Conecte-se agora

Mais uma na corrida

Publicado

em

Nelson_coluna_cabeça

Confirmada a candidatura de Henrique Afonso (PV) ao Governo, Shirley Torres, presidente do PV, no Acre, deverá entrar na corrida para o Senado. Com grande identificação na área esportiva Shirley pretende percorrer o Estado levando as suas propostas para convencer o eleitorado.

Articulação
O PV ainda não jogou a toalha para fazer dobradinha com o PSB no Acre. Eduardo Campos (PSB) vai precisar de um palanque no Estado e tem uma grande identificação com os verdes. Nesse caso, César Messias (PSB) terá que reavaliar a sua candidatura a deputado federal.

De volta à casa
O governador Tião Viana (PT) comemorou o retorno do PTB à FPA. O ato aconteceu nesta segunda em Brasília. Viana e a ex-prefeita de Cruzeiro do Sul, Zila Bezerra andaram de braços dados para abrir caminha à candidatura de Regina Lino à Câmara Federal.

Assessora
A ex-deputada federal Regina Lino foi uma das principais assessoras de Tião Viana nos tempos de Senado, em Brasília. Ela deverá fazer uma campanha com apoio total do governador.  

Alívio
Ao contrário do que se imaginava as principais lideranças do PMDB comemoraram a ida do ex-vereador Rodrigo Pinto para a FPA. “Um problema a menos para gente resolver nesse período de pré-campanha”, me disse um peemedebista do alto clero.

A onda do Juruá
Podem se repetir os melhores capítulos da disputa para prefeito de Cruzeiro do Sul se forem confirmadas as candidaturas de Vagner Sales (PMDB) e Henrique Afonso (PV), para o Governo em 2014. Somando-se às pretensões de Gladson Cameli e Perpétua Almeida para o Senado o Juruá será o principal berço das candidaturas majoritárias nas próximas eleições.

Unindo extremos
O deputado federal Gladson Cameli (PP-AC) conseguiu reunir todos os protagonistas da oposição durante um café da manhã à imprensa no fim de semana, em Cruzeiro do Sul. Bocalom (DEM), Márcio Bittar (PSDB), Flaviano Melo (PMDB), Petecão (PSD) e Vagner Sales(PMDB) demonstraram ser possível o respeito entre os oposicionistas.

Balela
Mesmo porque essa história de união das oposições é contraditória. Vivemos num sistema democrático pluripartidário. As agremiações políticas defendem ideologias diferentes. É justamente essa diversidade que representa a sociedade.

O roto falando do rasgado
Mais estranho ainda são alguns membros da FPA que ironizam a falta de “união” entre os oposicionistas. Só quem não conhece a política acreana pode imaginar que, por exemplo, petistas e comunistas se “amam”. O que existe na FPA é uma união em torno do poder e de cargos. Nos bastidores o bicho pega. 

Fragmentado
O próprio partido que comanda a FPA, o PT, vive um momento interno difícil. O PT acreano está dividido em pelo menos três grupos. Os governistas de Tião Viana (PT), o do senador Jorge Viana (PT) e o grupo dos deputados federais Sibá Machado (PT) e Taumaturgo Lima (PT). E todos ironizam todos.

Mudança de paradigma
Pela primeira vez o PT poderá disputar o Governo do Acre com fragmentações internas e sem o apoio de grande parte da classe dos professores.

Perda de tempo
E não adianta o “voluntarioso” presidente do PT, Léo Brito, distribuir nota à imprensa acreana reafirmando a união. Nem mesmo publicar a típica foto de todos de mão dadas levantadas e sorrisos nos rostos. Pura cena de cinema. Nos bastidores o veneno vai continuar escorrendo.

Falta de delicadeza
Apesar de ter sido convidado o Governo do Acre não mandou nenhum representante oficial ao desfile cívico que comemorou os 109 anos de fundação de Cruzeiro do Sul. A política não pode contaminar o respeito às instituições.

Cabo eleitoral
O maior cabo eleitoral do candidato à presidência do PT, Ermício Sena é o seu adversário deputado federal Sibá Machado (PT-AC). Assinar um requerimento de uma adversária, deputada Antônia Lúcia (PSC-AC) foi um golpe fatal. Voltar atrás foi pior ainda… 

Quem vai pagar a conta?
Os cardeais da FPA estão se vangloriando de terem 17 partidos para a eleição de 2014.  Resta saber quem vai pagar a conta dos cargos no Governo que já foram e serão distribuídos. A resposta é obvia…

Investigação
Por falar em cargos pagos com dinheiro público o Ministério Público Federal deveria fazer uma auditoria para saber quem está nomeado e se realmente exerce a função e produz para quem paga o seu salário: o povo do Acre.

Transparência
Melhor ainda seria se o próprio Governo mostrasse a produtividade daqueles que ocupam os cargos de confiança.

Ainda é pouco
E já tem um dos presidentes desses novos partidos “nanicos”  que ameaça botar a boca no trombone porque deram a ele um G com um número menor do que ele acha que merece. Aguardem…

Escândalo nacional
O Acre poderá ocupar novamente as manchetes nacionais de maneira negativa. Uma negociação público-privada que está em curso poderá chamar a atenção da imprensa nacional por envolver o nome de um verdadeiro ícone da política brasileira.

Pensamento do dia
É impossível publicar uma coluna sobre política e agradar a todo mundo. Sou profissional de imprensa há quase 40 anos e, no Acre, já atuo há 11 anos. Prestei serviços como profissional para várias organismos governamentais e não-governamentais na área de comunicação social. Mas nunca deixei isso contaminar minha atuação na imprensa aberta onde sempre mantive a minha postura de  imparcialidade. 

Críticas, sugestões ou reclamações para Nelson Lianonelsonliano@hotmail.com

Leia a coluna de estreia de Nelson Liano AQUI 

 

Anúncios

Bombando

Anúncios

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Leia Também

Mais lidas