Conecte-se agora

Suicídio político

Publicado

em

O deputado Manoel Moraes (PSB) nega ter prometido ao governador Tião Viana que não lançaria candidato a prefeito de Xapuri. Reafirmou que o PSB lançará Wagner Menezes para disputar a prefeitura. “Apoiar o prefeito Bira (PT) é hoje um suicídio político”, dispara Moraes.

Plena convicção

Manoel Moraes diz ter plena convicção de que o PT não reelege o prefeito Bira Vasconcelos.

Alerta ao governo

Moraes criticou a empresa responsável pelo programa “Rua do Povo” no bairro Laranjal, em Xapuri, que com a última chuva forte, por falta de mais bueiros, alagou as casas da área.

Cair na real

No seu jeitão tranqüilo, Manoel Moraes fez outra crítica: “o PT não está num bom momento político no interior para ficar querendo ser cabeça de chapa em todos os municípios”.

Caçoletas milagrosas

As “caçoletas” do Nepomuceno Carioca são condenadas por adversários, mas fazem milagres. A rebeldia do presidente do PRP, Julinho, durou um dia, ontem, voltou declarar o amor à FPA.

Desde a chupeta

E a declarar que é Marcus Alexandre (PT) para a PMRB, desde que este chupava chupeta.

Sobre Tarauacá

Amigo que visita muito Tarauacá contava ontem que a candidatura a prefeito de Chagas Batista (PCdoB) não foi para o vinagre, que ele mudou muito, e já aglutina muitos apoios.

Tio guloso

É que o mal do outro candidato da FPA, Rodrigo Damasceno (PT), é ser guiado pela popa igual canoa de motor de rabeta pelo tio Raimundinho Damasceno, empresário guloso por obras.

Até papel higiênico

E que com Rodrigo na prefeitura, o tio Raimundinho, vai vender do alfinete ao foguete.

Início da retirada

O deputado Eduardo Faria (PCdoB) deu entender ontem na Aleac que, a candidatura Perpétua Almeida (PCdoB) à PMRB não é irrevogável e, nem o PCdoB vai quebrar a unidade da FPA.

Bom entendedor

Para um bom entendedor a fala de Eduardo Faria é o primeiro reconhecimento que o PT ganhou a queda de braço e Marcus Alexandre será aclamado o candidato da FPA à PMRB.

Papel de presidente

Não se pode criticar Eduardo Faria por tentar levar até o limite do tolerável a candidatura a prefeita de Perpétua Almeida, como presidente municipal, se não o fizesse, prevaricaria.

Não é assim

O presidente da Aleac, deputado Élson Santiago (PP), contesta existir consenso em Plácido de Castro para a escolha do médico Roney Firmino (PT), e que a escolha se dará numa pesquisa.

Bem claro

Santiago já externou sua posição ao governador Tião Viana e, seu candidato é João Lessa (PT).

Bobagem gigante

É bobagem os vereadores da base do prefeito Nilson Areal rejeitarem por birra política as contas da ex-prefeita Toinha Vieira (PSDB), pois, isso não a impede de disputar a prefeitura.

Só assim

Para Toinha Vieira ser alcançada pela “Lei da Ficha Limpa” teria que ser condenada por um tribunal colegiado, e isso não é o caso de uma condenação política pelos vereadores.

Boa idéia

Volto a dizer que a criação de uma Universidade Estadual, proposta pelo deputado Eber Machado (PSDC), deveria ser analisada com carinho pelo governo, educação é investimento.

Não ganha

O deputado Edvaldo Sousa (PSDC) disse ter voltado de Brasiléia com a plena convicção: o candidato a prefeito José Alvanir (PT) perderá a eleição e ainda há tempo de rever o desastre.

Messias ribeiro

Na sua avaliação, somente todos apoiando Messias Ribeiro (PSDC) para prefeito, a FPA poderia fazer frente ao favoritismo do candidato da oposição, Everaldo (PMDB).

Bom projeto

Taí um bom projeto, esse do deputado Edvaldo Sousa (PSDC), que regula as cobranças nos estacionamentos. Pela matéria, o usuário só vai pagar pelo tempo usado, sem uma taxa fixa.

Casamento secreto

A aliança PSDB-PP está sacramentada e falta só ser anunciada oficialmente. Quem garante ter havido o casamento é o presidente do diretório municipal, deputado Werles Rocha (PSDB).

Aponta o vice

Pelo acordo, o PP indicará o nome para vice de Tião Bocalon (PSDB) na disputa da prefeitura.

Gostou e não gostou

O assessor do governo, Carioca, travou o seguinte diálogo com o deputado Gilberto Diniz (PTdoB), na sessão solene da Aleac: “gostei de ter ver, mas não gostei do seu discurso”.

Na base da porrada

O PCdoB vai de “Vareda” como candidato a prefeito de Capixaba. “Vareda” é igual a cavalo paraguaio, não passa do arranco. E costuma resolver suas diferenças na base da grosseria.

Nome competitivo

Já no Jordão, o PCdoB terá um candidato competitivo a prefeito, Elson faria (PCdoB).

Vão os pêsames

O blog leva seus pêsames à família do deputado Lira Moraes (PRP) pela morte de sua mãe.

A Ufac não é o mordomo
Em tese, a UFAC pode ser criticada por adotar o ENEM. Mas, não pelos acreanos serem reprovados para o curso de medicina. Só há dois culpados: a baixa qualidade do ensino nas escolas acreanas e a pouca dedicação aos livros dos nossos estudantes. É uma realidade que discursos de deputados na Aleac não irão mudar. A culpa, neste caso, não é do mordomo.

Por Luis Carlos Moreira Jorge

Blog do Crica

Hora de tirar o bode da sala 

Publicado

em

NA POLÍTICA, as decisões que possam causar alguma conturbação devem ser tomadas de imediato, porque caso contrário vira uma bola de neve e acirra os ânimos dos que têm interesses em comum. É o caso da escolha do nome do vice na chapa do governador Gladson Cameli (PP), que tem gerado uma série de confusões. 

Chegou a hora do governador exercer a sua autoridade, e anunciar o nome do seu vice. A escolha tem de ser pessoal, sem ingerência, sem conversar com partidos. Se aceitar ingerência e ganhar ficará refém de quem indicou o vice. Anuncia o nome e acaba a confusão. E não haverá nenhum tipo de reação dos aliados, porque estes têm cargos em profusão no governo e não vão jogar o leite das crianças pela janela. É hora de tirar o bode da sala.

TOTA É O VICE

DECIDIDO. O vice na chapa do senador Sérgio Petecão (PSD) ao governo será o advogado do Juruá, João Tota Filho. O PSD é o primeiro dos grandes partidos a ter chapa majoritária completa, com Petecão para governador; João Tota de vice, e Vanda Milani ao Senado.

PLANO DE GOVERNO

NO PRÓXIMO DIA 20, o senador Sérgio Petecão (PSD) estará apresentando o seu Plano de Governo, em uma solenidade prevista para a Tenda Amarela de reuniões.

BREQUE NA LEGENDA

NÃO É para o candidato a deputado federal Israel Milani (REPUBLICANOS) ficar tranquilo. Há um movimento forte no grupo do senador Márcio Bittar (União Brasil), para lhe negar registro de candidatura. Isso vai dar pano para as mangas.

PEDRA CANTADA

QUANDO coloquei no espaço que queria ver se a candidatura ao governo da turma do agronegócio era para valer, é porque não acreditava que o empresário Jorge Moura levasse avante. Dito e feito, vai pular fora.

NÃO É O MÉRITO

O JULGAMENTO previsto para amanhã no STJ diz respeito apenas aos recursos da defesa do governador Gladson para anular as provas do inquérito. Se anular não deixará de ser uma grande vitória; se o inquérito prosseguir será uma bandeira da oposição durante toda a campanha.

PROPOSTA RECUSADA

O DEPUTADO Luiz Gonzaga (PSDB) rejeitou a proposta do dirigente do PSDB, Osmir Lima, para ser candidato a deputado federal. Disse que vai para a reeleição.

VAI ACABAR NA JUSTIÇA

COMO o PSDB não quer lhe dar legenda para ser candidato a deputado federal, o deputado Luiz Gonzaga (PSDB) vai levar o caso para a justiça, para garantir o seu direito de postular a reeleição. O assunto é polêmico.

NÃO FOI PROTAGONISTA

O DEPUTADO FEDERAL Léo de Brito (PT) teve que assistir o governador Gladson ser protagonista na solenidade de aniversário de Assis Brasil, que é governado pelo prefeito petista Jerry Correia. É o preço da perda do poder.

FATO PRESENCIADO

OUVI ontem de um candidato a deputado estadual que, está impressionado com a aceitação da candidatura da senadora Mailza Gomes (PP), no eleitorado evangélico.

CANDIDATO A FEDERAL

O EX-PREFEITO de Feijó, Juarez Leitão, é um dos candidatos a deputado federal na chapa do PSD.

VOTO DESCOLADO

O ELEITOR acreano não vota colado nas candidaturas presidenciais. O voto por estas bandas é na empatia que o candidato conseguir com o eleitorado. Basta cair na graça do povão. O voto no Lula ou Bolsonaro é isolado. 

REFÉM DA MICHELLE

O PDT está refém da vereadora Michelle Melo. Se ela não for candidata a deputada federal, dificilmente, o partido elegerá alguém para a Câmara Federal. São os números.

BEM POSICIONADAS

DAS ATUAIS deputadas, a Maria Antonia (PP) e a Antonia Sales (MDB), só não retornarão para a ALEAC se ocorrer um desastre eleitoral. E, a deputada Meire Serafim (União Brasil), disputa com chance uma vaga na Câmara Federal.

PEDRA DO DESGASTE

O FATO do prefeito Tião Bocalom se recusar a recuperar as 600 ruas do programa Ruas do Povo, executado pelo governo, hoje deterioradas, é a pedra principal da sua impopularidade registrada nas pesquisas. Os moradores não querem saber se há uma judicialização, querem as ruas sem buracos, com esgoto, asfaltadas e cobram de quem se encontra como prefeito, no caso o Bocalom.

DELÍRIO FEBRIL

O PT vive o delírio febril do governador Gladson ser afastado do cargo, e o Jorge Viana ser candidato a governador. Terão que se contentar com o JV ao Senado.

DESFECHO NATURAL

O PURGATÓRIO a que o candidato Jenilson Leite (PSB) é submetido pelo PT, só vai findar quando o Jorge Viana (PT), anunciar a sua candidatura para senador, em Junho.

COM SIMONE

O MDB do estado vai com a senadora Simone Tebet (MDB) para presidente. A afirmação é do deputado federal Flaviano Melo (MDB).

DISPUTA FRONTAL

A tendência é a federação dos partidos de esquerda eleger um deputado federal. A disputa frontal pela vaga deve se dar entre os deputados federais Léo de Brito (PT) e Perpétua Almeida (PCdoB).

PROJETO PARA O ACRE

CANDIDATO ao Senado Fernando Zamora (PSC) disse ontem ao BLOG que, caso se confirme a desistência do Jorge Moura de disputar o governo, o grupo político que sustenta essas candidaturas vai se reunir para deliberação de um novo nome ao governo. “Nosso projeto é para o Acre e não para pessoas”, afirmou Zamora.

FRASE MARCANTE

“Não permita que o comportamento dos outros tire a sua paz”. Dalai Lama.

Continuar lendo

Blog do Crica

Dilza Ribeiro e João Tota, os nomes em discussão no PSD para vice na chapa de Petecão

Publicado

em

A médica Dilza Ribeiro e o advogado João Tota Filho são os nomes nas pautas de discussões dentro do PSD, para ser o vice na chapa de governador do senador Sérgio Petecão (PSD). O nome do ex-deputado Juarez Leitão chegou a ser ventilado, mas acabou descartado. Dilza é uma médica humanista, muito querida no meio da Saúde, e é mulher do Conselheiro do Tribunal de Contas do Estado, Valmir Ribeiro, que já foi deputado estadual pelo MDB. 

O advogado Tota é filho de tradicional família de políticos de Cruzeiro do Sul, seu pai João Tota foi prefeito do município e deputado federal. E, sua mãe Maria das Vitórias foi deputada estadual pelo PDS e é a primeira suplente do senador Sérgio Petecão (PSD). 

O PSD, segundo informações ao BLOG, quer definir o mais rápido possível a escolha do vice, o que completaria a chapa majoritária, que já tem a deputada federal Vanda Milani (PROS) como candidata ao Senado, cujo nome será apresentado aos candidatos a deputado, numa grande festa programada para o próximo dia 20.

