Conecte-se agora

Novos ecológicos reúnem imprensa para explicar mudança de partido

Publicado

em

Ray Melo,
da redação de ac24horas
raymelo@ac24horas.com

Os novos ecológicos Astério Moreira, Elson Santiago, Walter Prado, Helder Paiva e Jamyl Asfury reuniram a imprensa numa entrevista coletiva, na manhã desta terça-feira, 17, para explicar o motivo de abandonarem seus antigos partidos.

Os parlamentares que aderiram ao Partido Ecológico Nacional (PEN), usaram o mesmo argumento para justificar a filiação ao novo partido: a mudança ideológica e de projeto de governo pelo qual foram eleitos, nas eleições de 2010.

A entrevista foi convocada pelo presidente PEN, o deputado Astério Moreira, ex-PRP. O evento reuniu Elson Santiago, ex- PP; Helder Paiva ex- PR, Walter Prado, ex- PDT e até o suplente de senador Fernando Lage (ex- DEM), que acredita que possa assumir a vaga no Senado.

O 1º secretário da mesa diretora, deputado Ney Amorim (PT) prestigiou o evento. O “oposicionista” Chico Viga também fez questão de cumprimentar os colegas que fizeram uma verdadeira revoada para manter o controle do parlamento nas mãos do governo.

Segundo o dirigente partidário Astério Moreira, “o PEN já nasce robusto no Estado, com seis deputados na Aleac” e veio para reforçar a Frente Popular do Acre. De acordo com Astério, o PEN deverá contar com um deputado em cada estado e 20 deputados federais.

Jamyl Asfury explicou que a partir de agora integra a base aliada do governador Sebastião Viana (PT), pois é um político que tem lado. “Não fui entendido na oposição, mas vou ser na situação e mostraremos para a sociedade quem tinha razão”, enfatiza.

Já o  presidente da Aleac, deputado Elson Santiago, disse que jamais teria deixado o PP, pois milita nas fileiras progressistas, desde suas origens na antiga Arena. Com a nova orientação política propensa a oposição, “eu me vi obrigado a aderir ao PEN”.

Walter Prado, também disse que trocou de legenda para continuar apoiando o programa de governo da FPA. “Eu não podia votar em um projeto de interesse do Estado, preferi mudar de partido. Não posso votar contra os benefícios para o povo do Acre”, enfatiza.

O que os deputados pleiteiam

Segundo informações de bastidores na Aleac, os deputados que integram o novo partido na Aleac, teriam a intenção de definir a hegemonia do Governo do Acre, na Comissão de Constituição e Justiça e Comissão de Orçamento e Finanças, da Casa.

A ameaça de um bloco montado pelo deputado Luis Tchê (PDT) acendeu o sinal de alerta para uma possível presença de um representante do bloco, nas principais comissões, além de tumultuar a escolha na próxima eleição dos membros da Mesa Diretora.

A nova maior bancada teria a missão de manter os principais cargos sob o comando do governador Sebastião Viana, fator contrário ao desejo de Luis Tchê, que prega o fortalecimento e maior participação do legislativo nas decisões administrativas.

Anúncios

Bombando

Anúncios

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Leia Também

Mais lidas