Conecte-se agora

Em Rio Branco, assaltantes são linchados por proprietário e funcionários de lanchonete

Publicado

em

Dois assaltantes foram agredidos fisicamente após tentarem assaltar uma lanchonete localizada na Rua Rio de Janeiro, no Bairro Floresta, em Rio Branco (AC). O caso aconteceu no último domingo, 15, pela noite. A polícia foi chamada e chegou ao local com rapidez, segundo testemunhas.

De acordo com informações, portando uma arma de fogo, Josimar Freitas e Jeferson Melo anunciara um assalto em frente ao caixa da empresa. Eles chegaram a invadir a área administrativa da lanchonete, mas lá dentro, foram surpreendidos.

Os acusados estavam sem balas disponíveis, e apenas com uma pistola calibre 38. Ao perceber a situação, funcionários da empresa decidiram reagir à ação criminosa, momento em que uma luta corporal começou. Socos e pontapés e golpes com capacete. Tudo isso foi utilizado para linchar os criminosos.

Minutos depois, a polícia aparece e os militares conseguem ajudar os bandidos e acalmar a situação.

A Polícia Civil foi procurada pelo ac24horas. Segundo o delegado Nilton Boscaro, todos os procedimentos foram realizados para a maior lisura do trabalho policial. Os dois já tinham passagem pela polícia. Um deles por roubo, dados e desacato.

De acordo com o investigador, ambos os acusados já foram flagrateados e encaminhados ao presídio da cidade, após passarem, também, por avaliação médica e terem feito exame de corpo de delito, no Instituto Médico Legal (IML).

“Nós já realizamos todos os procedimentos necessários, e agora eles já foram encaminhados [ao presídio]”, conta o delegado ao destacar, após ser questionado, que “todos os indícios serão apurados” para identificar se o proprietário do estabelecimento também merece ser punido.

imagens-fortes

Destaque 2

Em manobra articulada em Brasília, Bittar destitui diretório do União Brasil, tenta tirar Alan Rick do páreo e levar partido para apoiar Mara Rocha

Publicado

em

Os integrantes e candidatos do União Brasil do Acre foram surpreendidos na manhã desta quarta-feira com a destituição da Comissão Executiva Estadual do partido e a nomeação de uma nova comissão provisória com todos os membros indicados pelo senador Márcio Bittar.

A jogada faz parte da estratégia de Bittar para tentar tirar o União Brasil e o deputado federal Alan Rick da base de apoio do governador Gladson Cameli.

A queda de braço vem acontecendo desde que Cameli anunciou Rick como seu pré-candidato a vice-governador – notícia veiculada com exclusividade pelo ac24horas no último dia 25 de julho.

A divulgação do novo vice provocou a ira do senador que não engole o arrependimento de Cameli que voltou atrás na indicação de Márcia como vice. O governador foi massacrado pela opinião pública após a repercussão negativa da indicação do nome da ex-esposa do senador.

Gladson não esconde de ninguém que teme um golpe de Bittar para lhe tirar o mandato, tão logo aceite um vice indicado por seu clã.

Na última segunda-feira, 1º, Márcio já estava em Brasília onde se reuniu com caciques do MDB para tentar tirar novamente o “Glorioso” do comando de Flaviano Melo que não aceitava as imposições do senador na chapa emedebista. Ao receber o não da cúpula do partido, Bittar voltou suas forças para detonar a chapa de Cameli e se reuniu novamente com o vice-presidente do União Brasil, Antônio de Rueda, para exigir apoio total ao seu plano de derrotar Gladson e rifar Alan Rick da chapa do governador.

Na manhã desta quarta-feira, o plano tomou corpo: a comissão executiva provisória do União Brasil do Acre foi completamente destituída. Os vice-presidentes Alan Rick e Pedro Valério, o secretário geral Jairo Cassiano, o deputado estadual Antônio Pedro, os pré-candidatos Francineudo Costa e Oton Sales e todos os demais membros indicados por Rick foram destituídos.

“Aparentemente o ato é arbitrário e ilegal. Não é comum destituir uma Executiva a dois dias da convenção partidária sem nenhum motivo plausível ou qualquer discussão prévia. Em nosso entendimento as regras estatutárias não foram obedecidas. Esse assunto terá que ser decidido pelo poder judiciário”, informou o advogado Edson Rigaud.

“Estamos perplexos com a atitude do senador. Não houve nenhum respeito aos filiados, membros da Executiva e ao estatuto do partido. Em 30 anos na política jamais vi algo tão covarde”, desabafou um dos membros destituídos.

Ao ser indagado pela reportagem do ac24horas, o deputado Alan Rick disse estar surpreso com a atitude do senador. “Sempre dialoguei com o Márcio. Sempre busquei o entendimento. Fui um dos que lutou por sua eleição em 2018. Não esperava um movimento tão desrespeitoso com os integrantes do partido”.

Continuar lendo

Destaque 2

Galeria do ac24horas mostra os melhores momentos da Cavalgada 2022

Publicado

em

Após dois anos de pandemia de Covid-19, o estado do Acre voltou a realizar uma das festas mais tradicionais da região, a cavalgada. O evento abre oficialmente as nove noites de atividades no Parque de Exposições Wildy Viana, arrastando milhares de pessoas para a ExpoAcre.

O fotojornalista Sérgio Vale registrou os melhores momentos da cavalgada que saiu da Gameleira por volta das 8h30 deste sábado (30).

Veja as imagens:

Continuar lendo

Destaque 2

Com marido e sogra em lados opostos, Fernanda Hassem diz que deve apoiar Gladson

Publicado

em

O governador Gladson Cameli se reuniu nesta quinta-feira, 28, no hotel do Sesc de Cruzeiro do Sul, com 14 dos 17 prefeitos que o apoiam na reeleição para o governo do Acre. Na mesa com a prefeita de Brasileia, Fernanda Hassem, e Isaac Lima, de Mâncio Lima, ambos do Partido dos Trabalhadores (PT), adotou um tom ameno e conciliador.

Cameli disse que precisa do apoio dos gestores e afirmou que vai “procurar todos” para caminharem juntos, referindo-se ao senador Márcio Bittar e sua ex-esposa, Márcia Bittar. Nesse quesito, foi apoiado pela maioria dos prefeitos, principalmente o de Sena Madureira, Mazinho Serafim, Padeiro, de Bujari, Maria Lucineia, de Tarauacá e Zequinha Lima de Cruzeiro do Sul.

“Eu preciso do apoio de vocês porque não tem eleição ganha não. Eu sei da importância do senador licenciado Márcio Bittar e vou procurar todos em busca de um entendimento” , destacou Cameli.

Fernanda Hassem relatou que a tendência é “caminhar com o Gladson, sim”. Presente com lugar de destaque na mesa de Cameli, a prefeita de Brasiléia disse que tudo que indica que irá a caminhar com Gladson na eleição de outubro. “As coisas podem mudar, mas a minha tendência é sim caminhar com o governador Gladson Cameli, até porque meu partido não tem tem candidato a governo”, citou.

Estiveram presentes os prefeitos de Cruzeiro do Sul, Sena Madureira, Brasileia, Feijó, Tarauacá, Plácido de Castro, Manoel Urbano, Porto Walter, Bujari, Senador Guiomard, Mâncio Lima, Jordão e Capixaba. Na lista dos que o apoiam, faltaram ao evento os prefeitos de Porto Acre, Bene Damasceno e Assis Brasil, Jerry Correia.

Também estiveram no encontro o senador Eduardo Veloso, deputado federal Jesus Sérgio, deputados estaduais Nicolau Junior, presidente da Assembleia Legislativa do Estado, Meire Serafim, Luis Gonzaga e Manoel Moraes, além do presidente da FIEAC em exercício, João Paulo.

Continuar lendo

Destaque 2

Sem Jenilson, PT tem plano B para o governo: Nazaré Araújo

Publicado

em

A procuradora do Estado aposentada, Nazaré Araújo, de 55 anos, é o principal nome ventilado nos bastidores do PT para ser a candidata ao governo do Acre nas eleições de 2022. A estratégia ocorre após o deputado estadual Jenilson Leite (PSB) anunciar que disputará o senado federal este ano após meses de pré-campanha ao governo. No início da semana, o PSB, sigla de Leite, divulgou um comunicado informando que as tratativas em torno da dobradinha com o PT foram encerradas devido o ex-senador Jorge Viana não se decidir sobre qual cargo deverá concorrer: senado ou governo. A tendência é que Viana dispute o senado e Araújo o governo.

Na cúpula petista, o nome de Nazaré sempre foi considerado o plano B devido manterem um pé atrás com o PSB, sigla que abandonou o partido nas eleições de 2020 com a ex-prefeito Socorro Neri para receber o apoio do governador Gladson Cameli no pleito. Apesar da ajuda governamental, Neri não foi reeleita, mas sim Tião Bocalom (Progressistas).

Aposentada da Procuradoria-Geral do Estado desde o ano passado, Nazaré já foi vice-governadora na gestão de Sebastião Viana entre 2015 e 2018. Nas eleições de 2018, ela foi candidata a primeira suplente do senador Jorge Viana nas eleições de 2018, mas não logrou êxito. Na pré-campanha das eleições 2022, Nazaré se apresenta nas redes sociais como pré-candidata a deputada federal.

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas

error: Conteúdo protegido!