que não faltam políticas públicas e oportunidades para os jovens.

“Quero apenas fazer apenas uma observação. Acredito que o Estado está dando o combate necessário a guerra de facções, fazendo investimentos no presídio, investimentos no plano de cargos e carreiras dos policiais, investimentos em viaturas, coletes, munição e bloqueador de celulares no presídio de onde saiam as ordens para queimar veículos nas ruas dos bairros de Rio Branco”, ressalta o petista.

Segundo Zen, a ida de um jovem para o mundo do crime decorre da suposta falta de oportunidades. “Quando olho para as escolas eu vejo sobrar vagas”, destaca o líder do governo, ao destacar o Centro de Línguas, o Programa de estágio do executivo, judiciário, legislativo, jovem aprendiz nas empresas. De acordo com o deputado, iniciativas que promovem a inclusão dos jovens acreanos.

“É certo que não tem vaga para todo mundo, mas não é 100% correto dizer que nossa juventude é cooptada por falta de oportunidades. Talvez o jovem que não tenha base familiar muito sólida, aquele que pensa que tenha que fica oito anos do ensino fundamental, três no ensino médio, se preparar para fazer faculdade e fazer um curso possa ceder para as oportunidades do mundo do crime”.

Para Daniel Zen, alguns jovens estariam sendo seduzidos por traficante “que oferece a possibilidade ser o badeco e vai receber em uma semana o mesmo que um trabalhador levar um mês para receber. É uma disputa injusta. Uma sedução desleal, mas o poder público vem se esforçando para que não faltam oportunidades mesmo que o jovem tenha que disputar vagas”, ressalta o deputado.

Ele alerta ainda que “aqui é a porta de entrada de toda droga que entra no país. Se o sujeito cheira uma carreira de pó em Fortaleza, pode ter certeza que ela passou por aqui. Enquanto tiver gente produzindo droga, vai ter gente consumindo droga”, finaliza Daniel Zen.

Anúncios

Bombando

Anúncios

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Leia Também

Mais lidas