Conecte-se agora

Assédio da Frente Popular do Acre sobre filiados do PP não preocupa Gladson Cameli

Publicado

em

“Quem pensa que tirar filiados do PP para trabalhar no Governo me desmoraliza está enganado.” A frase é do senador eleito Gladson Cameli dita nesta quinta, 29. Gladson está em Brasília cuidando da sua posse no Senado. “Estou aqui é desejando boa sorte para quem vai embora. E também aliviado, em alguns casos, porque se o cidadão não tem lealdade não me interessa. É melhor sair mesmo e procurar o seu caminho. Quero trabalhar com aqueles que acreditam no nosso projeto político. Não vou ser besta de querer concorrer com o Governo que tem muito mais atrativos financeiros para oferecer para quem está na política por questões pessoais e não coletivas. Ficarão aqueles com quem posso contar agora e sempre. E para concluir tenho muito mais o que fazer para o povo do Acre, que me confiou esse cargo de senador e, não vou ficar preocupado com gente que fica pulando de galho em galho por conveniências pessoais,” disse Cameli.

Destaque na mídia nacional
As principais televisões brasileiras já entraram em contato com a assessoria de Gladson Cameli. O fato de ser o mais jovem senador da história da Casa despertou o interesse da mídia nacional. Interessante que a segunda senadora mais jovem que tomou posse no Senado também é acreana, Marina Silva (Rede).

Início prestigiado
Pelo princípio da proporcionalidade partidária o PP indicou Gladson Cameli para assumir um cargo na mesa diretora do Senado. Sem dúvida, chegar na Casa do Parlamento Maior do Brasil já participando das decisões é uma chance e tanto.

De lixeiro a possível prefeito
Começou a luta pelas prefeituras. E o ex-vereador e presidente da Câmara do Bujari, Francisco Bessa (PMDB), está no jogo. Ex-militante do PC do B, Francisco iniciou sua vida profissional como lixeiro. Agora, quer ser prefeito do Bujari pelo PMDB.

De baixo para cima
Tudo é possível na política. Lula (PT) era operário e chegou à presidência da República. A seringueira Marina Silva foi ministra e senadora. E o ex-vendedor de picolé, que inclusive lhe valeu o nome político, Dim Dim (PSDB), prefeito de Feijó.

O verdadeiro porta-voz do governador
Quem vai realmente defender os interesses do governador Tião Viana (PT) na ALEAC, será o deputado estadual eleito Daniel Zen (PT). Ele terá a missão de defender o Governo junto aos parlamentares e facilitar a aprovação dos projetos do Executivo.

Confusão
Tem gente achando que o líder do Governo será o deputado eleito Lourival Marques (PT). Na realidade, Lourival será quem vai comandar a bancada do PT. Mas a missão mais “espinhosa” e desgastante será mesmo do Zen.

Apaziguadores
Já a interlocução entre o Legislativo e o Executivo estará sob a responsabilidade do assessor especial do governador, Antônio Monteiro. Tanto Zen quanto Monteiro são homens de diálogos e diplomáticos. Nessa Tião Viana acertou.

Nova safra
Outro quadro petista que também tem o respeito até de oposicionistas é o do presidente do PT acreano, Ermício Sena. Sociólogo com formação acadêmica no exterior Ermício também é da turma da boa conversa e da diplomacia.

Debate de alto nível
Acho que o plenário da ALEAC viverá bons momentos democráticos na nova legislatura. Nada de ataques sem sentido. Daniel Zen e Eliane Sinhasique (PMDB) deverão fazer o jogo de situação e oposição de maneira qualificada. Os dois têm boas formações.

Caindo pra cima
A deputada Perpétua Almeida (PC do B) que ficará sem mandato nos próximos dias terá uma importante missão. Ela assumirá um cargo no Ministério da Defesa, na Secretaria de Assuntos Estratégicos. Isso significa prestígio.

Ainda na Capital
Perpétua continuará morando em Brasília. Sob a regência do ex-governador baiano Jacques Vagner (PT), a Defesa, é um dos ministérios mais prestigiados pela presidente Dilma Rousseff (PT).

Se souber usar…
A ex-deputada terá como ajudar muito o Acre já que o Ministério da Defesa é responsável por liberar recursos para determinados tipos de obras na Amazônia.  Por exemplo, os recursos do Projeto Calha Norte são gestados na Defesa.

A hora da posse e da verdade
O domingo, dia 1, será de grande movimentação política no Acre e no Brasil. A data marca a posse dos 24 deputados estaduais na ALEAC, do senador eleito pelo Estado e dos oito deputados federais que formarão a bancada do Acre no Congresso Nacional. É importante que os novos representantes da população acreana, seja a nível estadual ou nacional, entendam a quem devem realmente servir. Sobretudo, que respeitem a independência entre os poderes. Não adianta chegar ao parlamento para fazer o “jogo miúdo” da política. Ou defender apenas interesses pessoais. Quem agir assim terá vida curta na política. Num Estado que ainda luta pela sua autonomia econômica a representatividade legislativa é crucial para o aumento das suas conquistas sociais. O Acre, um dos estados mais novos da União, ainda está encontrando, como os rios amazônicos, o leito para consolidar a sua estrutura social. Portanto, um cargo eletivo por aqui é muito mais importante à sua população do que, por exemplo, para São Paulo ou Minas. O momento é para esquecer o palanque eleitoral e as divergências partidárias e trabalhar para vossa excelência a população acreana.

Coluna do Nelson

Recurso para assentado da reforma agrária será via cartão magnético em seu nome

Publicado

em

Continuar lendo

Coluna do Nelson

MDB e PDSB devem travar uma “briga” intensa por secretário da ALEAC

Publicado

em

Continuar lendo

Coluna do Nelson

Depois de 20 anos, prefeitura de Cruzeiro terá a parceria do Governo

Publicado

em

Continuar lendo

Coluna do Nelson

Gladson Cameli realizou o sonho de infância de ser governador do Acre

Publicado

em

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Mais lidas

error: Conteúdo protegido!