Conecte-se agora

Secretaria de educação nega demissão de professores e diz que fez só remanejamento

Publicado

em

Secretário de Estado de Educação e Esporte, Daniel Queiroz de Sant’ana, encaminhou expediente à redação de ac24horas, pedindo o direito de resposta à matéria veiculada neste site em 02 de abril de 2012 – “Governo do Acre manda demitir sete professores contratados para dar aula nas aldeias em Feijó”.

DIREITO DE RESPOSTA

A Secretaria de Estado de Educação e Esportes – SEE vem esclarecer e repor a verdade dos fatos na matéria postada no blog AC 24 horas do dia 02 de abril de 2012:

AC24 horas: “O governador está enganando os índios. Dá com uma mão e tira com a outra”. A frase é do professor Valdemir Batista, ao se referir à demissão de sete professores que atuavam nas aldeias de Feijó.  A decisão foi anunciada no fim de semana por representantes da Secretaria de Educação no município.

SEE: A SEE vem desde o ano de 2000 formando professores para atuarem nas escolas indígenas, atendendo às orientações da Resolução n.º 03/99, do CNE, assim como o Parecer 14/99 também do CNE. No ano de 2005, seis professores da etnia Shanenawá ingressaram no Programa Especial de Formação de Professores para a Educação Básica/ Zona Rural e em 2007 quatro professores ingressaram no Curso de Formação Docente para Indígenas, ambos promovidos pela UFAC em parceria com o Governo do Estado do Acre. O Estado Nacional vem investindo na formação dos professores para a garantia da qualidade de ensino nas aldeias. Vale ressaltar que as comunidades indígenas têm autonomia para decidir sobre a escola que mais se adequa aos seus projetos internos, porém deve obedecer a legislação vigente. A SEE em nenhum momento toma decisão sem consulta prévia às comunidades e sem que haja consenso.

Na verdade não houve a demissão de 7 professores como consta na matéria postada no blog AC24 horas, mas o remanejamento dos profissionais lotados em 2012: um profissional com problemas de saúde, mas que não apresentou laudo médico e foi  substituído pela escola; 2 profissionais que para completar a carga horária deveriam assumir turmas do 2º segmento do ensino fundamental e médio, considerando que o número de turmas é bem pequeno. Os demais casos foram remanejamentos de professores com contrato permanente que haviam assumido equivocadamente, e sem o prévio conhecimento desta SEE, funções não autorizadas na Instrução Normativa nº 004/2004, que estabelece diretrizes administrativas e pedagógicas no âmbito das escolas estaduais de ensino.

AC 24 horas: Os indígenas estão revoltados porque, além de demitir professores, o governador Tião Viana [PT] também mandou pra rua, técnicos e assistentes contratados pelo estado para trabalharem na educação indígena.

SEE: A SEE vem atendendo as escolas de acordo com a Instrução Normativa 004/2004, que orienta que as escolas com mais de 100 alunos devem ter no quadro um Coordenador de Ensino, um Coordenador Pedagógico e um Coordenador Administrativo.

Nas comunidades Shanenawá somente duas escolas possuem mais de 100 alunos matriculados.

AC 24 horas: A escola Tekahayne Shanenawa, na Aldeia Morada Nova, onde estudam quase 200 alunos nos turnos da manha, tarde e noite, pode até fechar. Todos os professores foram demitidos.

SEE: Na escola Tekahayne Shanenawá estão matriculados 192 alunos e possui em seu quadro 20 professores contratados, 2 funcionários de apoio(limpeza e merenda), 1 diretor, 1 Coordenador Pedagógico, 1 Coordenador Administrativo e 1 auxiliar de ensino.

A carga horária semanal de uma disciplina como matemática é de 20 horas, mas os professores cumprem 6 horas porque o número de turmas ainda é pequeno. A SEE contratou os professores para não deixar de atender as demandas das escolas, prevendo o aumento do número de turmas em anos vindouros.

AC 24 horas: Outra denúncia dos índios é que as escolas e a educação de primeira qualidade divulgada pelo governo são apenas enganação. Em muitas dessas escolas os alunos não têm onde sentar falta material didático e até  água tratada.

SEE: Todas as comunidades possuem água tratada fornecida pela SESAI, antiga FUNASA, compartilhada com a escola, com exceção das recém-criadas, cujas comunidades ainda estão em processo de fixação no local.

As escolas que possuem um número menor que 100 alunos matriculados são atendidas com os materiais enviados diretamente pela SEE. As escolas com mais de 100 alunos matriculados possuem unidade executora, ou seja, são responsáveis pela gestão do recurso que é repassado diretamente para a escola. A escola Tekahyne Shanenawá possui unidade executora, mas não teve repasse de recursos porque não fez a prestação de contas do ano de 2011, que é responsabilidade da presidência do Conselho escolar.

Certo do pronto atendimento do Direito de Resposta da Secretaria de Estado de Educação e Esporte colocamo-nos à disposição para eventuais esclarecimentos que se fizerem necessários.

DANIEL QUEIROZ DE SANT’ANA
Secretário de Estado de Educação e Esporte

Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Conectar

Deixe uma resposta

Acre

Acre não registra mortes e tem 20 casos de Covid-19 nesta quinta

Publicado

em

Em boletim divulgado na tarde desta quinta-feira, 29, a Secretaria de Estado de Saúde do Acre (Sesacre), informou o registro de 20 novos casos de infecção por coronavírus, sendo 11 confirmados por exames RT-PCR e nove resultados por testes rápidos, fazendo com que o número de infectados salte para 87.073 nas últimas 24 horas.

Segundo o boletim, 35 pessoas seguem internadas entre leitos de Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) e leitos de enfermaria na rede estadual de saúde. Nenhuma notificação de óbito foi registrada nesta quinta, fazendo com que o número oficial de mortes por Covid-19 permaneça em 1.798 em todo o estado.

Até o momento, o Acre registra 238.494 notificações de contaminação pela doença, sendo que 151.405 casos foram descartados e 16 exames de RT-PCR seguem aguardando análise do Laboratório Central de Saúde Pública do Acre (Lacen) ou do Centro de Infectologia Charles Mérieux. 83.183 pessoas já receberam alta médica da doença.

Continuar lendo

Acre

Deracre aplica 80 toneladas de asfalto em Rodrigues Alves

Publicado

em

Da varanda de casa garoto observa equipe do Deracre trabalhando no município. Foto: Dhárcules Pinheiro

Até o próximo sábado, 31, o Departamento de Estradas de Rodagem do Acre (Deracre) deve concluir a recuperação de cinco ruas no perímetro urbano de Rodrigues Alves, onde serão aplicadas 80 toneladas de asfalto.

O serviço vem sendo executado desde a semana passada, e segundo o diretor do departamento no Juruá, Luciano Oliveira, foi autorizado pelo governador Gladson Cameli dentro da programação de aniversário da cidade, que na última quinta-feira comemorou 29 anos de fundação.

Uma das ruas alcançada pelo trabalho foi a Avenida Marechal Rondon, que apresentava vários trechos esburacados, mas agora oferece excelente condições de tráfego.

Em outra frente de serviço, o Deracre vai concluir a construção do canal urbano de Rodrigues Alves. Uma obra não concluída pela gestão anterior, e que, segundo Oliveira, será retomada na próxima semana. O departamento já instalou um contêiner no local onde vai funcionar o canteiro da obra e estima concluir o serviço em 40 dias.

Continuar lendo

Acre

“Se for provado sim, com certeza”, diz Gladson sobre exoneração de Valdete

Publicado

em

O governador Gladson Cameli (Progressistas) afirmou nesta quinta-feira, 29, que a diretora financeira da Companhia de Desenvolvimento Industrial do Estado do Acre (Codisacre), Valdete Souza, que virou alvo de uma investigação da Polícia Civil, após uma funcionária acusá-la de praticar “rachadinha”, deverá ser exonerada do cargo caso seja provado a acusação.

As declarações foram dadas à imprensa após a solenidade de inauguração da nova sede do Tribunal Regional Eleitoral do Acre (TRE/AC). “Ah, se for provado sim, com certeza [exoneração de Valdete]. Eu não vou compactuar com essas coisas e que sirva de exemplo pra qualquer um que esteja fazendo isso”, afirmou Gladson Cameli.

Valdete, que já foi presidente do partido PMN, supostamente exigia das pessoas que ela indicou para o cargo comissionado em outras secretarias um valor mensal que deveria ser entregue em espécie em sua casa ou mesmo no gabinete. Segundo a reportagem da TV Gazeta, ela nega as acusações e debitou as denúncias devido ao seu estilo de falar o que pensa e atribuiu o caso a “fogo-amigo”.

O delegado responsável pelas investigações, Pedro Rezende, está com uma lista de pessoas para prestarem depoimentos sobre o caso, um deles é o diretor geral, Marcelo Messias, primo do governador Gladson Cameli (Progressistas). Segundo a denunciante, Marcelo sabia das rachadinhas, mas não fez nada.

No evento do TRE, Cameli isentou o primo Marcelo Messias e afirmou que confia plenamente nele e em sua honestidade. “São situações que eu concordo que é preciso avançar no sentido de resolver essas empresas falidas. Eu não compactuo com o que não é correto, o fato de direito é isso. Vocês sabem que o Estado é muito grande e a responsabilidade é minha, mas temos aí pessoas que não entendem o que deve ser feito. O Marcelo tem toda a minha confiança, sei da sua credibilidade e honestidade e esses casos pontuais nós vamos apurar e determinei que tudo fosse apurado”, destacou Gladson.

Continuar lendo

Acre

Separada, Nicole Bahls ironiza suposta traição dançando funk

Publicado

em

Por

Ao que tudo indica, a separação de Nicole Bahls e Marcelo Bimbi ainda vai render boas histórias. Após uma suposta traição, a modelo postou nas redes sociais um vídeo em que aparece dançando funk. Para os seguidores, a performance daria entender uma indireta a Bimbi.

“Perfeita”, “maravilhosa”, “diva”, foram alguns adjetivos deixados pelos fãs no campo de comentários da postagem.

LEIA TAMBÉM: >>> Vídeo mostra Marcelo Bimbi com acreana apontada como pivô da separação com Nicole

Ao R7, Nicole disse apenas que deseja tudo de bom para o ex. “Desejo que ele seja feliz , hoje entendo que realmente não era pra mim, que Deus tem algo melhor pra minha vida . Tenho mergulhado no trabalho para não pensar muito na vida pessoal”, declarou ela.

Separação

O fim do casamento de Nicole Bahls e Marcelo Bimbi foi confirmado ao R7 no domingo (25). “Marcelo foi uma marido muito bom para mim durante oito anos, mas no final, acabamos nos afastando. Não tenho nada para dizer sobre ele que não seja coisas boas”, declarou ela.

Na quarta-feira (28), a modelo comentou sobre alguns vídeos que começaram a circular na internet em que o ex-marido aparecia com a consultora de moda Maryllia Gabriela. “Estou triste, mas desejo que ele seja feliz, só isso”, disse a modelo, que preferiu não se estender no assunto.

Naquela data, mais a noite, a mulher apontada como pivô da separação de Nicole e Marcelo se pronunciou sobre a polêmica. “Eu queria dizer que a internet está cheia de ódio, cheia de juízo de valor, cheia de gente que sabe apontar o dedo e dizer o que você fez ou deixou de fazer. Queria dizer para vocês que eu estou com a consciência limpa. Eu sei do meu coração e eu sei da minha verdade”, disse.

“Vocês que estão aí no direct, estão perdendo o tempo de vocês. Aqui, a minha vida vai continuar, vou seguir com meu conteúdo, com seguir com tudo o que eu faço e gratidão para quem está me mandado mensagem de amor”, falou.

Nicole e Marcelo estavam oficialmente casados desde dezembro de 2018. No final de 2019, eles chegaram a dar um tempo na relação, mas reataram logo em seguida.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas