Conecte-se agora

Ministério Público intensifica atendimento no Parque de Exposições

Publicado

em

Um levantamento feito pelo Grupo Especial de Apoio e Atuação para prevenção e resposta a situações de emergência ou estado de calamidade devido à ocorrência de Desastres (GRPD) mostrou que, na primeira semana em que o Procurador e coordenador do GRPD Oswaldo D’Albuquerque Lima Neto, promotores e servidores do Ministério Público do Estado do Acre, passaram a atuar no Parque de Exposições foram realizados mais de 100 atendimentos às famílias atingidas pela cheia do rio Acre, em Rio Branco.

O Parque concentra o maior número de desabrigados e a maioria das ocorrências envolve casos de violência doméstica e questões ligadas à infância e juventude, o que não limita a atuação do grupo, que entre os vários atendimentos, prestou assistência a um idoso que estava sem comer porque não tinha condições de se dirigir ao refeitório improvisado no local. Na quarta-feira (1), uma mulher não foi assassinada pelo marido porque o MP/AC interviu e acusado foi encaminhado ao presídio.

O coordenador do Grupo explica que, quando a demanda não pode ser revolvida pelo Ministério Público, a Instituição tem tido a preocupação de levar a pessoa para ser atendida pelo órgão competente. “Nós já levamos pessoas para a Defensoria Pública, conseguimos até realizar acordo extrajudicial”, acrescenta.

Durante visita à estrutura do MP/AC montada no abrigo, o governador Tião Viana disse que a iniciativa tem ajudado a reduzir o sofrimento de quem precisa recomeçar. “Essa ação desencadeada pelo Ministério Público do Acre é de fundamental importância para que os anseios da população neste momento difícil sejam alcançados”, destacou.

Um dos prejuízos para quem foi afetado pela enchente foi a perda e extravio de documentos. Por isso, foi enviado um ofício ao Tribunal de Justiça do Acre para que as ações do Projeto Cidadão fossem realizadas no abrigo. “A gente percebe que, quando as pessoas procuram o Ministério Público no abrigo, elas acreditam que aquela é a última chance de resolver o seu problema. Em outros momentos, percebemos que elas querem apenas ser ouvidas. Mesmo que a gente não consiga resolver tudo, nós sabemos que é importante que todos que nos procuram sejam atendidos”, disse o promotor Almir Fernandes Branco.

Nesta sexta-feira (2) iniciou o atendimento em regime de plantão também nos finais de semana, das 20 h às 02 h da madrugada. A escala montada garante a continuidade dos serviços e a presença de pelo menos um promotor de Justiça. O resultado do primeiro dia de atendimento foi satisfatório. “Foram feitas cinquenta abordagens e nas rondas ouvimos as pessoas dizerem que, pela primeira vez desde que chegaram lá, conseguiram dormir à noite. Nós conseguimos garantir que as regras de convivência fossem respeitadas e transmitir uma sensação de segurança para os desabrigados”, destacou o coordenador do Grupo.

Atuação do GRPD será permanente, garante Patrícia Rêgo

O Grupo Especial de Apoio e Atuação para Prevenção e Resposta a situações de emergência ou estado de calamidade devido à ocorrência de Desastres (GRPD) foi criado pela Procuradora-Geral de Justiça, Patrícia de Amorim Rêgo. Segundo ela, inicialmente se pensou em criar um grupo provisório, mas agora a intenção é fortalecer e aprimorar as ações. “O GRPD não é para atuar apenas quando houver enchente, mas diante dos eventos da natureza que podem ocorrer a qualquer momento e numa frequência bem maior do que esperamos. Ao mesmo tempo em que as águas estão baixando estão surgindo outros problemas, por isso, decidimos que o nosso trabalho deve ser permanente”, disse a Procuradora ao justificar a criação do grupo.

O GPRD é coordenado pelo procurador de Justiça Oswaldo D´Albuquerque Lima Neto e composto pelos promotores Francisco Maia Guedes, Almir Fernandes Branco e Mariano Jeorge de Sousa Melo (Infância e Juventude), Rita de Cássia Nogueira Lima (Habitação e Urbanismo), Meri Cristina Amaral Gonçalves (Meio Ambiente), Gláucio Ney Shiroma Oshiro (Direitos Humanos).

As ações desenvolvidas no Parque para prestar apoio aos desabrigados estão sendo possíveis também graças à atuação dos servidores, que de forma espontânea, se colocaram à disposição para ajudar.

Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Conectar

Deixe uma resposta

Acre

Acre já tem 19 cidades vacinando pessoas de 18 anos contra Covid-19

Publicado

em

Dos 22 municípios acreanos, pelo menos 19 já estão imunizado pessoas acima de 18 anos contra os efeitos da Covid-19. Até esta segunda-feira, 26, só os municípios Bujari, Jordão e Porto Acre não constam vacinando o público mais jovem amparado pela campanha de vacinação.

O feito só foi possível após a chegada de mais doses da vacina contra o novo coronavírus destina a essa faixa etária. À reportagem do G1 no Acre, a prefeitura de Bujari informou que só deverá iniciar a vacinação aos mais jovens a partir desta terça-feira (27).

O município de Santa Rosa do Purus foi o que primeiro a ampliar a imunização às pessoas acima de 18 por conta da pouca procura pelas doses.

Rio Branco começou nesta segunda a vacinar esse público em 12 pontos de vacinação, que funcionam das 8h às 16. Até o momento, o estado recebeu 686.170 doses de vacinas e aplicou 442.500. Desse total, 329.826 para a primeira dose, 104.216 da segunda e 8.458 dose única.

Continuar lendo

Acre

Acre registra mais uma morte e 35 novos casos de Covid-19

Publicado

em

A Secretaria de Estado de Saúde do Acre (Sesacre) em boletim divulgado na tarde desta segunda-feira, 26, informou o registro de 35 novos de infecção por coronavírus, sendo seis confirmados por exames RT-PCR e 29 resultados de testes rápidos, fazendo com que o número de infectados salte para 86.987 nas últimas 24 horas.

Uma notificação de óbito foi registrada nesta segunda, fazendo com que o número oficial de mortes por Covid-19 suba para 1.797 em todo o estado. O óbito era de uma moradora de Cruzeiro do Sul, M.G.S., de 58 anos, que deu entrada no dia 4 de julho, no Hospital Regional do Juruá.

Até o momento, o Acre registra 237.616 notificações de contaminação pela doença, sendo que 150.621 casos foram descartados e 8 exames de RT-PCR seguem aguardando análise do Laboratório Central de Saúde Pública do Acre (Lacen) ou do Centro de Infectologia Charles Mérieux. Pelo menos 83.122 pessoas já receberam alta médica da doença, enquanto 29 seguem internadas até o fechamento deste boletim.

Os dados da vacinação contra a Covid-19 no Acre podem ser acessados no Painel de Monitoramento da Vacinação, disponível no endereço eletrônico: http://covid19.ac.gov.br/vacina/inicio. As informações são atualizadas na plataforma do Ministério da Saúde (MS), ficando sujeitas a alterações constantes, em razão das informações inseridas a partir de cada município.

Continuar lendo

Acre

Gerente de loja assaltada no Juruá diz que 190 atendido em Rio Branco favorece o crime

Publicado

em

O gerente de uma loja assaltada no último sábado, 24, no bairro Aeroporto Velho, na cidade de Cruzeiro do Sul, Wilson Perim, reclama que o direcionamento das ligações do 190 para Rio Branco, que por sua vez  aciona a base de Cruzeiro do Sul, atrasa a ação da Polícia Militar e favorece o crime e as fugas.

Ele relata que a Polícia Militar estava há menos de 2 quilômetros da loja na hora do crime, mas apareceu no local cerca de 10 minutos depois de ser acionada. Ele conta  que a ligação para o 190 foi atendida em Rio Branco, que acionou as guarnições de Cruzeiro.

“Esse tempo que se perde entre ligação de Cruzeiro do Sul para Rio Branco e depois de volta pra Cruzeiro favorece o crime, os bandidos e a fuga deles. Fui assaltado 2 vezes em 9 meses e agora o prejuízo foi de R$ 36.800. Os policiais na hora da ligação estavam posicionados na escola Juscelino Kubitschek, a menos de 2 quilômetros da loja. Se houvesse rapidez nessa comunicação, os assaltantes poderiam ser pegos em flagrante , pois os assaltantes ficaram aproximadamente 6 a 8 minutos na loja”, desabafa preocupado.

No vídeo é possível ver  os assaltantes renderem uma cliente e duas vendedoras e sendo agressivos com uma das funcionárias da loja, que é mantida presa pelo pescoço pelo criminoso.

O comandante do Centro Integrado de Segurança Pública – CIOSP Acre, tenente-coronel Casagrande, explica que a mudança trouxe um ganho para os usuários,  já que a central na capital tem um efetivo maior para atender as ligações e repassar os casos para cada município.

Segundo ele, esse sistema será modificado com a chegada de smartphone, que serão destinados para as guarnições de Cruzeiro do Sul, quando o intermediário será eliminado. “O Ciosp atenderá em Rio Branco e passará a ocorrência direto para as guarnições de Cruzeiro do Sul por meio dos smartphones sem passar por uma base, como ocorre atualmente. Os aparelhos estão sendo  adquiridos”, relata.

Veja o vídeo:

Continuar lendo

Acre

Idosos encaram longas filas para realização da prova da vida no Acre

Publicado

em

Na manhã desta segunda-feira, 26, a agência do Bradesco, localizada na região central, registrou longas filas, em Rio Branco. A fila reúne dezenas de pessoas, muitos deles idosos, que desciam a rua Arlindo Leal.

As longas filas ocorrem devido a suspensão desde março por conta da pandemia da covid-19, da prova de vida para aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) que foi retomada no 1º de junho. No Acre, são esperados cerca de 100 mil beneficiários para passar pelo procedimento.

O objetivo é evitar fraudes e pagamentos indevidos, garantindo a manutenção do benefício. Desde março de 2020, a exigência da prova de vida estava suspensa pelo INSS por causa da pandemia.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas