Conecte-se agora

Eber Machado protesta pela retirada do centro de operações regionais da Eletronorte na capital do Acre

Publicado

em

O deputado estadual Eber Machado (PSDC) protestou na manhã desta quarta-feira (3) pela retirada do centro de operações regionais da Eletronorte do Estado. Para Machado, a situação revela o descaso da bancada federal e um possível engessamento da economia local. Para ele, as cidades acreanas estão totalmente dependentes do Estado de Rondônia.

“Subo na tribuna como bom acreano que sou e defensor árduo do Estado, revoltado, triste, envergonhado, porque hoje acontecem coisas que estão engessando e inviabilizando o futuro do Acre. Tive a informação que já está há mais de trinta dias ausente de nosso estado, o controle de nossa energia. Tenho certeza que esta casa vai se posicionar diante deste tema”, diz Machado.

Segundo Machado, com a transferência de decisões para Rondônia, “a Acre está dependente de Rondônia, isso é falta de uma intervenção política. Tiraram o centro de operações regionais da Eletronorte daqui. Sem energia de qualidade, este estado não vai andar. Estaremos fazendo audiência pública para debater a privatização da Eletrobras Distribuição Acre”, destaca.

O parlamentar afirma que há falta de interesse dos deputados federais e senadores para interceder na questão. Ele afirma ainda que o Estado não recebe a atenção merecida pela preservação florestal. “Temos 87% de preservação e não temos nenhuma compensação. Isso é engessar. Qual é a indústria que quer vir se instalar no Acre?”, questiona Eber Machado.

Para Machado, a primeira coisa que um industrial procura saber para se instalar em um Estado é da qualidade de energia. “Tenho sonho de ver um polo industrial instalado, gerando emprego e renda, mas nossos representantes federais estão preocupados com a eleição de 2018 – que ainda não chegou, mas não se preocupam com o futuro do nosso Estado”, enfatiza o deputado.

Eber Machado destaca que “o Acre perdeu para um bairro periférico de Rondônia. É maldade com o nosso futuro. Tenho certeza que a Aleac não vai deixar de debater este assunto. Não há nenhum incentivo para que uma indústria venha se instalar aqui, porque não temos qualidade de energia. Cadê o linhão que atenderia o Vale do Juruá? Se a bancada federal deixou isso acontecer, que esta Casa não seja omissa”, finaliza.

Acre

Acre registra 200 novos casos e três mortes por Covid-19 nesta sexta

Publicado

em

A Secretaria de Estado de Saúde do Acre (Sesacre), registrou 200 casos de infecção por coronavírus nesta sexta-feira, 18. Com isso, o número de infectados saltou de 84.487 para 84.687 nas últimas 24 horas.

Além do número alto novos casos, mais 3 notificações de óbitos foram registradas, sendo todas do sexo masculino, fazendo com que o número oficial de mortes por Covid-19 suba para 1.728 em todo o estado.

Até o momento, o Acre registra 228.092 notificações de contaminação pela doença, sendo que 142.419 casos foram descartados e 986 exames de RT-PCR seguem aguardando análise do Laboratório Central de Saúde Pública do Acre (Lacen) ou do Centro de Infectologia Charles Mérieux. Pelo menos 79.183 pessoas já receberam alta médica da doença, enquanto 115 pessoas seguem internadas até o fechamento deste boletim.

Continuar lendo

Acre

Menino 11 anos realiza sonho de voar de helicóptero no Acre

Publicado

em

Esta sexta-feira, 18, nunca será esquecida pelo estudante e agricultor Riquelme da Silva, de 11 anos, morador da zona rural do município de Rodrigues Alves. Ele esteve em uma cidade pela primeira vez e realizou o sonho de voar em um helicóptero, o que foi proporcionado por dois empresários de Cruzeiro do Sul depois que viram um vídeo do menino brincando com uma aeronave que ele fez de palma (um tipo de madeira que tem na mata) perto de onde ele mora. “Tenho o sonho de voar de helicóptero e ser mecânico “, contou Riquelme no vídeo.

Tudo foi possível graças à coordenadora escolar, Camila Saraiva, que foi à casa de Riquelme entregar as tarefas escolares. Ela encontrou o menino brincando com um helicóptero de malva com hélices e luzes funcionando, que ele mesmo fez usando um motor de DVD e uma lâmpada de lanterna. Ela gravou o vídeo, divulgou nas redes sociais e buscou em Cruzeiro do Sul, parceiros para que o menino pudesse voar de verdade.

“Eu o achei tão inteligente com aquela aeronave funcionando que decidi que ele iria sim realizar o sonho de voar. Aí lembrei do Euso, que conseguiu tudo a custo zero com o Papito e o Thiago, que tem uma empresa com a aeronave em Cruzeiro do Sul. Eu só tenho a agradecer por esse dia que nunca será esquecido por Riquelme”, explica a coordenadora.

O menino chegou ao local do voo junto com a mãe, Maria de Fátima, e Camila, e ao contrário da genitora não demonstrou nervosismo na hora do voo. Depois que desceu da aeronave, ele disse que realizou um sonho. “Ver tudo lá de cima é bom demais. Não tive medo não e quando eu crescer quero ser piloto de helicóptero, carro e moto”, contou tímido o menino de poucas palavras.

Os empresários que patrocinaram o voo panorâmico em Cruzeiro do Sul desejaram boa sorte a Riquelme. “Eu me vi nele porque gostava de construir coisas como ele. Fiz o que ninguém pôde fazer por mim e espero que ele cresça e possa fazer por alguém”, citou Euso. “Que ele tenha sucesso na caminhado”, desejou Papito para o menino agricultor e sonhador Riquelme.

Veja o vídeo:

Continuar lendo

Acre

Duas mil pessoas foram imunizadas em mutirão de vacinação no Palácio

Publicado

em

O mutirão de vacinação contra Covid-19 realizado pelo governo do Acre, em parceria com a prefeitura de Rio Branco, já aplicou mais de 2 mil doses na ação que teve início às 8h da manhã de quinta-feira, 17, e se estende por 48h, sendo o encerramento no sábado, 19, também pela manhã.

A informação foi confirmada pela porta-voz do governo, Mirla Miranda. “Chegamos em pouco mais de 24 horas a mais de 2.000 mil pessoas imunizadas na Capital. É o governo chamando a população e ela respondendo ao convite”, declarou.

Continuar lendo

Acre

Erro leva público de 40 a 44 anos para vacinação no Palácio

Publicado

em

Um card divulgado pela prefeitura de Rio Branco na noite desta quinta-feira, 18, gerou revolta na população, com idade a partir de 40 a 44 anos, que foram em busca da vacinação contra a Covid-19, na sexta-feira, 18, na tenda em frente ao Palácio Rio Branco.

Ocorre que na quinta (17), a prefeitura informou no card a ampliação da faixa-etária da vacinação para pessoas com idade a partir de 40 anos, a partir desta sexta-feira (18), nos 14 pontos na capital, incluindo, a tenda do governo, só que o Estado não recebeu as doses para esse público, tendo doses apenas para o público de 45 a 49 anos. O resultado foi insatisfação e muitas críticas por parte de populares pela manhã desta sexta.

LEIA MAIS: Prefeitura culpa governo por equívoco em não vacinar público de 40 a 44 anos no Palácio

Acontece que a vacinação foi ampliada para pessoas com 40 a 44 anos, porém a imunização para esse público está sendo realizada somente nas Uraps ou na Policlínica Barral y Barral.

Ao ac24horas, Carol Parente, responsável por coordenar a vacinação na tenda do governo do Acre, afirmou que o Estado pactuou com o município a vacinação do público de 45 a 49 anos apenas, e não do público de 40 a 44 anos. Segundo ela, o governo poderá realizar a vacinação desse público, porém a Prefeitura terá que enviar doses para essa faixa-etária.

“Em pactuação com o município, fechamos que seria 45 anos a 49 anos, porque eles estavam fazendo de 50 a 54 anos, e a gente baixou para 45 e eu não sei o que houve ao certo e estamos tentando resolver essa situação, que o município baixou para 40 anos. Infelizmente, temos doses apenas para 45 a 49 anos, pode ser que mais tarde tenha vacinação para esse público de 40 anos, no entanto, a orientação para as pessoas que tenham menos de 45 é que procurem uma das URAPs ou a Policlínica Barral y Barral”, explicou.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas