Conecte-se agora

Aula de inabilidade

Publicado

em

A bancada do governo deu ontem na Aleac uma aula de inabilidade política. Passaram a sessão, dando notoriedade a um fútil requerimento, tipicamente uma “pegadinha”, do deputado Werles Rocha (PSDB), convidando a presidente Dilma a visitar o Acre.

Motivo alcançado

É ingenuidade não reconhecer que o requerimento de Rocha não tinha a intenção de trazer Dilma, adversária dos tucanos, ao Acre. Queria aparecer, e a base do governo o atendeu.

Jogo do adversário

Com maioria, a base do governo poderia ter derrubado o requerimento no voto, sem discussão, ao invés dar visibilidade a um requerimento moldado para fazer confusão.

Máxima política

Em política, quando não se quer dar arma ao adversário, basta ignorá-lo, não aprenderam?

Foi o resultado

Após a derrubada do requerimento o deputado Rocha deixou o plenário rindo e satisfeito.

Para platéia

O deputado Walter Prado (PDT) joga para a platéia quando pede a anistia bancária aos produtores de Brasiléia. Banco não perde dinheiro, no máximo dá novas facilidades, e só.

Também para platéia

O deputado Tchê (PDT) joga também para a platéia ao querer o perdão da União das dívidas e juros do governo acreano, sob o argumento de ser uma troca pela nossa preservação florestal.

Inferno cheio

Que os deputados Luiz Tchê (PDT) e Walter Prado (PDT) estão bem intencionados, nem se discute isso, mas, como diz o velho ditado: “o inferno está cheio de bem intencionados”.

Vai cair fora

O senador Sérgio Petecão (PSD) dizia ontem que, se a pesquisa que mandou fazer em Plácido de Castro sobre o melhor nome da oposição não for aceita, lava as suas mãos e sairá da cena.

Ninguém se entende

Petecão justificava o tom da sua revolta ao fato da pesquisa só lhe ser entregue hoje, e os pré-candidatos da oposição, já estarem torpedeando um resultado que nem ele ainda conhece.

 

 

Surfando no argumento

Os deputados Denilson Segóvia (PSC) e Antonia Lucia (PSC) estão escapando no TRE-AC na tese da absolvição do senador Jorge Viana de escutas ilegais, e também sendo absolvidos.

Maior abandonado

O prefeito de Feijó, Dindim (PSDB), anda pelo município como um maior abandonado. Os demais partidos de oposição o deixaram falando só e se juntaram em uma outra candidatura.

Até o vice

Segundo quem tem conversado com o prefeito Dindim, ele anda cabisbaixo pelo abandono de antigos aliados de campanha, entre os quais se incluem até o seu vice-prefeito, Pelé Campos (PMDB).

Pular fora

Por conta dessa soma de insatisfações, não será surpresa se Dindim não disputar a reeleição.

Quer mamar!

O filósofo do Iaco, Idel Diniz, está fazendo até despacho de macumba para a deputada Toinha Vieira (PSDB), deixar a Aleac para ser candidata a prefeita de Sena Madureira. Quer mamar!

Só se pirar

Deixar um mandato de deputada para disputar uma prefeitura em frangalhos econômicos, falida, só se a deputada Toinha Vieira (PSDB), pirar da cabeça ou ser masoquista. Só pode!

Busca visibilidade

O deputado Gilberto Diniz (PTdoB) disputará a prefeitura de Sena se Toinha não for candidata. Sabe ser difícil se eleger, que dividirá a oposição, mas diz que sua meta é fazer três vereadores.

Falta uma

O ex-prefeito de Feijó, Francimar Fernandes (PT), conseguiu se safar de duas acusações de improbidade administrativa. Se conseguir a tempo se safar no TCU será candidato a prefeito.

Lidera folgado

Francimar, ainda preso ao “Ficha Limpa”, lidera as preferências em todas as amostragens.

Se tiver cabeça

O deputado Élson Santiago (PP) dizia ontem que, se o PT tiver cabeça em Plácido de Castro e quiser vencer a eleição lança João Lessa (PT), como candidato a prefeito.

Mesmo balaio

O PT e a oposição estão em situação similar em Plácido de Castro, com vários candidatos, uma briga atrás da outra, dois balaios de gatos.

Tomando corpo

Quem andou ontem pela Aleac foi o advogado Jorgeney Ribeiro, confiante com o crescimento da candidatura do irmão Messias Ribeiro (PSDC) a prefeito de Brasiléia.

Escolha certa

Messias acertou na escolha do vereador Lacerda (PCdoB), sempre bem votado, para seu vice.

Fincando bases

O deputado Astério Moreira (PRP) viaja todo fim de semana a Brasiléia, onde apresenta um programa numa FM do município. Rádio continua sendo um instrumento forte no interior.

Só firula

A campanha para a prefeitura da Capital está só na base da firula. A campanha só vai começar a tomar corpo quando forem definidos os vices de cada candidato a prefeito e a partir de junho, quando devem acontecer as convenções municipais. Antes disso nada de importância.

Por Luis Carlos Moreira Jorge                                                               

Blog do Crica

Mailza mantém sua candidatura ao Senado e joga gasolina para apagar a fogueira do PP 

Publicado

em

O QUE ESTE BLOG já tinha dado em primeira mão esta semana, de que não estava no foco da senadora Mailza Gomes (PP),  desistir de disputar o Senado, mas sim manter a sua candidatura, recebeu a confirmação na noite de ontem (20) pelo vice-presidente do PP, prefeito Tião Bocalom, ao afirmar em entrevista ao ac24horas que, a candidatura da Mailza não tem volta, por ter o apoio dos prefeitos da sigla e da direção nacional do partido. Este cenário bate de frente com o anúncio feito ontem pelo governador Gladson Cameli ao ac24horas, de que a senadora Mailza Gomes (PP) estava fora do páreo e que a vaga de candidato a senador da sua chapa seria indicada pelo senador Márcio Bittar (União Brasil). 

O episódio mostra o clima de conflagração que existe hoje no PP, completamente dividido entre os querem expurgar a senadora Mailza Gomes (PP) para beneficiar a indicação da Márcia Bittar (PL), pelo senador Márcio Bittar (União Brasil); e os que defendem o direito da Mailza de buscar um novo mandato. O PP virou hoje uma central de intrigas por conta da indicação do candidato ao Senado do Gladson Cameli, onde os egos inflamados se engalfinham, e sem ter conseguido formar uma chapa dos sonhos para a Câmara Federal, que ficou mediana para o tamanho de um partido que se encontra no poder.

NÃO PRECISA DE OPOSIÇÃO

COM os assessores que tem no seu círculo palaciano mais fechado, envoltos em intrigas sórdidas para queimar companheiros na briga por espaços, o governador Gladson não precisa nem de oposição, pois, querelas internas detonam mais um governo que os opositores.

INFERNO ASTRAL

A BRIGA entre esses grupos deixou de ser meras discordâncias, mas baixou para os ataques chulos, pessoais, que ferem a honra, mais próprios para o linguajar dos botecos. Longe de um grupo queimar o outro, só prejudica o Gladson, porque lhe tira a paz de governar. E, o que mais um governador precisa é de paz. Ou o Gladson exerce a autoridade, ou a zorra continua.

DISCUTINDO O QUE NÃO EXISTE

O SAUDOSO ex-governador Jorge Kalume já dizia que, na política acreana não se faz previsão além de 24 horas, porque o futuro só a Deus pertence. E, o que se vê é um debate açodado, inócuo, sobre quem será o candidato a governador do grupo palaciano em 2026, quando nem ganharam a eleição de 2022. É o carro adiante dos bois.

CONFESSO QUE NUNCA VI

OLHE QUE tenho décadas no jornalismo político, mas nunca vi um cenário com tantas intrigas em uma sucessão estadual, como na sucessão do Gladson Cameli. Quem manda, impõe, é quem está no poder, e o Gladson não aprendeu essa simples lição. Por isso, a confusão toda.

CAMPANHA NAS BASES

O CANDIDATO a deputado estadual pelo PT, Cesário Braga, tem feito uma campanha baseada na escola antiga do ex-deputado Nilson Mourão e da ex-senadora Marina Silva, de firmar a candidatura nas bases partidárias tradicionais. E, ele conhece a velha guarda um por um.

APOIO DOS CACIQUES

O DEPUTADO federal Alan Rick (União Brasil) garantiu ontem ao BLOG já ter o aval da direção nacional do União Brasil para ser o candidato a senador pela sigla, com base de estar pontuando na cabeça em todas as pesquisas realizadas. Quer integrar a chapa do Gladson.

VAI PARA A JUSTIÇA

O DEPUTADO Luiz Gonzaga (PSDB) vai mesmo buscar o seu direito de disputar a reeleição na justiça. A direção do PSDB fechou questão em não lhe dar legenda.

COMENDO PELAS BEIRADAS

MINGAU quente se come pelas beiradas, é o que o ex-senador Jorge Viana (PT), está fazendo, com reuniões nos municípios. Enquanto os candidatos do poder se esgoelam, ele vende o peixe da sua candidatura ao Senado.

NÃO TEM RECUO

O DEPUTADO FEDERAL Flaviano Melo (MDB) me disse ontem não ter proposta que faça o partido se juntar com o governador Gladson, porque o parido vai comas candidaturas da Mara ao governo e Jéssica a senadora.

FESTA SEM GRAÇA

O PDT anunciou ontem numa festa que o partido apoiará o Gladson Cameli á reeleição. Festa sem graça. Novidade seria o PDT apoiar o a candidatura do Jenilson Leite (PSB) ao governo. É o que bisei aqui neste espaço, que o PDT fazia firula e caminharia com o Gladson. Ora, pois!

COMO VAI FICAR?

O DEPUTADO ROBERTO DUARTE (REPUBLICANOS) continua batendo forte no governador Gladson. Mas seu partido apoiará o governador. Como ficará o Roberto nessa história, ele que é candidato a deputado federal.

POUCO CASO

O CANDIDATO a deputado federal pelo REPUBLICANOS, Israel Milani, não está nem um pouco preocupado com sanções, vai acompanhar a mãe e candidata ao Senado, Vanda Milani, que estará na chapa o senador Petecão (PSD).

SEM ALTERNATIVA

O PT vai mesmo se engajar na candidatura do deputado Jenilson Leite (PSB) ao governo, não tem alternativa, já que o Jorge Viana (PT) disputará o Senado.

NÃO PREPARARAM QUADROS

O QUE acontece é que o PT passou 20 anos no poder no estado, e não formou quadros novos para disputas majoritárias. Fora o JV, o único que poderia disputar o governo é o Marcus Alexandre, mas ele será candidato a deputado estadual.

QUEM FALA A VERDADE?

O GRUPO do Gladson fala que ele tem o aval da direção nacional para tirar a candidatura ao Senado da Mailza Gomes. O grupo da Mailza diz ter aval da direção nacional para ela continuar candidata. Quem fala a verdade?

ANCÔRA FORTE

NÃO tirem de tempo a candidatura a deputada federal da Meire Serafim (União Brasil). Foi a deputada estadual mais votada da última eleição, e é ancorada no bom trabalho que faz o prefeito de Sena Madureira, Mazinho Serafim.

OUTRA QUE ESTÁ NA BRIGA

CONVERSANDO ontem com amigos de Cruzeiro do Sul que conhecem a realidade política do município, foi me dito que uma das candidaturas mais bem posicionadas na região para deputada federal, é a da Keiliane Cordeiro, esposa do ex-prefeito Ilderlei Cordeiro.

BEM MAIS FRACA

COM o ex-prefeito Raimundo Angelim fora do jogo, a chapa de deputado federal da federação que engloba o PT-PCdoB-PV, ficou bem mais fraca, com tendência de fazer apenas um para a Câmara Federal.

BATEU O PESSIMISMO

A IMPRESSÃO que passa é que o presidente Bolsonaro deu a eleição como perdida, ou não estaria se insurgindo novamente contra as urnas eletrônicas, pelas quais se elegeu. Parece seguir a mesma batida do TRUMP.

FRASE MARCANTE

“Em política, até a raiva é combinada”.  Frase do saudoso ex-deputado federal, Ulysses Guimarães.

