Conecte-se agora

Rocha “quebra o pau” com deputado do PT no plenário da Câmara

Publicado

em

Faltou muito pouco para os deputados federais Major Rocha (PSDB-AC) e Paulo Pimenta (PT-RS) se agredirem fisicamente dentro do plenário da Câmara Federal, na terça 24. O deputado acreano fazia um pronunciamento denunciando a participação de petistas no esquema de corrupção da Petrobras. Em determinado momento afirma acreditar na prisão do “líder maior da quadrilha”, segundo ele, se referindo ao ex-presidente Lula (PT). Paulo Pimenta, até de forma preconceituosa com o Acre, interrompe a fala e pergunta “quem é e de onde veio esse deputado” numa clara intenção de desqualificar a origem do colega. Os dois começam a bater boca e partem para a agressão física e são contidos pelos colegas.

Assista ao vídeo do bate-boca e a quase agressão física entre os deputados federais Major Rocha e Paulo Pimenta.

video
play-rounded-fill

O Brasil não conhece o Acre
O parlamentar do PT gaúcho, na minha avaliação, foi preconceituoso com o Acre. Nas entrelinhas da sua fala com o Rocha dá a impressão de querer dizer: “Esse cara vem lá do Acre fazer barulho aqui. Quem é ele para desqualificar o PT vindo de tão longe?” Se não foi isso que o petista quis dizer a coluna está aberta para dar a sua versão.

Ignorância
Ainda na minha visão de analista, o tal Paulo Pimenta talvez desconheça que o seu partido governa o Acre há 17 anos. Então por que essa forma de indagação? O nome de quem fala e a sua origem está no painel eletrônico do plenário. Portanto, Paulo Pimenta sabia quem estava falando e de onde vinha.

Falta de decoro
Durante o bate-boca entre o tucano e o petista um outro deputado grita que aquilo é falta de “decoro parlamentar”. Quem tenta acalmar os nervos é o presidente da Casa, Eduardo Cunha (PMDB), acusado justamente de quebrar o decoro por mentir sobre os milhões de dólares que tem na Suíça.

Delcídio jogado aos leões
A prisão do líder da presidente Dilma (PT) no Senado, Delcídio Amaral (PT-MS), pela Polícia Federal, está tirando o sono de muita gente. Mas o líder do PT, Humberto Costa (PT-PE), já se pronunciou dizendo que o atual Governo da presidente não tem nada a ver com isso. Ou seja, como Zé Dirceu e outros já foi jogado aos leões.

Lula pode ser preso no Acre?
O ex-presidente chega ao Estado na próxima segunda, 30. Conversei com um petista estrelado e perguntei se poderia ser preso como consequência das investigações da Lava Jato. Ele disse que isso não seria impossível. Ainda mais que Lula estará numa área fronteiriça, em Brasiléia. A PF poderia fazer um show midiático, segundo ele.

Piada
Mas alguns jornalistas conversavam que o dia que o Lula for preso, se for realmente, será no Acre. Isso porque é um lugar por onde está constantemente. Quem acompanha o Lava Jato percebe o desejo de se chegar e punir o líder maior do PT. Isso é inegável.

Deputados do PT e da oposição debatem prisão de senador
Na sessão dessa quarta, 25, da ALEAC, a prisão de Delcídio Amaral (PT) também repercutiu. O deputado estadual Gehlen Diniz (PP) parabenizou o Supremo pela decisão de decretar prisão preventiva do senador petista. Mas a questão que fica evidente é interferência entre os poderes Legislativo e Judiciário.

Acompanhe o pinga-fogo entre os advogados e deputados Gehlen Diniz (PP) e o líder do Governo, Daniel Zen (PT) sobre a prisão do senador Delcídio Amaral.

video
play-rounded-fill

 

 

 

Coluna do Nelson

Jarude, a política do martelo

Publicado

em

Continuar lendo

Coluna do Nelson

Recurso para assentado da reforma agrária será via cartão magnético em seu nome

Publicado

em

Continuar lendo

Coluna do Nelson

MDB e PDSB devem travar uma “briga” intensa por secretário da ALEAC

Publicado

em

Continuar lendo

Coluna do Nelson

Depois de 20 anos, prefeitura de Cruzeiro terá a parceria do Governo

Publicado

em

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Mais lidas

error: Este conteúdo é protegido.