Conecte-se agora

Deputados voltam com vontade de brigar

Publicado

em

Ray Melo,
da redação de ac24horas
raymelo.ac@gmail.com

O que seria um evento solene de abertura dos trabalhos do Poder Legislativo em 2012 se transformou num bate boca feroz entre os blocos de oposição e situação, na Assembleia Legislativa do Acre (Aleac), na manhã desta terça-feira, 1º de fevereiro.

A troca de farpas teve início após a leitura da mensagem governamental pela chefe da Casa Civil do Governo do Acre, Márcia Regina. Os oposicionistas criticaram a atual administração e o governador Tião Viana (PT), que teria chamado opositores de saqueadores de dinheiro público.

Os oposicionistas Major Rocha (PSDB) e Gilberto Diniz (PTdoB) afirmaram que os setores de saúde e segurança pública seriam precários e acusaram o pré-candidato do PT, Marcus Alexandre, de corrupção e desvio de dinheiro das obras da BR-364.

Em tom áspero, o primeiro secretário da Aleac, Ney Amorim (PT) rebateu os discurso de Rocha  e Diniz. “Eu nunca vi dois discursos tão irresponsáveis. Porque aquele Acre, citado pelos deputados de oposição, eu na conheço”, disparou Amorim.

O governista pediu a presença dos oposicionistas no plenário para que ouvissem seu discurso. “Não costumo falar de ninguém sem sua presença. Portanto, gostaria de pedir para o cerimonial convidar os deputados a comparecer no plenário”, pediu o petista.

Segundo Ney Amorim, Rocha costuma rotular os governos da FPA, de corruptos, assim como Gilberto Diniz, que para o petista desconhece totalmente a realidade do Estado.

“Sei que o desejo do nosso governador é resolver os problemas da segurança e saúde do nosso Estado. