Conecte-se agora

​IBGE aponta Acre sendo um dos com maior crescimento do PIB

Publicado

em

Dados das Contas Regionais divulgados hoje (28) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) apontam o Acre como um dos estados do Brasil que apresentaram maior crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) em 2014 na comparação com 2013.

Em termos de crescimento, segundo os dados, os maiores avanços ficaram com as pequenas economias regionais. Tocantins teve a maior alta entre 2013 e 2014 (6,2%), seguido pelo Piauí (5,3%), por Alagoas (4,8%), pelo Acre (4,4%) e por Mato Grosso (4,4%). Desses cinco estados, quatro estão entre as 10 menores economias do país.

O PIB do Brasil em 2014 foi de R$ 5,78 trilhões. No ranking de participação percentual dos estados no PIB nacional, o Acre, que ocupava a 26ª posição em 2013, subiu para a 25ª em 2014 com PIB de R$ 13,46 bilhões.

Cinco estados brasileiros responderam juntos por quase dois terços PIB do país em 2014. As economias de São Paulo, do Rio de Janeiro, de Minas Gerais, do Rio Grande do Sul e Paraná representaram 64,9% do PIB nacional naquele ano. São Paulo continua sendo o principal motor da economia brasileira,

Em relação a 2013, a única troca de posição entre os 10 maiores estados ocorreu entre o Rio Grande do Sul e o Paraná. Os gaúchos passaram os paranaenses e ocupam a quarta posição, respondendo por 6,2%. Já o Paraná, na quinta posição, responde por 6% da economia nacional.

Destaque 4

Bittar é apontado como maior distribuidor de emenda do orçamento secreto: R$ 457 milhões

Publicado

em

O jornal O Estadão publicou em sua edição desta quarta-feira, 7, matéria que mostra que desde o começo de 2020, o governo federal já liberou mais de R$ 50 bilhões por meio do polêmico orçamento secreto. Na publicação, o Acre é citado, já que o senador Márcio Bittar (União Brasil) é apontado como o parlamentar que mais indicou verbas do orçamento secreto com cerca de R$ 457 milhões. O jornal compara que o valor é o equivalente a toda verba de destinação empenhada para o Ministério do Turismo este ano.

O Estadão também menciona em sua reportagem que Bittar foi o relator do orçamento de 2021 e que enviou cerca de R$ 11 milhões para a Santa Casa, acusada de fraude pelo Ministério Público e comandada por um amigo de Bittar, o ex-deputado federal José Alex.

As informações sobre a destinação de recursos do orçamento secreto foram prestadas pelo Congresso ao Supremo Tribunal Federal que mostra que um pequeno grupo foi o grande beneficiado pelo orçamento secreto. De acordo com a publicação, cerca de 17 congressistas definiram o destino de mais de R$ 100 milhões cada um.

Veja a reportagem completa aqui.

Continuar lendo

Destaque 4

Briga entre motoristas que faz a linha Acre/MT, acaba com vítima entubada e agressor preso

Publicado

em

Uma briga envolvendo dois motoristas de uma empresa de ônibus que faz o trajeto Rio Branco (AC) – Cuiabá (MT), terminou com um homem gravemente ferido e outro preso em flagrante na cidade de Itapuã do Oeste, interior de Rondônia, na noite de terça-feira, 6.

Segundo informações divulgadas pelo site Rondoniaovivo, os dois haviam parado em uma rodoviária na região para jantar quando a vítima de 45 anos havia desligado o veículo no qual seu colega de 46 anos estava conduzindo.

Porém, o homem não gostou da atitude da vítima e começou a lhe agredir com socos e chutes. O homem teve afundamento do crânio e precisou ser entubado por uma equipe médica e encaminhado ao hospital já em estado grave.

Já o agressor acabou preso pelas autoridades policiais em flagrante e foi encaminhado a uma delegacia de Polícia Civil.

Veja o vídeo:

play-rounded-fill
Continuar lendo

Destaque 4

Tenente coronel preso com droga na BR-364 é condenado a 9 anos de prisão em regime fechado

Publicado

em

O tenente coronel da reserva da Polícia Militar do Acre, Moisés da Silva Araújo, foi condenado a 9 anos e 6 meses de prisão em regime fechado pelo crime de tráfico de drogas. A sentença é do juiz Fábio Farias, da Comarca de Sena Madureira, que negou ao réu o direito de recorrer da decisão em liberdade.

O oficial foi preso em junho deste ano, na BR-364, entre Sena Madureira e Rio Branco, quando transportava de Cruzeiro do Sul para a capital, em um carro, mais de 69 quilos de cocaína, que segundo o Ministério Público do Acre, tinha como destino o comércio ilícito.

A defesa do militar alegou que ele tinha pego uma carona no veículo onde estava a droga e pediu a nulidade das acusações, mas o juiz Fábio Farias decidiu pela culpa do réu, que segundo o magistrado, agiu com dolo.

“O réu agiu com dolo intenso, haja vista seu grau de escolaridade e condição social acima da média, além de ser Oficial da Polícia Militar do Acre de elevada patente (tenente-coronel), fatores que, decerto, revelam um alto domínio do fato e de todas as implicações sociais e humanas decorrentes do tráfico de drogas, sendo a sua conduta merecedora de elevada censura. As consequências são Igualmente graves. Isso pela natureza da droga, qual seja, cocaína, de alto poder destrutivo e viciante”, relatou o juiz na sentença.

Além da condenação de 9 anos e 6 meses, Moisés Araújo também foi condenado a pagar 950 dias multa. O juiz determinou, ainda, a perda do veículo apreendido com a droga, em favor da União

Moisés já foi comandante da Polícia Militar em Mâncio Lima e sub comandante em Assis Brasil.

Continuar lendo

Destaque 4

Com novo bloqueio do governo, mais de 3,2 mil alunos da Ufac ficam sem bolsas e auxílios

Publicado

em

A Universidade Federal do Acre (UFAC) informou nesta terça-feira, 6, que cerca de 3,236 mil alunos vão ficar sem bolsas e auxílios no mês de dezembro, devido ao novo bloqueio de verbas por parte do Ministério da Educação (MEC).

Os valores de assistência estudantil, que variam entre R$ 400 a R$ 650, deveriam ser pagos na última segunda-feira, 5, mas estão inviabilizados, assim como outras despesas da instituição.

Segundo a assessoria de comunicação da faculdade, o Restaurante Universitário (RU) ainda está em funcionamento e não tem previsão de fechamento.

“Do RU, estamos esperando que algum financeiro seja liberado, mas ainda não há planos de fechamento. Sobre a continuidade do período letivo, estamos fazendo de tudo para que seja concluído normalmente”, disse Gilberto Mendes.

Na última semana, a reitora da Ufac, Guida Aquino, declarou que o cenário promovido pelo governo federal é “dramático” e “irresponsável”, colocando em riscos vidas que dependem dos recursos para manter os estudos.

Somente na universidade, foram efetivados o bloqueio de R$ 5,4 milhões, que afetam também nos pagamentos de contrato de limpeza, luz água, telefone e vigilância.

Entenda o decreto

O decreto do governo federal, de 1º de dezembro, “zerou” a verba do MEC disponível para gastos considerados “não obrigatórios”, como bolsas estudantis, salários de funcionários terceirizados e pagamento de contas de luz e de água.

Em todo o Brasil, os institutos federais perderam R$ 208 milhões, e as universidades sofreram contingenciamento de R$ 244 milhões, conforme informaram o Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (Conif) e a Andifes.

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas

error: Este conteúdo é protegido.