Conecte-se agora

Aplicativo criado pelo empreendedor brasileiro João Paulo, de 30 anos exibe quem está por perto fumando maconha

Publicado

em

O empreendedor brasileiro João Paulo Costa, de 30 anos, tinha uma dúvida simples: “E se tiver alguém do meu lado fumando um baseado?” Para chegar a uma resposta, o publicitário criou o aplicativo “Who is Happy”, que mostra onde há pessoas fumando na cidade e indica o “nível de felicidade” de cada usuário e de cada país, considerando a frequência das tragadas. Apesar de brasileiro, Costa mira o Estados Unidos, mercado mais maduro em negócios relacionados à maconha a ponto de negócios do ramo atraírem investimentos milionários.

O app funciona como um “Foursquare da maconha”, pois msotra em um mapa os usuários que deram “check-in” quando acenderam um cigarro (está disponível para o iOS, da Apple, e o Android, do Google). Antes de ser reformulado, o Fousquare permitia que as pessoas registrassem sua presença em lugares, como restaurantes ou parques, e vissem os amigos por perto.

Fumaça verde
Para sinalizar a presença de alguém “feliz”, o “Who is Happy” mostra uma fumaça verde no lugar sinalizado pelo usuário. “É engraçado, você nunca sabe quem é quem, quem tá fumando um”, brinca Costa. Ele não acredita que o app vá ser usado pela polícia como um “mapa X9”. “Eu acredito que a polícia tenha sistemas de informação mais avançados que o ‘Who is Happy’. Acredito que se a polícia precisar consultar o app pra isso, estamos com um problema muito sério de segurança pública”, brinca.

Para preservar a privacidade dos usuários (do app e de maconha), a localização é feita com a precisão de um quilômetro. Os nomes de quem deu check-in assim como a localização precisa não são revelados porque, diz Costa, o intuito não é incentivar o consumo. “Não é o intuito as pessoas compartilharem um baseado, de maneira alguma. Não é o foco.”

Epilepsia
Costa explica que a motivação para a criação do app não foi somente a pergunta hipotética de querer saber se há alguém por perto usando maconha. Ele sofre de epilepsia, diagnosticada aos 18 anos, quando teve uma convulsão. Por isso, tem de tomar dois medicamentos, mas os efeitos medicinais da maconha aliviam os efeitos da doença. “Aí, juntei as duas coisas, tanto a minha questão pessoal com o tema quanto uma questão de negócios.”

Rumo aos EUA
O objetivo é explorar o crescente interesse de investidores norte-americanos por negócios relacionados à maconha. Nesta quinta-feira (8), por exemplo, o co-fundador do Pay Pal, Peter Thiel, e um dos primeiros apoiadores do Facebook, investiu na Privateer, que produz maconha para fins medicinais.

“O mercado dos EUA é bem mais maduro”, diz Costa. “O Brasil é um mercado muito complicado pra gente no momento, até por isso o app é em inglês”, diz, completando que “a gente nem sabe quando vai ser legalizado ou liberado o uso recreativo. Bem tem como fazer esse planejamento porque não tem nenhum dado que me permita fazer essa previsão”. Até o Uruguai, que legalizou o uso da maconha no ano passado, está fora dos planos da empresa.

Segundo Costa, nos EUA, o app poderá ganhar dinheiro indicando aos usuários as lojas legalizadas nos arredores. Uma possível função a ser implantada conforme o uso aumentar pode ser a atribuição de insígnias às pessoas –algo como “o mais feliz das galerias”—e aos países que abrigarem mais check-ins no “Who is Happy”.

Destaque 2

Kassab diz que Petecão será eleito no 1º turno e diz que Estados estão livres para escolha do candidato a presidência nas eleições

Publicado

em

O presidente nacional do Partido Social Democrático (PSD), Gilberto Kassab, foi enfático na tarde deste sábado, 21, no Rancho Boi Cagão, em Rio Branco, ao afirmar que o pré-candidato ao governo, senador Sérgio Petecão, deverá ser eleito no primeiro turno, desbancando o atual governador Gladson Cameli também pré-candidato á reeleição.