CHAPAS INCOMPLETAS

NENHUM dos grandes partidos – PP, PSB, PT, MDB, PSD – tem a chapa majoritária completa com os nomes do vice, para senador e governador escolhidos.

REI DA CONFUSÃO

ENTRE os partidos, o Rei da Confusão é o PP. A senadora Mailza Gomes (PP) se fechou em copas e não diz se será candidata ao Senado ou a deputada federal, e a escolha do vice também está envolta em grande discussão.

ABANDONADA EM CANOA SEM REMO

A SITUAÇÃO da senadora Mailza Gomes (PP), segundo dirigente do partido com quem conversei, é preocupante para disputar uma vaga de deputada federal. Segundo a fonte, as grandes lideranças do PP estão comprometidas com outros candidatos. E lhe falta estrutura no governo.

O SISTEMA É BRUTO

OUVI ONTEM de uma figura importante ligada ao senador Márcio Bittar (União Brasil) que, ou o candidato a deputado federal Israel Milani (REPUBLICANOS) se enquadra e apoia a candidatura da Márcia Bittar (PL) para o Senado ou será acionado por infidelidade partidária.

SEM SAÍDA JURÍDICA

NO MOMENTO que o REPUBLICANOS fechar questão de forma oficial de uma aliança para apoiar a candidatura da Márcia Bittar (PL) ao Senado, todos os candidatos proporcionais terão de seguir o caminho traçado.

AMANTE ARGENTINA

O PT trata o candidato ao governo, deputado Jenilson Leite (PSB), como uma amante argentina, não quer nada oficial, nada de público, encontros só se for escondido.

ELEIÇÃO PARA PAPA

ATÉ PARECE que, o ex-senador Jorge Viana (PT) está disputando uma eleição para Papa, é tudo secreto, fechado entre os cardeais petistas, e ele no lenga-lenga do sai para senador ou a governador. Os tempos são outros JV.

MIRANDO OS MAIS CARENTES

O PROJETO de Renda Mínima, do deputado Daniel Zen (PT), aprovado na ALEAC, permitirá ao governo Gladson regulamentar e criar um programa de transferência de renda de forma definitiva. Não custa nada o governo desativar gastos supérfluos para adotar o programa, o combate à fome, à miséria, é mais importante que obras de fachada. O projeto chega num momento oportuno em que o Acre lidera o ranking de desemprego na Amazônia.

DISCUTO ATUAÇÃO

QUANDO se trata de avaliar o trabalho de um parlamentar deixo de lado a ideologia que defende, foco na atuação. O deputado Zen (PT) é sim um dos melhores quadros da atual composição da Assembleia Legislativa.

SEM PLANO B

O DEPUTADO FEDERAL Alan Rick (União Brasil) não tem Plano B para a eleição deste ano, mira unicamente na sua candidatura ao Senado. Se recusa a discutir a reeleição.

CUMPRIU COM SUCESSO

SEM CONFRONTOS, no estilo paz e amor, mas incisivo, o deputado Pedro Longo (PDT) cumpre com sucesso a investidura na liderança do governo na ALEAC. Todos os projetos polêmicos conseguiram ser aprovados, 

MELHOR AVALIAÇÃO

AS PESQUISAS de julho em diante é que vão dar um panorama mais real sobre as disputas para governador e senador. Todos os candidatos já terão sido homologados nas convenções regionais, e a campanha estará nas ruas.

O QUE SE SALVA

NEM CONHEÇO esse rapaz, mas acompanho o que é feito na cidade, se tivesse que destacar algum trabalho executado pela PMRB, só dá para pinçar a ação do secretário Joabe Lira, na limpeza das ruas e praças.

QUAL O PROBLEMA?

NÃO consigo ver nenhum fato que seja anormal na iniciativa do governador Gladson Cameli ter participado de um ritual xamânico com os índios para tomar ayahuasca.

ACABAR DE VEZ

A QUESTÃO DA ESCOLHA do vice da sua chapa deveria ser anunciada logo pelo governador Gladson, com um nome da sua extrema confiança, e quem quiser seguir que lhe siga. Essa disputa intestina nos bastidores da gestão, só prejudica o seu governo. Vice é escolha pessoal e ponto. Não pode terceirizar a partidos ou a deputados. O nome não precisa ter votos e nem grupo partidário apoiando, basta ser leal, mesmo porque se vota é no candidato ao governo.

PROPOSTA TUCANA

O PSDB vai chamar o deputado Luiz Gonzaga (PSDB) para lhe oferecer ser candidato a deputado federal. Posso me enganar, mas não aceitará. Tem todo um trabalho voltado para a reeleição. Sua votação puxaria mais um estadual.

CAMPANHA REDONDA

QUEM FAZ uma campanha redonda para deputado estadual na chapa do PSD, é o Jeferson Pururuca, que foi primeiro suplente de vereador e hoje é primeiro suplente de deputado estadual. A chapa do PSD tende emplacar três deputados estaduais.

NOME SEDIMENTADO

PELAS informações de fontes de dentro da bolha do poder tudo caminha para o Gladson colocar o Rômulo Grandidier de vice na sua chapa. Tem a confiança da família Cameli e se tornou num hábil articulador político. O Gladson já disse que não abre discussão sobre vice.

DÚVIDA NO GLORIOSO

CONTINUA a dúvida no Glorioso do Dr. Ulysses Guimarães sobre se a Antônia Sales vai para a reeleição de deputada estadual ou se sairá candidata a deputada federal.

COMENTÁRIO COM SABEDORIA

“NEM ganharam a eleição deste ano e já estão discutindo a sucessão de 2026. É um erro dos aliados do governador Gladson”. Comentário do ex-deputado federal Osmir Lima.

FRASE MARCANTE

“Se cuidarmos do hoje, Deus cuidará do amanhã”. Mahatma Gandhi.

Continuar lendo

Blog do Crica

Jéssica Sales diz que vem com tudo para campanha ao senado nas eleições de 2022

Publicado

em

A DEPUTADA FEDERAL Jéssica Sales (MDB), foto, garantiu ontem ao BLOG que, todos os protocolos de tratamento do câncer de mama a que vem sendo submetida estão tendo pleno sucesso, o que a colocará em plenitude física para disputar o mandato de senadora. Jéssica descarta uma candidatura que não seja a do Senado, que nas pesquisas aparece na ponta da disputa equilibrada, com os demais candidatos. Falou ainda ao BLOG que estará pronta na campanha para percorrer todo o estado na defesa das suas ideias e levar ao Senado. Para o presidente do MDB, deputado federal Flaviano Melo, a candidatura da Jéssica é assunto decidido dentro do partido, e ela só não será candidata se não quiser e, lhe vê com credencial para se eleger. Desta forma, descarta-se a hipótese de um recuo da parlamentar para disputar a reeleição, assunto que vinha sendo alvo de boatos.

ARRANHÃO POLÍTICO
ALIADOS do senador Márcio Bittar (MDB) andam resmungando contra o secretário-geral do União Brasil, Jairo Cassiano, por estar falando pelo partido, como se fosse o presidente. E, que quer ser mais real que o Rei.

ASSUNTO DE CÚPULA
PATO NOVO não mergulha fundo. Como ficará o quadro político sobre a candidatura ao Senado no União Brasil, é assunto para ser decidido entre quem tem votos, o deputado federal Alan Rick e o senador Márcio Bittar.

JOGO ESTRANHO
O REPUBLICANOS apoiará a candidatura da Márcia Bittar (PL) ao Senado. Neste caso, o candidato a deputado federal Israel Milani (REPUBLICANOS), ficará como um estranho no ninho, já que a sua mãe Vanda Milani (PROS) será candidata também ao Senado. Vai dar confusão.

INFIDELIDADE PARTIDÁRIA
NÃO SERÁ surpresa se no decorrer da campanha, caso seja flagrado pedindo votos para outra candidatura que não seja a da Márcia Bittar ao Senado, o partido acione Israel Milani por infidelidade partidária. É bom lembrar que, o presidente do REPUBLICANOS é o João Paulo Bittar, filho da candidata Márcia Bittar (PL).

O GAÚCHO JOGA DURO
SOBRE boatos que correm na cidade de que, a vereadora Michelle Melo (PDT) não será candidata a deputada federal, e quer disputar uma vaga na ALEAC, o que deixaria o PDT com poucas chances de eleger um Federal, o deputado Luiz Tchê (PDT) foi taxativo ontem ao BLOG: “o PDT não dará legenda a estadual, nem para ela e nem para o deputado federal Jesus Sérgio; com eles na chapa de Federal, nós temos chance de eleger dois deputados”. O Gaúcho joga duro.

ORELHA DE FREIRA
A VEREADORA Michelle Melo (PDT) não pode continuar com a sua tática de orelha de freira, escondendo qual a sua real intenção, se será candidata a estadual ou a federal. Até porque deixa o seu eleitorado muito confuso.

MELHORAR NAS PESQUISAS
O SENADOR Sérgio Petecão (PSD) já tirou até fotos para a campanha com a deputada federal Vanda Milani (PROS). Não há mais dúvida da sua candidatura a senadora, a dúvida é saber se ela conseguirá decolar nas pesquisas, o que até o momento não aconteceu. Está bem distante.

FORA DO JOGO
O PDT tem todo o direito de postular indicar o vice do governador Gladson Cameli, mas deve ficar só na vontade. O Gladson já disse que não discute nomes para o posto com os partidos aliados, e que a indicação é sua.

VIRA RAINHA DA INGLATERRA
CASO o Gladson não tenha o direito de escolher um vice da sua extrema confiança, é melhor nem ser candidato, pois viraria uma espécie de pau mandado dos partidos.

PIADA QUE CORRE
A piada que corre é que o Sibá Machado não foi convidado para o casamento do Lula, pelo temor de durante a cerimônia, levantar a tese de que o padre é um agente infiltrado da CIA. Não duvido nem um pouco.

NÃO É DO RAMO
DENTRO do União Brasil há um fogo amigo com labaredas altas para queimar a candidatura do médico Fábio Rueda a deputado federal, sob o argumento de que está sendo privilegiado. Como não é do ramo, tem que se acostumar com o jogo, porque sofrerá ataques na campanha por ser de fora e ser candidato apenas para ganhar um mandato.

MATANDO NA UNHA
O PT está matando o deputado Jenilson Leite (PSB) na unha. Até o momento não houve um pronunciamento oficial de que terá o apoio do PT para governador.

BELO TRABALHO
O DEPUTADO FEDERAL Alan Rick (União Brasil) faz um belo mandato, propositivo, o que lhe credencia a postular ser candidato ao Senado. E aparece bem nas pesquisas.

O PROBLEMA É OUTRO
O SEU PROBLEMA se chama Márcio Bittar, presidente do União Brasil, que quer a sua ex-mulher Márcia Bittar (PL), sendo a candidata a senadora do partido.

DADO A SER EXPLORADO
A Socorro Neri foi uma boa prefeita, isso nem se discute. Deixou a cidade mais agradável. É um dado para ser usado na sua campanha a deputada federal pelo PP.

CONTINUA CALADA
ATÉ o momento a senadora Mailza Gomes (PP) não se pronunciou de forma oficial se será candidata ao Senado ou pulará para deputada federal. Até aqui tem resistido às pressões para não tentar um novo mandato.

NÃO ME PERGUNTEM
NÃO SABEREI responder, por isso não me perguntem como o governador Gladson Cameli resolverá a situação de quem será o seu candidato a senador, vaga disputada pela Márcia Bittar (PL), Alan Rick (União Brasil) e Mailza Gomes (PP). E tem que decidir isso até o próximo mês.

PAGANDO PARA VER
TORÇO para que, os empresários do agronegócio Jorge Moura e Fernando Zamora, disputem de fato o governo e o Senado. Mas ainda estou naquela de pagar para ver o registro das chapas no TRE. Até para saber o tamanho do agro na política.

FRASE MARCANTE
“Que continuemos a nos omitir da política é tudo o que os malfeitores da vida pública mais querem”. Bertolt Brecht.

Continuar lendo

Blog do Crica

Batman e Robin, as pedras no sapato de Bittar

Publicado

em

OS BASTIDORES sempre foram mais interessantes e decisivos na política, do que o que vem a público. É onde acontecem todas as tramas e desfechos de uma disputa eleitoral. O PP, por exemplo, virou uma central de intrigas internas; envolvendo a candidatura da senadora Mailza Gomes (PP) por mais um mandato e a formação de uma frente contra o senador Márcio Bittar (União Brasil). Os principais protagonistas desta guerra surda no PP são o influente deputado José Bestene (PP) e o prefeito Tião Bocalom (PP), uma nova versão da dupla Batman e Robin para a política. Para eles, quanto mais longe o senador Márcio Bittar (União Brasil) estiver do governador Gladson Cameli, melhor. Bestene e Bocalom querem a senadora Mailza Gomes de candidata, como uma forma de impedir que a Márcia Bittar (PL) seja incluída na chapa do PP para o Senado. Não querem nem ouvir falar no sonho do senador Márcio Bittar (União Brasil) de fechar um acordo com o governador Gladson Cameli, pelo qual a Márcia Bittar seria candidata ao Senado, e o ex-marido Márcio Bittar (União Brasil), candidato do Palácio Rio Branco em 2026; numa eventual saída do Gladson Cameli para senador (caso se reeleja). A senadora Mailza, guarda a sua última pedra do tabuleiro em segredo; e com isso deixa o grupo do PP que quer a sua saída da disputa para tornar a chapa mais plural, completamente emparedada. Em meio a este vendaval se encontra o governador Gladson Cameli, impedido de avançar nas negociações, enquanto o nó da senadora Mailza Gomes (PP) não for desatado. A guerra entra a Rússia e a Ucrânia está mais calma que os bastidores do PP.

ESTAMOS DE VOLTA
DEPOIS DE UMA SEMANA, volto com o BLOG, agradecendo a todos os leitores que mandaram mensagens com indagações sobre o sumiço. De saúde, tudo maravilha, foi apenas para um breve descanso.

SEM CONVERSA COM O GLADSON
CONVERSEI ontem com o deputado federal Flaviano Melo (MDB). Embora tenha acontecido um movimento para uma reaproximação do MDB com o governador Gladson Cameli, ele descarta a possibilidade. “Com o Gladson não tem conversa”, foi textual ao BLOG. A deputada federal Mara Rocha (MDB) só não disputará o governo se não quiser, garantiu o Flaviano.

ESSE FILME EU JÁ VI
EM 2018, o PT se coligou com o PCdoB para a chapa de deputado federal, e perdeu a única vaga do partido na Câmara Federal, para a Perpétua Almeida (PCdoB). Na eleição deste ano voltam num formato da federação partidária, com os mesmos personagens. Este filme, com a deputada federal Perpétua Almeida (PCdoB) de protagonista, eu já assisti. O final infeliz do filme para o PT, pode se repetir.

O SONHO DO VELHO BOCA
TERMINAR o mandato em alta popular, disputar a reeleição e ganhar, para disputar o governo em 2026, é este o sonho político do prefeito Bocalom para o futuro.

CONTINUA NÃO COMUNICANDO
A GESTÃO do prefeito Tião Bocalom, se não é essa Coca-Cola toda, também, não é um desastre. Acontece que, ele comunica mal. E, o que aparece são as pautas negativas.

NÃO ENTENDERAM O SAMBA
NO MOMENTO que grupos se formam no governo para procurar desgastar o bom trabalho político do ex-chefe da Casa Civil, Rômulo Grandidier; longe de lhe prejudicar, tumultuam o governo do Gladson. Não entenderam o samba de que a escolha de vice é pessoal e de extrema confiança. Ou casa com o inimigo.

NÃO TEM QUE DAR SATISFAÇÃO
O GLADSON CAMELI não tem que ouvir ninguém sobre a escolha do seu vice. Não precisa de um vice de votos, mas de um vice que lhe seja leal num novo eventual governo. Vice, entendam de vez, não precisa ter votos, precisa ser leal. O resto é intriga palaciana e fuxicadas infantis.

ESSA CONTA NÃO FECHA
O PRESIDENTE DO PSDB, Correinha, não quer o deputado federal Luiz Gonzaga (PSDB) na chapa para a Assembleia Legislativa. Indo para o preto no branco, essa contabilidade do Correinha não fecha. Com o Gonzaga na chapa, abre-se a possibilidade do PSDB fazer mais deputados estaduais.

NOMES NA PAUTA
DOIS NOMES estão sendo discutidos internamente dentro do PSD para ser vice na chapa ao governo do senador Sérgio Petecão (PSD). O da médica Dilza Ribeiro (mulher do Conselheiro do TCE, Valmir Ribeiro) e o do advogado de Cruzeiro do Sul, João Tota Filho. O deputado Jenilson Leite (PSB) está descartado deste jogo.

VIGANÇA É UM PRATO QUE SE COME FRIO
QUE o PSB deu uma rasteira no PT indo para o palanque do Gladson Cameli apoiar a Socorro Neri a prefeita da capital, é uma verdade. Quando o PT faz c* doce com a candidatura do deputado Jenilson Leite (PSB) a governador, dá o troco. Vingança é um prato que se come frio.

SÓ NÃO FOI POR SER REJEITADO
O PCdoB, também, não pode criticar a camelizada do deputado Jenilson Leite (PSB) em 2018. Só não esteve no palanque do Gladson junto com o PSB, porque foi rejeitado momentos antes da convenção municipal.

SÓ A SAÚDE TIRA
HÁ UMA preocupação na cúpula do MDB com a saúde da deputada federal Jéssica Sales (MDB), porque ela tem que fazer uma cirurgia para tirar um nódulo cancerígeno, e não sabem se vai se recuperar a tempo de entrar na campanha. O MDB crê na recuperação e não tem Plano B.

VÃO DAR UM SALTO
O SENADOR Petecão (PSD) é um gigante numa campanha. Anotem para conferir: quando a campanha começar de forma oficial a candidatura da deputada federal Vanda Milani (PROS) ao Senado, e a dele, vão crescer muito.

LISA QUE NEM SABÃO MOLHADO
“NÃO sei nem quem são os candidatos ao governo”. Costuma responder a prefeita de Brasiléia, Fernada Hssem, sobre quem vai apoiar para governador. Mais lisa do que sabão molhado.

EMBAIXADINHA COM BOLA FURADA
O PRESIDENTE do PDT, Emylson Farias, faz embaixadinha com bola furada, quando diz que o partido está aberto a conversas com outras siglas para governador. Conversa fiada. O PDT vai de mala e cuia para o palanque do Gladson.

VAI ESPERAR SENTADO
O ex-senador Jorge Viana (PT) ainda nutre a esperança de ver o governador Gladson afastado do cargo por conta da Operação Ptlomeu. Acho que vai ter que esperar sentado.

É LÁ COM O ELEITOR
OS VEREADORES Emerson Jarude (MDB) e a Michelle Melo (PDT) são os grandes destaques da Câmara Municipal de Rio Branco. Jarude vai disputar vaga na ALEAC; e a Michele para a Câmara Federal. Se vão se eleger, isso é lá com o eleitor.

CONTINUA LIDERANDO
O LULA continua liderando todas as pesquisas de opinião pública para a presidência. A maior adversária do Bolonaro não é a candidatura do Lula; mas as suas atitudes de trombar com a democracia e seu autoritarismo.

SEM REFLEXO
MAS, essa preferência pelo Lula, não terá influência nem na disputa do governo e nem do Senado, no estado; porque nesta taba, se vota mais focado nos nomes do que nos partidos.

NOME PARA PREFEITO
O ex-prefeito Marcus Alexandre (PT) foi um bom prefeito de Rio Branco. Nesta eleição deverá ser um dos puxadores de votos do PT para a Assembleia Legislativa. E, será um nome do PT na próxima eleição para a PMRB.

STAND BY
O deputado José Bestene (PP) já te acertado com o prefeito Tião Bocalom apoio a uma eventual candidatura do filho Samir Bestene a deputado federal. Para isso luta pela candidatura do Alysson Bestene a vice do Gladson.

MULHERES PODEROSAS
SOCORRO NERI (PP), Meire Serafim (União Brasil), Keiliane Cordeiro REPUBLICANOS), Perpétua Almeida (PCdoB), são três candidatas fortes para deputada federal, na atual lista de candidaturas de mulheres.

FRASE MARCANTE
“NÃO ACREDITE em palavra de políticos, eles sempre voltam atrás”. Frase do anedotário político mineiro.

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas

Copyright © 2021 ac24Horas.com - Todos os direitos reservados

error: Conteúdo protegido!