Conecte-se agora

Bye-bye oposição

Publicado

em

Os militantes verdes descontentes com a atual situação do partido preparam um movimento para recoloca-lo na FPA (Frente Popular do Acre). Uma das estratégias é regularizar a situação dos filiados inadimplentes, e que hoje não possuem poder de decisão. Até uma “vaquinha” é organizada para garantir direito de vez e voz nas próximas assembleias. 
 
A estimativa é que a despesa de contribuições atrasadas some R$ 3.000. O fato é que hoje o PV entrou numa período sombrio –quase uma idade das trevas – com as trapalhadas operações políticas feitas por Henrique Afonso –não se nega as virtudes deste bom deputado federal, mas suas ações têm sido equivocadas. 
 
Tudo isso tem deixado todos os grupos verdes confusos. Os mais prejudicados são aqueles com pretensões de disputar as eleições proporcionais; ninguém sabe ao certo o destino da legenda: se volta para a FPA, se fica com Tião Bocalom (DEM) ou ainda um retorno para o “blocão” de Márcio Bittar (PSDB). 
 
A operação comandada pelos verdes que sonham com a volta ao governo pode vir a não ter sucesso caso os cenários para Tião Viana (PT) não se mostrarem os melhores até as convenções de junho. Manter o PV com Tião Bocalom neste momento parece ser a melhor estratégia para a FPA, já que a candidatura de Bocalom beneficia exclusivamente o governo. 
 
Então, nada mais normal do que, nestes meses, os verdes pró-governo venham a ser convencidos a ficar com Bocalom, tendo a garantia de que suas acomodações na estrutura do Estado não serem alteradas. O destino do PV no jogo eleitoral de 2014 está tão imprevisível quanto o sobe-e-desce das águas do rio Madeira. 
 
Efeito inverso
Dentro da Frente Popular é unânime a opinião de que as operações realizadas pelo PCdoB estão colocando em risco a candidatura de Perpétua Almeida ao Senado, e beneficiando tão somente Gladson Cameli (PP). O próprio PT mostra insatisfação com o fiel aliado. Os petistas a cada dia dão sinais de não dar muita importância ao Senado, preocupados muito mais com Tião Viana. 
 
Pra Tião ouvir 
Muitos analisam como mais um blefe do PSDC o recado de abandonar a campanha de Perpétua Almeida (PCdoB) para se dedicar à oposição. O partido tem este histórico de fazer disparos e depois recuar como um cachorro com o rabo entre as pernas. Basta o governo convoca-los para uma conversa, definir os arranjos, para a fotografia com a camarada estar nos jornais. 
 
Água acima 
Abril vai avançando e nenhum sinal de trégua do rio Madeira. Enquanto isso nossa situação só piora; está ficando complicado de viver no Acre; supermercados vazios, restaurantes com pouca opção de comida e os preços estão extorsivos. Medidas sérias precisam ser discutidas deste agora para eventos como estes não voltarem a acontecer; e não adianta ficar só no campo das discussões. 
 
Motor hermano 
A boa reportagem de Jairo Carioca para o ac24horas é a realidade dos problemas que a gasolina pura do Peru podem vir a causar nos motores brasileiros. A frota do país é feita para rodar com gasolina misturada a 25% de etanol; lá não há esta composição. Tomara que danos sérios não venham ser ocasionados por esta diferença. 
 
Mãos à obra 
Governistas foram acionados para uma campanha de louvor e exaltação à figura do governador do Acre por seus feitos em “evitar o pior” com o isolamento do Estado. Nas redes sociais a trupe palaciana a cada hora posta mensagens apontando Tião como “o grande pai da nação”. 

Para se comunicar com Fábio Pontes use o e-mail: fabiospontes@gmail.com

Anúncios

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas