Conecte-se agora

Coisa incomum nas religiões

Publicado

em

Luciano Tavares, da redação de ac24horas
lucianotavares@ac24horas.com

Ela abre a bíblia e prega a mensagem com eloquência. Consola, exorta e edifica. Através da Palavra de Deus, a Bíblia Sagrada, a Apóstola Dayse Costa, primeira mulher líder de uma grande igreja no Acre, a Igreja Renovada, apascenta o rebanho deixado por seu falecido esposo, o Apóstolo Afif Arão, que morreu no último 1º de julho, vítima de uma pneumonia viral.

Setenta dias após a morte de Arão, a reportagem de ac24horas voltou ao templo da Igreja Renovada, na Rua Jaguari, no bairro Estação Experimental, local onde aconteceu o velório de Afif, e comprovou: a Igreja Renovada, agora sob a liderança da Apóstola Dayse continua em franco crescimento espiritual e quantitativo.

Mas, substituir um dos maiores líderes espirituais da história do Acre, não é tarefa fácil para a Apóstola. Além de cuidar dos filhos Lucas e Dayana, Dayse tem sob sua responsabilidade um rebanho de mais de cinco mil pessoas, entre idosos, jovens, crianças, mulheres e adolescentes. Gente de classes sociais e gostos diferentes.

Para cuidar dessas pessoas, ela conta com doze líderes que estão sob sua imediata coordenação, que por sua vez contam com mais doze numa sequencia de multiplicação que gera “novos discípulos e líderes”, como dizem os membros da chamada “família G12”.

Nossa reportagem foi recebida pela Apóstola logo após o término do culto na noite deste domingo, 09. O dia inteiro foi de seminário para a família, com palestras durante três períodos proferidas pelo Apóstolo Junior Ayub, de Manaus, amigo da família de Arão.

Firme em suas palavras, como no dia do velório de seu esposo, a Apóstola disse que “a Igreja Renovada não sofreu um impacto de paralisia. Tudo que aconteceu com a morte de nosso Apóstolo serviu de um grande estímulo para que continuássemos a conquista que já era um sonho de todos.  Na realidade houve um despertar da igreja. Há um mover muito maior. Uma frequência muito maior. Um crescimento extraordinário. E Deus converteu o nosso luto em alegria. Claro que a falta dele é incontável, mas o nosso amor por Cristo é infinitamente maior”, diz a Apóstola.

Em qualquer país árabe, e até em algumas organizações religiosas do ocidente, onde imperam doutrinas religiosas machistas ou carregadas de discriminação contra as mulheres, a Apóstola Dayse nem de perto teria a oportunidade de liderar.

Ela, porém, com base na Bíblia, o livro sagrado dos cristãos, argumenta que “na realidade nós não enxergamos homens e mulheres. São ovelhas e precisamos apascentar a todos”. Apesar do argumento, a Apóstola admite que a falta de uma referência masculina como Afif Arão “deixou alguns homens se sentido órfãos. Tenho consciência de que jamais vou tomar o lugar dele. Mas no que depender de mim, de alguma palavra de edificação, estarei pronta para suprir”.

Para liderar o rebanho, a Apóstola busca em Jesus o exemplo. “Jesus é a minha maior referencia. Apesar de Débora ter sido uma excelente juíza, mas pra mim o modelo continua sendo Jesus, o maior motivo da minha inspiração”, completa.

“Estamos apoiando Marcus Alexandre pra prefeito”, diz Apóstola ao defender inclusão da igreja nos temas sociedade e política

Considerado o “cérebro político” do hoje deputado Astério Moreira, o Apóstolo Arão sempre defendeu a inclusão da igreja nos debates sobre política e sociedade.

O projeto político deixado por Arão continua. Para a Apóstola Dayse “a igreja não pode estar dissociada de temas importantes da sociedade. É isso que também ensinamos”, diz.

Sobre os candidatos da Igreja Renovada, a líder espiritual reforça que a instituição tem seus nomes definidos para essas eleições. “Estamos com o Nelson da Vitória para vereador e o Marcus Alexandre para prefeito”, completa.

O apoio ao candidato petista é uma herança da amizade entre Sebastião Viana e Afif Arão. O governador chegou a ir a alguns cultos na Igreja Renovada, local onde recebia orações.

Na Marcha Para Jesus deste ano, Sebastião cumpriu todo o itinerário do evento num trio elétrico ao lado de Afif e Dayse.  A amizade entre as duas famílias perdura. “Nossa amizade não passa pelo cargo que ele ocupa. É pela pessoa que ele guarda dentro de si. São valores em favor da família e princípios que nós defendemos”, encerra a Apóstola Dayse.

Liderança da apóstola é aprovada por seus discípulos

Em toda a igreja o sentimento é de que após a morte de Afif Arão houve um despertar espiritual que gerou crescimento ou o chamado avivamento.

“Houve um despertar na igreja. A Apóstola tem tido um cuidado muito grande com os irmãos. Há um real avivamento se reaproximando de nossa igreja. Milagres estão acontecendo”, conta o discípulo Arleudo Cavalcante da Costa, que é empresário.

Outro que testemunha o novo momento da denominação religiosa é Reginaldo Lima, um dos líderes da Igreja Renovada. “O Apóstolo faz falta, mas houve sim um despertar entre nós”, afirma.

Leia sobre assunto relacionado:
>>> Líder da Igreja Renovada no Acre, apóstolo Afif Arão morre em Manaus-AM
>>> Pastor Agostinho: “senti muito a morte do meu grande amigo, apóstolo Afif Arão”
>>> Repercussão da morte de Afif Arão revela a importância do líder religioso para o Acre
>>> Despedia de um homem de Deus! Apóstolo Arão é sepultado no cemitério Morada da Paz
>>> Vida e Obra do apóstolo Afif Arão será exposta no Memorial dos Autonomistas

Você pode gostar também de:
>>> O Voto em nome de Deus!

 

 

 

Anúncios

Bombando

Anúncios

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Leia Também

Mais lidas