Conecte-se agora

Aleac aprova projeto de resolução que institui o portal da transparência do legislativo estadual

Publicado

em

Ray Melo,
da redação de ac24horas
[email protected]

O portal da Assembleia Legislativa do Acre (Aleac) é uma realidade. Depois de muitas críticas e o pedido de prestação de contas individual dos deputados, pelo procurador do Ministério Público Especial, João Izidro, os membros da Mesa Diretora da Casa, colocaram em votação o projeto de resolução que cria o novo portal do legislativo estadual.

A Aleac teria um prazo até o dia 27, mas se antecipou e de acordo com os membros da Mesa Diretora, será a quarta Casa, a criar a implantar o portal da transparência, que apresentará todos os gastos dos parlamentares, com verba indenizatória e salários. “Estamos cumprindo a determinação antes de esgotar o prazo”, destaca Elson Santiago.

O deputado Luis Tchê (PDT) ressaltara que a Aleac sai na frente de muitas outras. “A aleac é a quarta do Brasil, a implantar o portal de transparência. O importante é que a Casa toma a decisão de que a população terá cesso para que não paire dúvidas sobre os gastos dos deputados.”, enfatiza.

De acordo com a lei, o portal da transparência teria que divulgar os valores dos salários dos servidores, que atém então, era sigilo. De acordo com Tchê, a proposta ainda precisa ser discutida. “A Aleac mais uma vez dar demonstração que quer a transparência, já que é uma das Casas mais enxutas do Brasil”, destaca.

Segundo o presidente da Aleac, “o que está na mídia é exatamente a questão de prestação de contas dos deputados. A instalação do portal é exatamente o que vai tirar todas as dúvidas, já que muita gente pensa que um deputado ganha muito dinheiro”, diz Elson Santiago.

 

Acre

Fiocruz reafirma tendência de crescimento das síndromes gripais no Acre

Publicado

em

O novo Boletim InfoGripe Fiocruz, divulgado nesta terça-feira (21) mostra que o Acre está entre os 17 Estados que apresentam indícios de crescimento na tendência de longo prazo. Além do Acre, Alagoas, Amazonas, Ceará, Distrito Federal, Goiás, Mato Grosso, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Paraná, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, Rondônia, Santa Catarina e São Paulo se enconram nessa condição.

Os demais apresentam sinal de estabilidade ou queda na tendência de longo prazo. No Rio Grande do Sul, em particular, observa-se também o aumento nos casos positivos para gripe em diversas faixas etárias.

Quanto às capitais, 19 apontam para sinal de crescimento na tendência de longo prazo e Rio Branco está nesse grupo. O boletim aponta que os casos de Covid-19 já correspondem a 71,2% das ocorrências de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) no Brasil nas últimas quatro semanas.

Com manutenção do sinal de crescimento de SRAG desde a Semana Epidemiológica (SE) 16, as estimativas apontam para 8,1 (7,2 – 9,0) mil casos na SE 23 (período de 5 a 11 de junho de 2022). A curva nacional mantém sinal de crescimento nas tendências de longo (últimas seis semanas) e curto prazo (últimas três semanas).

A análise sinaliza predominância na população adulta. Em crianças pequenas (0 a 4 anos) observa-se o predomínio do vírus sincicial respiratório (VSR), seguido de Sars-CoV-2 (Covid-19), rinovírus e metapneumovírus. Nas demais faixas etárias o Sars-CoV-2 é predominante entre os casos com identificação laboratorial.

Nas quatro últimas semanas epidemiológicas a prevalência entre os casos positivos foi de 3,5% para influenza A, 0,3% para influenza B, 12,7% para vírus sincicial respiratório e 71,2% para Sars-CoV-2. Nesse mesmo período a prevalência entre óbitos para os resultados positivos para vírus respiratórios foi de 2,6% para influenza A, 0% para influenza B, 2,3% para vírus sincicial respiratório (VSR) e 91,9% para Sars-CoV-2.

Este ano, 27.302 óbitos de SRAG foram registrados, sendo 20.890 (76,5%) com resultado laboratorial positivo para algum vírus respiratório, 5.074 (18,6%) negativos e ao menos 561 (2,1%) aguardando resultado laboratorial. Desse total, 3,6% são de influenza A, 0,1% de influenza B, 0,7% de vírus sincicial respiratório (VSR) e 96,4% de Sars-CoV-2.

As síndromes gripais mataram ao menos dez crianças no Acre nas últimas semanas, uma situação piorada com a precariedade e descaso do sistema de saúde.

Continuar lendo

Acre

Túmulos abandonados em Rio Branco podem ser retomados pela prefeitura

Publicado

em

A Prefeitura de Rio Branco, por meio da Secretaria Municipal de Cuidados com a Cidade (SMCCI) informa a população sobre os cuidados e manutenção de túmulos nos 4 cemitérios da cidade.

Mesmo com as constantes limpezas e cuidados realizados pela administração municipal, muitas dessas sepulturas encontram-se há vários anos abandonadas.

Segundo a lei 1.089 de julho de 2010, artigo 15, “é de responsabilidade do familiar fazer os serviços de limpeza e reparação no que tiverem construído, bem como aqueles necessários para a manutenção da estética, segurança e salubridade dos cemitérios”.

O coordenador dos cemitérios da capital, Marcos Souza, explicou que após 10 anos sem o devido zelo, os proprietários podem perder o direito à terra.

“Se não houver sepultamentos e nem manutenção ela tornará devoluto para o município, correndo o risco de as pessoas perderem seus túmulos por falta de manutenção”, afirmou.

De acordo com a prefeitura, as famílias proprietárias podem realizar as reformas das sepulturas até o dia 19 de outubro, semanas antes do dia dos finados.

“Estamos chamando com antecedência as pessoas para virem fazer a manutenção dos seus túmulos, para que assim, possamos deixar um ambiente agradável para visitação”, disse o secretário Municipal de Cuidados com a Cidade, Joabe Lira.

Continuar lendo

Acre

Acre tem 91 novos casos de Covid-19 e 2 internados pela doença

Publicado

em

Nas últimas 24 horas, a Secretaria de Estado de Saúde do Acre (Sesacre), por meio do Departamento de Vigilância em Saúde (DVS) confirmou o registro de 91 novos casos de coronavírus. Nesta quarta-feira, 22, de junho, o número de infectados é de 125.354 em todo o estado. Nenhum óbito foi notificado nesta quarta, fazendo com que o número oficial de mortes por covid-19 permaneça em 2.002 em todo o estado.

Até o momento, o Acre registra 330.854 notificações de contaminação pela doença, sendo que 205.485 casos foram descartados e 15 exames de RT-PCR seguem aguardando análise do Laboratório Central de Saúde Pública do Acre (Lacen). Pelo menos 123. 105 pessoas já receberam alta médica da doença, sendo que 2 seguiam internadas até o fechamento deste boletim.

Os dados da vacinação contra a covid-19 no Acre podem ser acessados no Painel de Monitoramento da Vacinação, disponível no endereço eletrônico: http://covid19.ac.gov.br/vacina/inicio. As informações são atualizadas na plataforma do Ministério da Saúde (MS), ficando sujeitas a alterações constantes, em razão das informações inseridas a partir de cada município.

Continuar lendo

Acre

Longo declara apoio a aprovados do bombeiro e pede alteração em edital

Publicado

em

O deputado Pedro Longo usou o pequeno expediente da sessão na Assembleia Legislativa do Acre (Aleac), nesta quarta-feira (22), para declarar seu apoio aos aprovados no concurso do Corpo de Bombeiros.

Os candidatos que foram aprovados em todas as etapas, aguardam alteração do edital por parte do Governo do Estado para que sejam considerados aprovados no certame, a partir do projeto de lei aprovado na Casa do Povo que permite a inserção.

“Quero reiterar aquilo que já assumi aqui. Estamos do lado de vocês, buscando fazer com que essa alteração ocorra o mais rápido possível”, afirmou.

Como justificativa, o líder do Governo defendeu que o último concurso dos Bombeiros levou cerca de 10 anos entre sua realização e a renovação da corporação. Entre esse período, um desfalque foi gerado no órgão – o que precisa ser evitado, de acordo com o político.

“Esse problema precisa ser corrigido agora com essa possibilidade que temos de inserir esses jovens na carreira militar. Ficou desfalcada a corporação e não queremos que isso ocorra agora. Não há razão para aqueles que foram aprovados no TAF precisem ser restringidos a um percentual muito pequeno. Acho que houve um erro quanto à fixação, mesmo entendendo a importância de criar uma limitação. A alteração no edital é um caminho para resolver essa questão”, salientou.

Pedro Longo fez um apelo ao secretário de Planejamento e Gestão (Seplag), Ricardo Brandão, para que a alteração seja feita no edital.

“Contem com o nosso apoio. Estamos com vocês. Essa vitória será conquistada”, finalizou.

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas

error: Conteúdo protegido!