Conecte-se agora

Meu Fuso é o do Galo

Publicado

em


Artigo de Pedro Gustavo Faria Nunes

Meu vizinho comprou um galo. Desde então tenho me esforçado para adaptar meu fuso biológico ao do penado que insiste em iniciar sua cantiga matinal às duas da madrugada. No entanto a guerra dos fusos vai muito além das divisas do meu quintal. Entre o meu meridiano e o meridiano do galo está alocado, em algum ponto imaginário, o fuso horário do Acre.

O atual sistema internacional de fusos horários foi sugerido pelo então senador canadense Stanford Fleming no ano de 1878. Seis anos mais tarde a teoria de Fleming foi efetivamente aceita durante a Conferência Internacional do Primeiro Meridiano em Washington (EUA), cuja proposta era padronizar a utilização mundial da hora legal.  O Brasil só aderiria ao sistema de hora oficial e de fusos horários em 1914.

Geograficamente o Estado do Acre e parte do sudoeste do Amazonas estão localizados a 75 graus de Greenwich enquanto Brasília está a 45 graus do mesmo meridiano, o que dá teoricamente uma diferença de duas horas entre essa porção de terra da região norte e a capital federal.

Em 2008 o então Senador da República Tião Viana conseguiu aprovação no congresso nacional de um projeto de lei de sua autoria no qual diminuía a diferença do Estado do Acre e parte do Amazonas em relação a Brasília para apenas uma hora. O projeto consolidado pela lei 11.662/08 dividiu opiniões e a oposição correu em busca de reverter tal decisão até que, em 2010, um referendo proposto pelo Deputado Federal Flaviano Melo foi realizado concomitantemente ao 2° turno da eleição presidencial daquele ano. Uma consulta popular onde os que fossem a favor da mudança deveriam votar 55 enquanto os que fossem contra deveriam optar pelo 77.  56,77% dos eleitores acreanos escolheram o 77, mas continuam aguardando sem perspectivas o retorno do horário tradicional, ainda sem data para ser restabelecido. A partir daí uma série de encontros e desencontros retardam a decisão popular. Falou-se em inconstitucionalidade do referendo. Falou-se em inconstitucionalidade da lei 11.662/08 que alterou o fuso horário previamente ao referendo que por sua vez não consultou a população do Amazonas, diretamente afetada com a mudança. Depois veio o veto presidencial que reencaminhou de volta ao congresso o projeto de lei que previa o retorno do horário original onde desde então tramita em caráter de urgência. Finalmente, veicula na imprensa que o Senador da República Aníbal Diniz apresentará ao congresso um novo projeto onde será proposto que seja realizada uma nova consulta popular, agora além do Acre também serão consultados os habitantes dos estados do Amazonas e Pará.

A verdade é que a guerra do fuso horário se tornou uma briga de vaidades entre o azul e o vermelho. Quem é da situação vota 55, quem faz oposição vota 77. Não se discute efetivamente todos os prós e contras da alteração de forma que a população participe e possa traçar um diagnóstico definitivo depois de pesar todos os pontos negativos e positivos. A classe política que defende a mudança justifica a tese de que tal transformação é importante na integração do Acre ao restante do país. Na contramão desse argumento estão os que defendem que deve ser respeitada a decisão popular.

Há que prevalecer o fuso que esteja em harmonia com a classe operária, política e empresarial, se é que este fuso existe. Defendo a soberania popular, desde que o povo tenha soberania para fazer a sua própria escolha sem interferência ou tendenciosidade político-eleitoreira.

E assim seguimos nossa indefinida linha do tempo. Eu já acertei o meu relógio. Nem 77, nem 55, meu fuso é o do galo.

Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Conectar

Deixe uma resposta

Extra Total

Nova onda de frio no Acre deve registrar 9 graus, diz Friale

Publicado

em

O meteorologista Davi Friale em boletim divulgado no site O Tempo Aqui informou que a chegada de uma forte onda de frio polar marcada para esta quarta-feira, 28, terá ventos intensos da direção sudeste, cujas rajadas poderão atingir ou superar a marca de 60km/h, em alguns pontos.

Segundo Friale, o frio polar que se aproxima será o maior do século, mas somente para o centro-sul do Brasil.

“Na Amazônia, deverá chegar até a região de Tabatinga (Amazonas), na fronteira com a Colômbia, mas o frio não será como o de 2013, quando foram registrados recordes dos últimos 30 anos. Desta vez, não atingirá a cidade de Manaus, como ocorreu com a massa de ar dos últimos dias de junho e dos primeiros deste mês de julho”, afirmou.

Segundo o boletim, no Acre, em Rondônia e no Amazonas, o frio, que começará a chegar na noite de terça-feira, 27. para quarta-feira, 28, não será tão intenso como estão noticiando.

“As temperaturas mínimas, que ocorrem antes do Sol nascer, no Acre (regiões de Rio Branco e Brasileia), por exemplo, deverão oscilar entre 9 e 11ºC, entre quinta-feira e domingo. Lembramos, ainda, que no dia 30 de junho deste ano, ou seja, menos de 30 dias atrás, o Acre registrou temperatura de 10,5ºC, sendo que, em Rio Branco, no dia primeiro deste mês de julho, foram registrados 11,5ºC”, explicou.

Continuar lendo

Cotidiano

Iapen divulga lista de isenções de processo seletivo para nível médio e superior

Publicado

em

O governo do Acre divulgou na manhã desta terça-feira, 27, o resultado preliminar das isenções deferidas e indeferidas referente ao processo seletivo simplificado para contratação de profissionais de nível médio e superior para atender as demandas do Instituto de Administração Penitenciária (Iapen). O resultado foi publicado no Diário Oficial do Estado (DOE).

A presente relação encontra-se disposta na seguinte ordem: cargo, vaga, inscrição e nome do candidato em ordem alfabética. Os candidatos não relacionados na lista tiveram a isenção indeferida.

O candidato disporá, unicamente, de dois dias para contestar o indeferimento da isenção, exclusivamente mediante preenchimento de formulário digital, que estará disponível no site https://www.ibade.org.br/ a partir das 8h desta quarta-feira, 28, até às 18h de quinta-feira, 29, considerando-se o horário local da cidade de Rio Branco/AC.

O processo seletivo oferta quatro vagas, sendo uma para auxiliar administrativo (nível médio), uma para advogado, uma para psicólogo e outra para assistente social, todos nível superior. Os valores da remuneração vão de R$ 3.077,05 a R$ 4.658,32.

A prova objetiva será realizada nas cidades do Estado do Acre: Brasiléia, Cruzeiro do Sul, Feijó, Jordão, Marechal Thaumaturgo, Porto Walter, Rio Branco, Santa Rosa do Purus, Sena Madureira e Tarauacá, conforme opção do candidato no momento da inscrição.

Para ver a lista dos deferidos, clique aqui. 

Iapenisenção
Continuar lendo

Acre

Ministério Público celebra 58 anos de atuação no estado do Acre

Publicado

em

Criado logo após a conquista da autonomia administrativa e política do estado, através de lei assinada pelo então governador José Augusto, no dia 26 de julho de 1963, o Ministério Público do Estado do Acre (MPAC) comemorou 58 anos de criação nesta segunda-feira (26). A celebração foi realizada em sessão solene híbrida do Colégio de Procuradores de Justiça, presidida pela procuradora-geral, Kátia Rejane de Araújo Rodrigues. Na ocasião, também foi lançada a 3ª Edição do Prêmio de Gestão e Inovação do MPAC.

A solenidade teve participação presencial e virtual de autoridades dos três Poderes Constituídos do Estado, do ouvidor nacional do Ministério Público, conselheiro Oswaldo D’Albuquerque Lima Neto, representantes do Tribunal de Contas do Estado do Acre (TCE/AC), da Defensoria Pública do Estado do Acre (DPE/AC), Ordem dos Advogados do Brasil Seccional Acre (OAB/AC), da Prefeitura de Rio Branco e procuradores-gerais de outros estados.

Em seu pronunciamento, a PGJ destacou a atuação do MPAC na pandemia, bem como as conquistas da instituição nos últimos quatro anos de sua gestão, como os esforços para a construção das Unidades Ministeriais nas cidades de Manoel Urbano, Plácido de Castro, Senador Guiomard, Xapuri, Assis Brasil e Porto Acre, e a tão aguardada promoção do XIII Concurso Público para membro do MPAC.

“Esse é o compromisso da nossa gestão para com o MPAC e a população. Sinto-me extremamente honrada pela oportunidade de conduzir o MP acreano, encaminhando-me agora, para a reta final de minha segunda gestão. esta, inclusive, é a última solenidade de aniversário do MPAC que conduzo estando à frente da instituição. Fico muito feliz com o legado que iremos deixar, um trabalho inteiramente dedicado a essa missão tão bonita e comprometida com a evolução da humanidade”, disse a PGJ.

