Conecte-se agora

Motociclistas de CZS se aventuram em viagem pela América do Sul

Publicado

em

20140720_081545

Um grupo de 13 motoqueiros de Cruzeiro do Sul (AC) iniciou neste domingo, dia 20, uma expedição que vai passar por quatro países. Batizados de Cruzeiro Motor Club, os  amigos pretendem desbravar parte da America Latina, planejam percorrer mais de 10 mil/km em 16 dias.

De acordo com Osvaldo Dilson, um dos integrantes do grupo, o trajeto foi bem planejado. “Essa já é a nossa segunda viagem, da primeira vez chagamos até o Chile e agora pretendemos conhecer também a Argentina”, disse.

O grupo de motociclista é formado por empresários, funcionários públicos e ainda conta com a participação de dois pastores evangélicos. Um americano que veio da Flórida e mais um carioca vão se juntar ao grupo na cidade de Rio Branco, capital do Estado do Acre, onde seguirão viagem começando pela Bolívia.

Anúncios

Acre

Morre no Acre paciente que veio do Amazonas para tratar Covid-19

Publicado

em

Morreu vítima de Covid-19 na madrugada desta terça-feira, 19, Antônio Lima Barbosa, 64 anos, um dos dois pacientes vindos de Tabatinga, idade do Amazonas, para o Hospital de Campanha de Cruzeiro do Sul na semana passada. A vítima já foi sepultada.

Ele e o outro paciente do Amazonas foram encaminhados de Manaus à Cruzeiro do Sul após o colapso de oxigênio na capital amazonense.

O Hospital de Campanha já recebia pacientes do Amazonas, mas de cidades vizinhas à Cruzeiro do Sul, como Guajará e Ipixuna. Esta é a primeira vez que pacientes são trazidos de Manaus, o que chegou a gerar protestos nas redes sociais, de pessoas que temiam a contaminação por uma cepa diferente de coronavírus, que circula na capital amazonense.

Continuar lendo

Acre

50% dos acreanos devem ser imunizados para conter Covid-19

Publicado

em

Para o deputado Jenilson Leite ao menos 50% dos acreanos tem de ser imunizados para controlar a Covid-19 o Estado. “A vacina não produz imunidade de imediato mas leva de 14 a 40 dias mas com ela temos certeza que muito em breve estaremos nos livrando desse vírus de maneira avassaladora”, disse o deputado, que é médico e atua voluntariamente no enfrentamento à doença.

Leite diz que se sentiu muito feliz e satisfeito com a aprovação das duas vacinas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e uma delas, a Coronavac já começa a ser aplicada no Acre.

A depender do número de vacinados no Acre, até março ou abril os efeitos da imunização já começam a ser sentidos com redução de mortes, casos leves e hospitalizações.

Continuar lendo

Acre

Profissionais da saúde protestam contra Igesac em Rio Branco

Publicado

em

Profissionais de saúde realizaram um protesto nesta terça-feira (19) em frente à Maternidade Bárbara Heliodora, contra a tercerização e o que consideram “abuso de autoridade” do governo do Acre.

O foco da manifestação é o Instituto de Gestão em Saúde do Acre (Igesac), criado em 2020 para regularizar servidores do Pró-Saúde. Em setembro próximo há previsão de demissão dos servidores remanescentes.

O presidente do Sinidicato dos Trabalhadores em Saúde, Adailton Cruz , disse que os direitos só são conquistados quando há luta. “O governo não tem compromisso com pais e mães de família. Inventaram essa história de que o Igesac é a salvação da saúde mas não é”, disse o líder.

O Igesac, dizem os manifestantes, tem como intuito não debater nada com os trabalhadores mas privatizar e demitir, especialmente nos municípios menores.

“O servidor de saúde está ajudando com as ferramentas que tem. Não dá para aceitar que em um cenário como este haja transferência de gestão”, disse o deputado Jenilson Leite, que luta contra a tercerização.

O grupo saiu em caminhada pelo Centro de Rio Branco para seguir a manifestação e entregar documento reivindicatório às autoridades.

Continuar lendo

Acre 01

Mãe recebe primeira dose da CoronaVac pelo próprio filho, técnico de enfermagem da UPA

Publicado

em

Além do momento histórico vivido pelos profissionais da saúde do Acre nesta terça-feira, 19, com o início da vacinação com a CoronaVac, mãe e filho, também atuantes na área, vivenciaram um dia especial no auditório do Pronto-Socorro de Rio Branco. A técnica de enfermagem Raimunda Gomes do Nascimento, de 69 anos, foi uma das quatro primeiras pessoas a receber a imunização na capital acreana e foi seu filho mais novo, o técnico de enfermagem James do Nascimento Mendonça, de 43 anos, quem teve a honra de aplicar a vacina na mãe.

O governador Gladson Cameli se emocionou bastante durante o ato de vacinação, chegando a chorar enquanto Dona Raimunda recebia a dose. Os profissionais de saúde presentes na cerimônia aplaudiram a aplicação feita entre filho e mãe. A maioria dos familiares de Dona Raimunda é composta de profissionais de saúde.

James do Nascimento, que trabalha atualmente na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Sobral, optou por seguir os caminhos da mãe. “Esse foi um grande privilégio, pois a data é um marco no Estado. A gente precisa da vacina para ter uma imunização mais duradoura”, contou o filho, que contraiu o coronavírus em meados do mês de abril do ano passado.

“O coração de mãe é só orgulho”, disse a técnica que recebeu a primeira dose da CoronaVac no Acre. Dona Raimunda é natural de Sena Madureira e deu início às suas atividades na área da saúde em 1983 como Operacional de Serviços Diversos (OSD) no Hospital de Saúde Mental do Acre (Hosmac). Em 1991 foi lotada no Pronto Socorro de Rio Branco, onde está até a presente data. Ela fez curso de Auxiliar de Enfermagem pelo Instituto Nacional Brasileiro, complementação do curso de técnico em enfermagem pelo Projeto de Profissionalização dos Trabalhadores da Área de Enfermagem (Profae) na escola Maria Moreira e atualmente cursa Gestão Pública na Faculdade UNINTER. Com 30 anos de serviço prestados no Pronto-Socorro, hoje ela aguarda aposentadoria compulsória com um total de 38 anos de serviço.

Outras três pessoas também receberam a primeira dose do imunizante: Foram eles: o idoso morador do Lar Vicentino José Marcelino de Oliveira, de 85 anos, a enfermeira Maria José Monteiro, 66 anos e a enfermeira indígena Elza Severino da Silva Manchineri.

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

 

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas