Conecte-se agora

Falando da cúria

Publicado

em

O presidente do PT, Léo Brito, me ligou para negar existir um “plano alternativo” à reeleição do senador Anibal Diniz (PT). Registro o contraditório. Mas, com todo respeito, entre a sua negativa e a informação ao blog do cardeal que dá as hóstias na Cúria, que há a possibilidade da Perpétua Almeida ser a candidata única da FPA, prefiro ficar com a versão desse cardeal.

O Léo sabe
O Léo é um dirigente antenado nos fatos. Ele sabe haver um clamor geral entre os partidos nanicos pela substituição de Aníbal Diniz como candidato ao Senado pelo ex-prefeito Angelim.

Belo mandato
Não se trata de mediocridade. Com algumas ressalvas, ele faz sim um bom mandato de senador. O problema do Aníbal é que quando nasceu ele brigou com a dona simpatia

Não é a questão
Mas não é essa a questão. A questão é o momento político ruim do PT, e que por isso tem que dividir com os aliados a chapa majoritária.

É o de menos
O Léo sabe que seu partido não surfa mais na onda vermelha, vive um momento político ruim, os tempos são outros, e que, por isso, não pode indicar todos os nomes da chapa majoritária.

Nem dúvida
Entre perder o anel da candidatura a senador para uma aliada como a Perpétua Almeida e ficar com as mãos do governo com um vice do PT, não tenho dúvida que eles vão preferir as mãos.

Tempo ao tempo
Vamos dar tempo ao tempo. Veremos quem está com a razão. Só voltarei ao assunto em 2014.

Falta de comunicação
O deputado Jamil Asfury (PEN) é o campeão de antipatia na base do governo. Dizem que, por ser “autoritário”. Ontem, ganhou novos críticos: deputados Edvaldo (PSC) e Eber (PSDC).

Não consegue
O Jamil é um deputado qualificado, tinha tudo para ser uma liderança respeitada pelos colegas da base do governo, mas isso não se consegue trombando com Deus e com o mundo.

Trombada desnecessária
Com o Eber, trombou por lhe ironizar ao dizer que, nem o próprio votaria no projeto de 1% do orçamento à Defensoria. E por podar o projeto do Edvaldo por ter o termo homossexual.

Projeto interessante
O projeto do Edvaldo era interessante, de palestra nas escolas sobre temas que envolviam o planejamento familiar. Por incluir o tema “homossexualismo” o Jamil vetou nas comissões.

Argumento usado
Um argumento dos aliados de Tião Bocalom para justificar sua saída do PSDB: “você acha que ele ia ficar num partido que virou feudo dos Bittar, com ele e a mulher Márcia candidatos”?

 Dobradinha certa
Bocalom assumirá a presidência do DEM e disputará o Senado, mesmo sabendo ser uma candidatura de alto risco: não será fácil derrotar Gladson Cameli (PP) e o candidato da FPA.

Continua sonhando
Encontrei ontem o ex-deputado José Bestene (PP). Sempre otimista. Continua crendo no bom Papai Noel e que, a oposição terá somente um candidato ao governo em 2014.

Esse é o problema
Para o PP o problema maior não é quantos candidatos vão ter para o governo. Mas, com a candidatura do Bocalom, que causará sim problemas ao Gladson Cameli na disputa do Senado.

Eterno problema
Ninguém se entende. Esse é um problema sério da oposição. Mas sério que isso e não ter uma liderança que consiga aglutinar todas as suas correntes divergentes, lá é a Lei de Murici.

Sem fórmula
Não tenho a fórmula para acabar com a greve dos professores estaduais e dos servidores da Prefeitura de Rio Branco, mas uma coisa salta aos olhos: há muito tempo não existia um movimento tão forte.

Nem mel e nem cabaça
Agora espatifou geral. Além do Telexfree bloqueado pela justiça estadual, foi a vez do BBom sofrer o bloqueio de suas contas pela Justiça Federal.  Nem mel e nem cabaça.

De olho na rede
O deputado Helder Paiva (PEN) estuda com carinho se filiar no Rede Sustentabilidade, partido da Marina Silva, em vias de registro. Ambos têm algo em comum: professam a fé evangélica.

Assinaturas mantidas
A Assembléia Legislativa vai entrar em recesso a partir de hoje e com as 17 assinaturas no projeto do fim da pensão de ex-governador mantidas. Acho que o projeto será aprovado.

É quem tem de achar
Chega um e-mail com a pergunta: “você não acha que o ex-prefeito Angelim é o nome ideal da FPA para o Senado”? Posso só opinar, mas quem tem de achar são as cabeças coroadas do PT.

Debates interessantes
A Assembléia Legislativa chega ao fim de mais um período legislativo que até foi ativo, aconteceram debates interessantes e novidades como o descolamento maior do Executivo.

Perda de tempo
Os servidores da PMRB estão perdendo tempo em procurar apoio aos vereadores para as suas reivindicações salariais, nenhuma bancada foi tão cordata ao prefeito como a atual.

Medida errada
A oposição não prejudica o governo quando vota na Assembléia Legislativa contra a vinda de novos recursos para a continuidade do programa Ruas do Povo. Nem prejudica o governador Tião Viana, mas unicamente às centenas de famílias que seriam beneficiadas. Oposição é essencial numa democracia. Mas não quando quer prejudicar a coletividade por politicagem.

Por Luis Carlos Moreira Jorge

 

AD_700x450

Anúncios

Sem categoria

Morre no PS terceira vítima de tiros disparados por criminosos no bairro Oscar Passos

Publicado

em

Morre Gleiverson Fernandes da Silva, a terceira vítima de disparos de arma de fogo no ataque criminoso realizado por supostos membros de fação criminosa, no bairro Oscar Passos, na tarde sábado (07). Ele deu entrada na unidade com um tiro no tórax.

Além dele, também morreram em consequência da mesma ação criminosa, Cleiton Oliveira da Silva Júnior e o adolescente, Ygor Werik de Lima Cavalcante, de 16 anos.

Os três estariam em um bar localizado no bairro Oscar Passos quando dois homens em uma motocicleta passaram atirando. Cleilton Junior morreu ainda no local, Ygor e Cleiverson morreram no Pronto Socorro.

Até a manhã deste domingo (08), ninguém havia sido preso como responsável pelos crimes. O triplo homicídio está sendo investigado pela Delegacia de Homicídios e Proteção a Pessoa (Dhpp).

Continuar lendo

Sem categoria

Mazinho diz que prefeitura de Sena poderá ficar sem recursos para pagar salários

Publicado

em

Uma parte dos servidores da prefeitura de Sena Madureira poderá ficar sem receber seus salários esse mês. A informação é do prefeito Mazinho Serafim (PMDB), que atribui o possível atraso no pagamento aos bloqueios judiciais de repasses que se tornaram constantes nos últimos meses motivados por dívidas da administração do ex-prefeito Mano Rufino.

“Parte dos funcionários vão ficar sem receber porque eu não sei como fazer dinheiro. Em 2017, a prefeitura sofreu diversos bloqueios judiciais de recursos, sendo que o último comprometeu a nossa folha de pagamento. A administração anterior fez negociações e não cumpriu com os prazos dos pagamentos”, diz Mazinho Serafim.

Segundo o peemedebista, os bloqueios acontecem por dívidas com a Receita Federal, INSS, previdência e trabalhista. “O último bloqueio foi solicitado pela Vara Trabalhista, de uma dívida de R$ 360 mil, que foi objeto de um acordo firmado pela gestão do ex-prefeito Mano Rufino, junto à Justiça do Trabalho”, destaca o atual prefeito.

Serafim afirma que a prefeitura também teve retenções nos repasses de Fundo de Participação dos Municípios (FPM). O bloqueio teria sido ocasionado por dívidas previdenciárias-RFB, INSS e Consignados de novembro de 2016, já pagos em 2017, totalizando mais de R$ 4,3 milhões de dívidas atrasadas de festões anteriores.

“Além das dívidas do FGTS, PRT, PASEP, Eletrobras, precatórios judiciais, consignados da Caixa Econômica Federal e requisições de pequenos valores que geraram atualmente parcelamento da ordem de R$ 262,2 mil mensais. Também recebi a prefeitura com a folha de pagamento de dezembro atrasada”, diz Serafim.

O prefeito atribui o atraso da folha de pagamento ao bloqueio de R$ 360 mil a três dias da geração da folha de pagamento dos servidores. “Este bloqueio comprometeu totalmente o pagamento em dia. A liberação do pagamento será de maneira gradual. De acordo com as condições financeiras do município”, finaliza Mazinho Serafim.

Continuar lendo

Cidades

Mazinho diz que prefeitura de Sena poderá ficar sem recursos para pagar salários

Publicado

em

Uma parte dos servidores da prefeitura de Sena Madureira poderá ficar sem receber seus salários esse mês. A informação é do prefeito Mazinho Serafim (PMDB), que atribui o possível atraso no pagamento aos bloqueios judiciais de repasses que se tornaram constantes nos últimos meses motivados por dívidas da administração do ex-prefeito Mano Rufino.

“Parte dos funcionários vão ficar sem receber porque eu não sei como fazer dinheiro. Em 2017, a prefeitura sofreu diversos bloqueios judiciais de recursos, sendo que o último comprometeu a nossa folha de pagamento. A administração anterior fez negociações e não cumpriu com os prazos dos pagamentos”, diz Mazinho Serafim.