Continuar lendo

Blog do Crica

Mailza quebra o silêncio sobre sua candidatura ao Senado

Publicado

em

EM DECLARAÇÃO exclusiva ao BLOG DO CRICA, depois de longo silêncio, a senadora Mailza Gomes (PP) mandou ontem (20), às 23 horas e 50 minutos, a seguinte postagem sobre a manutenção da sua candidatura ao Senado: “Boa noite, Luís Carlos, minha base de apoio deseja que eu saia para o Senado. E trabalhei para isso, estou tentando construir essa candidatura da melhor forma com meu partido. Me afastei uns dias para tratamento de saúde, fiz uma cirurgia, retorno no início do próximo mês para essas definições junto com meu grupo, obrigado e um abraço”.

Traduzindo o texto: não pensa em retirar a sua candidatura ao Senado, como quer o governador Gladson Cameli. E agora. Como é que o boi vai dançar?

Mais política no BLOG DO CRICA

Continuar lendo

Blog do Crica

Gladson Cameli: “Alan Rick será meu candidato ao Senado”

Publicado

em

A FRASE acima foi enviada ao BLOG às 23 horas da noite desta sexta-feira (20), em uma mensagem do governador Gladson Cameli, após um jantar que reuniu o seu grupo político para discutir os nomes da sua chapa majoritária. A escolha do deputado federal Alan Rick (União Brasil), se deu pela sua boa colocação em todas as pesquisas.

A questão do vice ficou para ser decidida em outra oportunidade. Não foi explicado ao BLOG se o Alan Rick (União Brasil) integrará a sua chapa ou se o apoio é independente da senadora Mailza Gomes (PP) manter a sua candidatura a mais um mandato. Com isso fica descartado o apoio à candidatura da Márcia Bittar (PL) ao Senado.

Mais política no BLOG DO CRICA.

Continuar lendo

Blog do Crica

Um saco de gatos, o PP deixa Gladson de mãos amarradas

Publicado

em

INDAGA-SE muito qual será a chapa que o governador Gladson Cameli vai apresentar para disputar a reeleição. As especulações mais fortes passam pelos nomes do deputado federal Alan Rick (União Brasil) e pela Márcia Bittar (PL), para ocupar a vaga ao Senado. Mas nada disso avança enquanto não for decidido de forma oficial, se a senadora Mailza Gomes (PP) será candidata a um novo mandato ou sairá para deputada federal.

Os movimentos nos bastidores não mostram nenhuma inclinação da desistência da senadora Mailza, pelo contrário, quem tem conversado com ela nos últimos dias revelou ontem ao BLOG não ter no seu foco tentar uma vaga na Câmara Federal, porque todos os espaços de apoios na máquina governamental e mesmo juntos aos prefeitos do partido, já estão ocupados por outras candidaturas. A questão é mais complicada ainda, já que não depende da exclusiva vontade do governador Gladson a solução do problema, mas da senadora Mailza Gomes (PP). 

Mantendo a atual posição, os candidatos ao Senado Márcia Bittar (PL) e Alan Rick (PL) terão de buscar outras alternativas para a disputa fora de uma composição na chapa do governador Gladson Cameli, que estará de mãos amarradas. O PP está um saco de gatos com todos se arranhando.

NOTÍCIA DE ÚLTIMA HORA

MAL ACABEI de fazer a nota acima quando me chegou a informação segura e de fonte altamente confiável, que a senadora Mailza Gomes (PP) reuniu o seu grupo, bateu o martelo e seguirá com a sua candidatura posta para buscar um novo mandato. O seu ex-chefe do gabinete, Artur Liborino, será candidato a deputado federal pelo PODEMOS. Com essa decisão, não tem mais como o governador Gladson Cameli colocar na sua chapa do Senado a Márcia Bittar (PL) ou o Alan Rick (União Brasil).

RESTA SABER

COM ESSE quadro definido, resta saber se o governador Gladson Cameli, na campanha, lhe colocará debaixo do braço ou tocará exclusivamente a sua candidatura à reeleição, já que não conseguiu lhe fazer desistir.

NÃO É EMPURRAR BÊBADO

DIRIGENTES lúcidos PP avaliam que, a sigla pode eleger um deputado federal, mas não será como empurrar bêbado ladeira abaixo. A chapa não é linear em votos.

CONTAS CORRETAS

SEGUNDO estas fontes, pelo menos três dos nove candidatos teriam de chegar ao patamar dos 15 mil votos cada, para os demais inteirar até chegar ao teto do coeficiente de 57 mil votos, e isso não é nada fácil.

NÃO TEM CONSENSO

CONVERSEI ontem com candidatos do União Brasil e REPUBLICANOS, e o que vi foi a falta de consenso para o senador Márcio Bittar (União Brasil) disputar o governo.

QUANTO MAIS CABRA, MAIS CABRITO

TOLICE a insurgência contra a candidatura do médico Fábio Rueda a deputado federal pelo União Brasil, vindo de fogo amigo, com o argumento que será privilegiado pela direção nacional. Ora, seu Zé Mané, quanto mais votos tirar, melhor para a legenda eleger mais deputados.

CONTAS DO ADVERSÁRIO

“A PERPÉTUA ALMEIDA caiu de 28 mil votos para 18 mil. O Léo de Brito caiu de 18 mil para 14 mil. E com o poder nas mãos. Agora, estão fora do poder”. Essa é a conta que fazem os apoiadores da candidatura do professor Cláudio Ezequiel (PSOL), para dizer que os diabos já não são tão feios como pintam, e que não assustam como antigamente. Apostam no fato de Ezequiel ter se projetado na greve dos professores.

CHAMEGO TARDIO

O ativista político Tião Bruzugu é um gozador nato, puxou um pouco do pai, o saudoso Martins Bruzugu. “O JV tá com um chamego comigo da porra. Eu queria esse cuidado nos últimos 20 anos, quando nunca fui abençoado”, disparou na sua fina ironia.

O OTIMISMO DO PETECÃO

“NUNCA disputei uma eleição tão fácil como essa para o governo, não sou de me enganar”. A afirmação é do candidato a governador, senador Sérgio Petecão (PSD).

UM NOME QUE DISPUTA

UM CANDIDATO QUE disputa com chance uma das vagas de deputado estadual, na forte chapa do PSD, é o ex-deputado Heitor Junior (PSD). Quando foi deputado, ele nunca abandonou os pacientes com hepatites.

FOI TUDO COMBINADO

A SAÍDA do Normando Sales (PSDB) para ser candidato a deputado federal pelos tucanos, foi tudo combinado com o prefeito Tião Bocalom. Tanto é assim que o Bocalom vai lhe apoiar, e deverá se engajar na sua candidatura. Em terra de muro baixo, tudo se sabe em pouco tempo.

UM TRABALHO BEM FEITO

ESTIVE observando algumas ruas recuperadas pelo prefeito Bocalom, e os serviços foram de qualidade, inclusive, com abertura para o escoamento das águas. Críticas têm de ser feitas, mas reconhecimento, também.

NA CHAPA DO PT

O EX-VEREADOR Marcelo Macedo deverá disputar uma vaga de deputado estadual, na chapa do PT. Marcelo é um quadro extremamente qualificado e soma na boa política.

FATO CONSUMADO

DEPUTADO Jenilson Leite (PSB) para governador e Jorge Viana (PT) para senador, deverá ser a chapa da federação dos partidos de esquerda. Fora isso, é ilação política.

VIRA UMA BAGUNÇA

Politicamente, o REPUBLICANOS não está errado em exigir que o candidato a deputado federal Israel Milani (REPUBLICANOS) apoie a chapa majoritária defendida pela legenda. Como vai resolver a equação, já que a mãe do Israel, Vanda Milani, é candidata ao Senado na chapa do Petecão, é uma outra história. Isso vai render bafafá.

CAMPANHA MUITO FORTE

QUEM está com uma campanha muito forte e bem organizada na região do Alto Acre, é o ex-secretário municipal de Brasiléia, Tadeu Hassem, que terá o apoio da irmã e prefeita Fernanda Hassem, além dos Milanis.

VAI PARA O SEGUNDO TURNO

Só ou com aliados, não tenho a menor dúvida de que ainda num cenário de poucos partidos ao seu lado, o governador Gladson estará num eventual segundo turno.

TOLICE SEM TAMANHO

VEJO como uma tolice sem tamanho observações de que o Gladson, com a perda de aliados, não chegará ao segundo turno. Tem algo que pesa a ser favor, o carisma.

FRASE MARCANTE

“Deus ama o mundo por intermédio de nós”. Santa Tereza de Calcutá.

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas

Copyright © 2021 ac24Horas.com - Todos os direitos reservados

error: Conteúdo protegido!