Reconhecimento ao MPAC

O ouvidor nacional do Ministério Público e membro do CNMP, procurador de Justiça acreano Oswaldo D’Albuquerque Lima Neto referenciou as palavras de Santo Agostinho e Madre Teresa de Calcutá, para referenciar os 58 anos de história do MPAC marcado por lutas, conquistas e superação de desafios em prol da sociedade acreana.

“Nestes 58 anos o MPAC exerceu seu papel constitucional de defender a ordem jurídica e o regime democrático, caminhando junto com a sociedade na luta contra o crime organizado, defesa das crianças e adolescentes, consumidor, idosos, pessoas com deficiência, entre outros interesses metaindividuais, nunca perdendo de vista seu escopo finalístico de servir o cidadão”, disse o ouvidor nacional.

O corregedor-geral do MPAC, procurador de Justiça Celso Jerônimo de Souza, rememorou a história da instituição e sua trajetória. “Nesses quase 25 anos que tenho de MPAC assisti ao surgimento de grandes gestores que transformaram o MPAC, elevando o patamar da nossa instituição. O MP acreano se tornou uma instituição multipremiada, reconhecida nacionalmente e referência em boas práticas com projetos que são referência para o brasil. Temos motivos de sobra para comemorar 58 anos de serviço prestado a sociedade acreana e ao Ministério Público brasileiro”, disse.

A presidente do Tribunal de Justiça do Estado do Acre (TJAC), desembargadora Waldirene Cordeiro, falou se sua alegria em prestigiar mais um ano da instituição a qual pertenceu durante 14 anos. “Me sinto honrada por ter pertencido a essa instituição. As conquistas do MP são muitas e o Tribunal de Justiça não se furta em ser parceiro para servir está instituição e auxiliar a população no que for preciso. O papel do MPAC é desafiador e o seu lado social tem brindado a sociedade nos últimos anos. Aqui todos entregam o seu melhor para servir a sociedade”, disse a desembargadora-presidente.

Lançamento do Prêmio de Gestão e Inovação

Na ocasião, a procuradora-geral fez o lançamento da 3ª edição do prêmio de gestão e inovação do MPAC, que visa reconhecer, valorizar, premiar e disseminar projetos bem-sucedidos da instituição. A premiação acontece a cada dois anos e é organizada pela Diretoria de Planejamento do MPAC. As inscrições serão realizadas exclusivamente via internet, do dia 26 de julho a 31 de agosto de 2021, no site institucional do MPAC, no site institucional https://www.mpac.mp.br, bem como no link http://bancodeprojetos.mpac.mp.br/. Os projetos cadastrados deverão estar alinhados aos objetivos do mapa estratégico do MPAC e relacionados aos temas exigidos no regulamento da premiação.

As premiações serão concedidas nas seguintes categorias: investigação e inteligência; persecução cível e penal; integração e articulação; transversalidade dos direitos fundamentais; fiscalização de políticas e recursos públicos; diálogo com a sociedade; sustentabilidade: e a categoria especial: “cidadania em tempos de pandemia. Poderão participar do prêmio todos os membros e servidores dos diversos setores e atividades do MPAC, excetuando os participantes da comissão julgadora. Todos os critérios da premiação podem ser conferidos no regulamento do prêmio, disponível no site do MPAC ou mesmo na Diretoria de Planejamento.

Com informações da assessoria do MPAC.

Continuar lendo

Destaque 3

Vacinação contra Covid-19 segue em Rio Branco para público acima de 18 anos; veja os locais

Publicado

em

A Secretaria Municipal de Saúde de Rio Branco (Semsa) informou que a vacinação contra Covid-19 para o público de 18 anos ou mais continua nesta terça-feira, 27, em 13 pontos da capital.

Para se vacinar é preciso levar um documento com foto ou cartão do SUS ou CPF. A vacinação desse público começou nesta segunda-feira (26) após o envio de 55 mil doses da Pfizer a Semsa.

Dos 13 pontos de vacinação, 8 são para 1ª dose e 2ª dose e cinco exclusivos para 2ª dose, todos das 8h às 16 horas.

Pontos de vacinação da 1ª e 2ª dose:

Urap Hidalgo de Lima

Urap Rosângela Pimentel

Urap Maria Barroso

Urap Vila Ivonete

Urap Roney Meireles

Urap Cláudia Vitorino

Urap Eduardo Assmar

Centro de Convenções da Ufac

Pontos exclusivo para 2ª dose:

Drive-thru em frente ao 7º BEC

Urap São Francisco

Urap Bacurau

Urap Valdeisa Valdez

Policlínica Barral y Barral

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas