Conecte-se agora

Governo manda parar obra que nem foi iniciada mas que já deveria ter sido entregue

Publicado

em

Jairo Barbosa – [email protected]

Onze dias depois de assumir o Palácio Rio Branco, o governador do Acre, Tiao Viana (PT), foi á Cruzeiro do Sul para lançar um pacote de obras na área da saúde.

Em sua primeira viagem oficial ao Vale do Juruá na condição de chefe do executivo, Tiao Viana assinou a ordem de serviço para a construção da Unidade de Pronto Atendimento (UPA), que pelo cronograma levaria oito meses para ficar pronta. O contrato foi assinado entre a Secretaria de Saúde e a empresa Negreiros Construçao  Civil, mas a obra nunca saiu do papel.

Por meses, a empresa aguardou a liberação dos recursos para cumprir o contrato, e um ano depois da assinatura da ordem de serviço, o governo determinou a paralisação da obra que se quer foi iniciada.

Pelo projeto, a UPA/Juruá, seria construída nas imediações do Porto do Buraco, uma are próxima ás margens do rio Juruá, local “condenado”pelo governador Tiao Viana, que solicitou a equipe de obras do governo, mudança do terreno para construção da unidade de saúde.

Ainda no ano passado, no final do mês de novembro, a Secretaria de Saúde expediu nova ordem de serviço para a mesma obra, que na verdade, deveria ter sido entregue três meses antes, ou seja, em agosto do ano passado.

No último dia do primeiro mês de 2012, o governo decidiu suspender a suposta execução da obra e adiou para uma data ainda desconhecida o início da construção da UPA, que na época foi orçada em R$ 4,2 milhoes de reais. A empresa chegou a pagar o seguro da obra, no valor de R$ 9 mil reais e deixou de gerar diretamente cinqüenta empregos na construção civil em Cruzeiro do Sul.

Vencedora do processo licitatório, a Negreiros Construçao aguarda uma definição do governo para começar e concluir a construção da primeira Unidade de Pronto Atendimento do Juruá, que pelo projeto teria completado em janeiro desse ano, seis meses de atendimento á população.

Acre

Mutirão de cirurgias do Acre vai atender mais de 5 mil pessoas

Publicado

em

O governo do Acre dará início nesta terça-feira, 17, ao maior mutirão de cirurgias eletivas, que pretende zerar as filas para estas causas em todo o Estado. O lançamento acontecerá na Fundação Hospital Estadual do Acre (Fundhacre), às 10h.

Com previsão de duração de 6 meses, mais de cinco mil pessoas serão atendidas com procedimentos cirúrgicos, nas especialidades de cirurgia-geral, vascular, urologia, ginecologia, cabeça e pescoço, otorrinolaringologia, mastologia e pediatria.

Para isto, a Fundhacre passou por uma série de adequações na estrutura hospitalar, como a ampliação do centro de cirurgias, com mais duas salas exclusivas para a realização da iniciativa, que passaram de 6 a 8 ambientes. Além da compra de novos equipamentos, que se deu por meio de recursos próprios, equivalentes a R$ 1 milhão.

Toda a execução do projeto é realizada mediante recursos próprios do governo do Estado, oriundos do Departamento Estadual de Trânsito (Detran-AC), no valor de R$ 15 milhões, juntamente com a emenda parlamentar do senador Márcio Bittar, no valor de R$ 10 milhões, totalizando em R$ 25 milhões.

“Nosso maior objetivo é a qualidade de vida da população, para isso estamos trabalhando junto às instituições de saúde e promovendo mutirões”, disse o governador Gladson Cameli.

Continuar lendo

Acre

Governo suspende licitação de nova maternidade na Capital

Publicado

em

A Secretaria Adjunta de Licitação publicou no Diário Oficial desta segunda-feira, 16, a suspensão do processo licitatório para construção da nova Maternidade na capital acreana. A licitação ocorreria para a contratação de empresa de engenharia para Construção de Unidade de Atenção Especializada em Saúde – Construção da Nova Maternidade.

A nova unidade de saúde que vai desafogar a Maternidade Bárbara Heliodora, onde é comum a falta de leitos para atender a demanda, foi suspensa por falta de informações da Secretaria de Saúde e da Secretaria de Desenvolvimento Urbano (Sedur), que são os órgãos demandantes da licitação.

A nova maternidade que deve ser construída na região do Segundo Distrito e deve custar cerca de R$ 95 milhões.

Continuar lendo

Acre

Duarte protocola PL que prevê isenção de ICMS para energia solar

Publicado

em

O deputado estadual Roberto Duarte (Republicanos) protocolou, na Assembleia Legislativa, o projeto de lei que veta a cobrança do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) sobre a energia solar.

Segundo o texto, não ocorrerá hipótese de incidência tributária do imposto de ICMS, em relação à energia elétrica fotovoltaica, até o limite da quantidade de energia elétrica injetada na rede de distribuição, seja qual for o montante.

De acordo com a Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar), o avanço da energia solar no estado mostra que os acreanos estão muito interessados em fontes renováveis e de menor custo. Apesar do considerável crescimento de placas solares no Acre, o estado ainda precisa de muito incentivo.

Assim, o deputado entende que se deve apoiar o acreano que decide fazer esse investimento e instala energia solar em sua casa numa tentativa de fugir das caríssimas contas de energia. “Elaborei esse projeto de Lei para defender e incentivar formas de energia limpa, como a energia solar. Permitindo e incentivando que os acreanos tenham acesso a alternativas mais baratas e limpas de energia elétrica”.

O projeto de lei segue para discussão e votação nas comissões na Aleac.

Continuar lendo

Acre

Corpo de homem é encontrado carbonizado em Rio Branco

Publicado

em

Um homem ainda não identificado de aproximadamente 27 anos foi morto a golpes de faca e teve parte do seu corpo queimado na manhã deste domingo, 15, em uma área de mata localizada no km 3 do Ramal do Açude, na região do bairro Floresta Sul, em Rio Branco. O corpo foi encontrado por populares que passavam no local e estava em cima de um colchão dentro da mata pegando fogo.

A Polícia Militar foi acionada e isolou a área para os trabalhos do perito em criminalística. Inicialmente, o Perito Thiago Martins, identificou que os criminosos mataram a vítima a golpes de faca e em seguida jogaram gasolina e atearam fogo no homem.

O corpo foi removido e encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) para os exames cadavéricos e identificação.

A polícia não soube informar a motivação do crime e no local nenhum morador quis falar sobre o ocorrido, pois a área dominada por uma organização criminosa e prevalece a lei do silêncio.

O caso segue sob investigação dos Agentes de Polícia Civil da Equipe de Pronto Emprego (EPE) da Delegacia Especializada de Investigação Criminal (DEIC).

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas

error: Conteúdo protegido!