Segundo o peemedebista, os bloqueios acontecem por dívidas com a Receita Federal, INSS, previdência e trabalhista. “O último bloqueio foi solicitado pela Vara Trabalhista, de uma dívida de R$ 360 mil, que foi objeto de um acordo firmado pela gestão do ex-prefeito Mano Rufino, junto à Justiça do Trabalho”, destaca o atual prefeito.

Serafim afirma que a prefeitura também teve retenções nos repasses de Fundo de Participação dos Municípios (FPM). O bloqueio teria sido ocasionado por dívidas previdenciárias-RFB, INSS e Consignados de novembro de 2016, já pagos em 2017, totalizando mais de R$ 4,3 milhões de dívidas atrasadas de festões anteriores.

“Além das dívidas do FGTS, PRT, PASEP, Eletrobras, precatórios judiciais, consignados da Caixa Econômica Federal e requisições de pequenos valores que geraram atualmente parcelamento da ordem de R$ 262,2 mil mensais. Também recebi a prefeitura com a folha de pagamento de dezembro atrasada”, diz Serafim.

O prefeito atribui o atraso da folha de pagamento ao bloqueio de R$ 360 mil a três dias da geração da folha de pagamento dos servidores. “Este bloqueio comprometeu totalmente o pagamento em dia. A liberação do pagamento será de maneira gradual. De acordo com as condições financeiras do município”, finaliza Mazinho Serafim.

Continuar lendo

Sem categoria

Jéssica Sales libera R$ 2,6 milhões e garante conclusão do Centro de Iniciação ao Esporte (CIE) de Cruzeiro do Sul

Publicado

em

Após reunião com o ministro do Esporte, Leonardo Picciani (PMDB-RJ), para discutir projetos na área de esporte para o município de Cruzeiro do Sul, a deputada federal Jéssica Sales (PMDB) garantiu a liberação de mais de R$ 2,6 milhões para conclusão da obra do Centros de Iniciação ao Esporte do município de Cruzeiro do Sul, obra avaliada em cerca de R$ 3,7 milhões, que integrará num mesmo espaço, atividades e práticas para estimular a formação de atletas de alto rendimento no Vale do Juruá.

Segundo Jéssica Sales, Cruzeiro do Sul, através do prefeito Vagner Sales (PMDB), é o único município acreano que recebeu aprovação do Governo Federal para construir um Centro de Iniciação ao Esporte (CIE), que está sendo construído no bairro do Remanso, na periferia do município, em terreno cedido pela prefeitura, numa área de mais de 1.600 metros quadrados. “Este projeto vai oferecer oportunidades para crianças e jovens em 13 modalidades olímpicas e seis paraolímpicas”, diz Jéssica.

“O Governo Federal tinha liberado apenas R$ 1,098 milhão para o início das obras. Durante reunião com o ministro Leonardo Picciani, fizemos a defesa do projeto que promete ser uma poderosa arma de inclusão social para os jovens de Cruzeiro do Sul que buscam profissionalização da área de esporte. É com grande alegria que informo aos cruzeirenses que foi creditado o valor de R$ 2.633.423,00 necessários para conclusão das obras do Centro de Iniciação ao Esporte”, enfatiza Jéssica Sales.

obra_01

De acordo com a peemedebista, no local da obra estão sendo construídos um ginásio poliesportivo, arquibancada com capacidade para 177 lugares e quadra com tamanho oficial, que será palco para a prática de vôlei, futsal e basquete, entre outros. Haverá ainda os espaços para os treinamentos de ginástica, judô e boxe. O local contará ainda área de apoio, administração, sala de professores e técnicos, vestiários, chuveiros, enfermaria, copa, academia e sanitários públicos.

“Com o dinheiro em conta e a conclusão desta importante obra fica a certeza que a gestão do prefeito Vagner Sales, com apoio do nosso mandato, conseguiu ampliar sensivelmente a oferta de infraestrutura de equipamentos esportivos em Cruzeiro do Sul, incentivando a iniciação esportiva para os jovens que há oito anos contavam com precárias praças esportivas. Atualmente, a realidade é outra. A prefeitura construiu praças esportivas que estão espalhadas nas áreas urbana e rural”, destaca Jéssica.

A parlamentar afirma que o Centro de Iniciação ao Esporte surge como uma das ferramentas essenciais para resgatar jovens em risco social, despertando o interesse na prática esportiva. “Não serão apenas ginásios erguidos para que crianças e jovens possam iniciar a prática de várias modalidades olímpicas e paraolímpicas. O projeto vai além da formação de atletas de alto rendimento. Cruzeiro do Sul não perderá mais seus jovens para o submundo das práticas criminosas”, finaliza Jéssica Sales.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas