Conecte-se agora

Inep alerta para falsos e-mails sobre o Enem

Publicado

em

Por meio da rede social Twitter, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) divulgou um alerta sobre e-mails falsos que o MEC teria enviado aos candidatos que fizeram provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) deste ano.

“O Inep informa que é falso o e-mail que alguns participantes do Enem 2015 receberam sobre erros na inscrição”. Uma segunda mensagem eletrônica informa que o Inep “não solicitou recadastramento de participantes do Enem 2015”.

O Enem 2015 ocorreu nos dias 24 e 25 de outubro.

O espelho da redação do Enem 2015 deve ser disponibilizado junto com as notas individuais de cada candidato, previstas para o início de janeiro 2016.

Destaque 4

Bittar é apontado como maior distribuidor de emenda do orçamento secreto: R$ 457 milhões

Publicado

em

O jornal O Estadão publicou em sua edição desta quarta-feira, 7, matéria que mostra que desde o começo de 2020, o governo federal já liberou mais de R$ 50 bilhões por meio do polêmico orçamento secreto. Na publicação, o Acre é citado, já que o senador Márcio Bittar (União Brasil) é apontado como o parlamentar que mais indicou verbas do orçamento secreto com cerca de R$ 457 milhões. O jornal compara que o valor é o equivalente a toda verba de destinação empenhada para o Ministério do Turismo este ano.

O Estadão também menciona em sua reportagem que Bittar foi o relator do orçamento de 2021 e que enviou cerca de R$ 11 milhões para a Santa Casa, acusada de fraude pelo Ministério Público e comandada por um amigo de Bittar, o ex-deputado federal José Alex.

As informações sobre a destinação de recursos do orçamento secreto foram prestadas pelo Congresso ao Supremo Tribunal Federal que mostra que um pequeno grupo foi o grande beneficiado pelo orçamento secreto. De acordo com a publicação, cerca de 17 congressistas definiram o destino de mais de R$ 100 milhões cada um.

Veja a reportagem completa aqui.

Continuar lendo

Destaque 4

Briga entre motoristas que faz a linha Acre/MT, acaba com vítima entubada e agressor preso

Publicado

em

Uma briga envolvendo dois motoristas de uma empresa de ônibus que faz o trajeto Rio Branco (AC) – Cuiabá (MT), terminou com um homem gravemente ferido e outro preso em flagrante na cidade de Itapuã do Oeste, interior de Rondônia, na noite de terça-feira, 6.

Segundo informações divulgadas pelo site Rondoniaovivo, os dois haviam parado em uma rodoviária na região para jantar quando a vítima de 45 anos havia desligado o veículo no qual seu colega de 46 anos estava conduzindo.

Porém, o homem não gostou da atitude da vítima e começou a lhe agredir com socos e chutes. O homem teve afundamento do crânio e precisou ser entubado por uma equipe médica e encaminhado ao hospital já em estado grave.

Já o agressor acabou preso pelas autoridades policiais em flagrante e foi encaminhado a uma delegacia de Polícia Civil.

Veja o vídeo:

play-rounded-fill
Continuar lendo

Destaque 4

Tenente coronel preso com droga na BR-364 é condenado a 9 anos de prisão em regime fechado

Publicado

em

O tenente coronel da reserva da Polícia Militar do Acre, Moisés da Silva Araújo, foi condenado a 9 anos e 6 meses de prisão em regime fechado pelo crime de tráfico de drogas. A sentença é do juiz Fábio Farias, da Comarca de Sena Madureira, que negou ao réu o direito de recorrer da decisão em liberdade.

O oficial foi preso em junho deste ano, na BR-364, entre Sena Madureira e Rio Branco, quando transportava de Cruzeiro do Sul para a capital, em um carro, mais de 69 quilos de cocaína, que segundo o Ministério Público do Acre, tinha como destino o comércio ilícito.

A defesa do militar alegou que ele tinha pego uma carona no veículo onde estava a droga e pediu a nulidade das acusações, mas o juiz Fábio Farias decidiu pela culpa do réu, que segundo o magistrado, agiu com dolo.

“O réu agiu com dolo intenso, haja vista seu grau de escolaridade e condição social acima da média, além de ser Oficial da Polícia Militar do Acre de elevada patente (tenente-coronel), fatores que, decerto, revelam um alto domínio do fato e de todas as implicações sociais e humanas decorrentes do tráfico de drogas, sendo a sua conduta merecedora de elevada censura. As consequências são Igualmente graves. Isso pela natureza da droga, qual seja, cocaína, de alto poder destrutivo e viciante”, relatou o juiz na sentença.

Além da condenação de 9 anos e 6 meses, Moisés Araújo também foi condenado a pagar 950 dias multa. O juiz determinou, ainda, a perda do veículo apreendido com a droga, em favor da União

Moisés já foi comandante da Polícia Militar em Mâncio Lima e sub comandante em Assis Brasil.

Continuar lendo

Destaque 4

Com novo bloqueio do governo, mais de 3,2 mil alunos da Ufac ficam sem bolsas e auxílios

Publicado

em

A Universidade Federal do Acre (UFAC) informou nesta terça-feira, 6, que cerca de 3,236 mil alunos vão ficar sem bolsas e auxílios no mês de dezembro, devido ao novo bloqueio de verbas por parte do Ministério da Educação (MEC).

Os valores de assistência estudantil, que variam entre R$ 400 a R$ 650, deveriam ser pagos na última segunda-feira, 5, mas estão inviabilizados, assim como outras despesas da instituição.

Segundo a assessoria de comunicação da faculdade, o Restaurante Universitário (RU) ainda está em funcionamento e não tem previsão de fechamento.

“Do RU, estamos esperando que algum financeiro seja liberado, mas ainda não há planos de fechamento. Sobre a continuidade do período letivo, estamos fazendo de tudo para que seja concluído normalmente”, disse Gilberto Mendes.

Na última semana, a reitora da Ufac, Guida Aquino, declarou que o cenário promovido pelo governo federal é “dramático” e “irresponsável”, colocando em riscos vidas que dependem dos recursos para manter os estudos.

Somente na universidade, foram efetivados o bloqueio de R$ 5,4 milhões, que afetam também nos pagamentos de contrato de limpeza, luz água, telefone e vigilância.

Entenda o decreto

O decreto do governo federal, de 1º de dezembro, “zerou” a verba do MEC disponível para gastos considerados “não obrigatórios”, como bolsas estudantis, salários de funcionários terceirizados e pagamento de contas de luz e de água.

Em todo o Brasil, os institutos federais perderam R$ 208 milhões, e as universidades sofreram contingenciamento de R$ 244 milhões, conforme informaram o Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (Conif) e a Andifes.

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas

error: Este conteúdo é protegido.