Segundo o dirigente, Petecão detém a qualificação necessária para assumir o comando do Palácio Rio Branco. “Ele é preparado e não tenho dúvidas que ele será eleito no primeiro turno. Ele foi deputado estadual por 12 anos, um dos melhores por sinal. Ele tá pronto para ser governador do Acre”, declarou Kassab.

O ex-prefeito de São Paulo disse ainda que a sigla não deverá lançar candidatura própria a presidência da República, deixando assim, cada Estado livre para escolher qual candidato deverá apoiar no pleito eleitoral. “Cada estado vai ficar livre para decidir*, comentou.

Continuar lendo

Blog do Crica

Mailza quebra o silêncio sobre sua candidatura ao Senado

Publicado

em

EM DECLARAÇÃO exclusiva ao BLOG DO CRICA, depois de longo silêncio, a senadora Mailza Gomes (PP) mandou ontem (20), às 23 horas e 50 minutos, a seguinte postagem sobre a manutenção da sua candidatura ao Senado: “Boa noite, Luís Carlos, minha base de apoio deseja que eu saia para o Senado. E trabalhei para isso, estou tentando construir essa candidatura da melhor forma com meu partido. Me afastei uns dias para tratamento de saúde, fiz uma cirurgia, retorno no início do próximo mês para essas definições junto com meu grupo, obrigado e um abraço”.

Traduzindo o texto: não pensa em retirar a sua candidatura ao Senado, como quer o governador Gladson Cameli. E agora. Como é que o boi vai dançar?

Mais política no BLOG DO CRICA

Continuar lendo

Destaque 2

Italiano espancado por Ícaro pede condenação do acusado pela morte de Jonhliane

Publicado

em

Durante o terceiro e último dia de julgamento na 2ª Vara do Tribunal do Júri, na Cidade da Justiça, em Rio Branco, o promotor de Justiça do Ministério Público do Acre (MPAC), Efrain Mendoza, mostrou um vídeo onde o italiano, Marco Belli, pediu aos jurados que Ícaro Silva, acusado pela morte de Jonhliane Paiva, em agosto de 2020, fosse condenado.

Além do crime na capital acreana, Ícaro é responsável por ter espancado Marcos Bell, juntamente com seu irmão, Jonathas David da Silva, que é médico, e um primo, Marco Vinicius Gonçalves Pinto, dentro de um bar, Mar Aberto, na cidade de Ilhéus, na Bahia

No vídeo, Bell destacou que espera que seja feita justiça pela morte da comerciária. “Queremos que Ícaro seja punido. Também aguardo justiça pelo que aconteceu comigo. Ele não merece estar solto”, declarou aos sete jurados.

O caso que consta contra Ícaro, ocorrido em 2013, está no inquérito processual impetrado na 1ª Vara Criminal de Ilhéus.

Continuar lendo

Destaque 2

Taxa de desemprego vai a 14,8% e o Acre tem 56 mil pessoas desocupadas

Publicado

em

A taxa de desocupação (desemprego) da força de trabalho acreana fechou o primeiro trimestre de 2022 em 14,8%, que representa um aumento de 1,6 ponto percentual (p. p.) em relação ao 4º trimestre de 2021 (13,2%). Os dados são do IBGE, publicado no último dia 13/5, através da Pnad Contínua Trimestral, que trata dos números da força de trabalho brasileira desmembrados por unidades da federação.

Conforme pode ser observado no gráfico acima, o Acre tinha 51 mil pessoas desempregadas no final de 2021, com uma força de trabalho de 381 mil pessoas. Nos números do 1º Trimestre de 2022 a força de trabalho caiu para 377 mil pessoas e o número de desempregados aumentou para 56 mil pessoas. Ou seja, muita gente saiu da força de trabalho (4 mil) e o desemprego aumentou. 

Taxa de desemprego volta a subir e é a quinta maior do país (14,8%)

É importante ressaltar que a taxa de desemprego é medida pelo número de pessoas que não conseguiram emprego dentre o número de pessoas na força de trabalho, ou seja, a população com mais de 14 anos que quer trabalhar.

No quarto trimestre de 2021, a taxa Brasil foi de 11,1%, enquanto a taxa do Acre foi de 13,2%. Já no 1º trimestre de 2022 a taxa Brasil permaneceu estável (11,1%) e a do Acre aumentou para 14,8%.

Pequena queda na informalidade e nos desalentados 

No primeiro trimestre de 2022, o número de desalentados (pessoas que desistiram de procurar trabalho devido às condições estruturais do mercado) apresentou uma redução de 2,6% em relação ao 4° trimestre de 2021, saindo de 38 para 37 mil pessoas. Para o IBGE, o Percentual de pessoas desalentadas na força de trabalho ficou estável em 9%.

A taxa de informalidade do Acre caiu 0,2 p.p do quarto trimestre de 2021 (47,4%) para o primeiro trimestre de 2022, são 151mil ocupados (47,2%) nessa situação. O Setor informal é constituído pelos empregados sem carteira assinada no setor privado ou trabalhadores domésticos. Soma-se também os que não possuem CNPJ (empregadores ou empregados por conta própria) e, finalmente, pelos trabalhadores sem remuneração. O maior contingente dos trabalhadores informais do Acre é constituído pelos chamados “conta própria” (autônomos), que representa 53,6% de todos os informais (81 mil pessoas). A taxa de informalidade do Acre é bem mais elevada que a do Brasil, que foi de 40,1% da população ocupada.

Emprego por setores da economia – Somente a administração pública aumentou o contingente de trabalhadores ocupados. 

Como pode ser observado no gráfico acima, no 1º trimestre de 2022, o setor de serviços dominou as ocupações da força de trabalho acreana com representatividade de 54,6%, sendo que 49,7% das ocupações do setor trabalham na administração pública. Em seguida vem os ocupados no comércio, com 19,3% e na agropecuária, 10,9%. Se juntarmos as ocupações da indústria em geral com a construção civil, as ocupações somam 15,2% do total (9,0% da indústria e 6,2% da construção).

Em relação ao 4º trimestre de 2021, cinco setores de ocupação da força de trabalho acreana obtiveram queda no 1º trimestre de 2022. O maior destaque foi o setor da agropecuária, que ocupava 40 mil em 2021 e, no primeiro trimestre de 2022 ocupava somente 35 mil; uma queda de 12,5%. O setor de serviços foi o único que cresceu 0.6% (as ocupações do setor público cresceram 7,04%). 

Subiu o rendimento médio, mas caiu a massa de rendimento das pessoas ocupadas

No gráfico abaixo, verificamos que, no 4º trimestre de 2021, o rendimento médio real de todos os trabalhos, habitualmente recebido por mês, pelas pessoas ocupadas, com rendimento de trabalho, foi estimado em R$ 2.218. Já no primeiro trimestre de 2022 este resultado apresentou um aumento de 2,5% , ficando em R$ 2,274,00.

A massa de rendimento médio real de todos os trabalhos foi estimada em 702 milhões de reais/mês no primeiro trimestre de 2022,  registrando queda de pouco mais de 1% em relação ao trimestre anterior (709 milhões).

Portanto, com o aumento de 13,2% para 14,8% na taxa do Acre, a quinta maior do País, significa que mais de 5.000 pessoas entraram no contingente de pessoas sem emprego, portanto sem renda. No total, o estado soma 56 mil desempregados. Além do mais, dos 321 mil que estavam ocupados, 151 mil estava na informalidade, que corresponde a 47,2% dos ocupados, a décima-primeira maior taxa dentre os estados da federação. Num cenário de inflação em alta, a situação é muito grave e a fome está batendo à porta de muitos lares acreanos. Mais investimentos públicos são necessários. O mercado está longe de resolver essa lastimável situação.


Orlando Sabino escreve às quintas-feiras no ac24horas

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas

error: Conteúdo protegido!