Conecte-se agora

Superintendente do HC do Acre nega mortes e interdição de UTI de hospital

Publicado

em

O Superintendente do Hospital das Clínicas, Carlos Eduardo Alves, disse hoje que o hospital não omitiu o aparecimento de uma bactéria conhecida como ACINETOBACTER. Ele negou, também que óbitos tenham sido registrados no HC por contado provocada pelo referido microorganismo e reafirmou que todos os 10 leitos da U.T.I. e também os 3 leitos da Unidade Semi-Intensiva do Hospital das Clínicas estão devidamente liberados e seguros para o atendimento dos pacientes graves do nosso estado”.

Leia nota:

 “Esclareço a toda população  que, considerando a eficiência do nosso Serviço de Controle de Infecção Hospitalar e também do nosso Laboratório de Microbiologia, a bactéria descrita na reportagem trata-se da ACINETOBACTER, que foi prontamente identificada e isolada. Consequentemente, quando isso ocorre e por tratar-se de um microorganismo resistente a muitos antibióticos, os leitos são temporariamente interditados para uma desinfecção geral da Unidade de Terapia Intensiva;

Esclareço também que, nenhum paciente que foi a óbito  na U.T.I. do Hospital das Clínicas teve morte provocada pelo referido microorganismo;

Por fim, esclareço que todos os 10 leitos da U.T.I. e também os 3 leitos da Unidade Semi-Intensiva do Hospital das Clínicas estão devidamente liberados e seguros para o atendimento dos pacientes graves do nosso estado”.

Atenciosamente,
Carlos Eduardo Alves
Superintendente do Hospital das Clínicas

 

 

Anúncios
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Conectar

Deixe uma resposta

Bombando

Anúncios

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Leia Também

Mais lidas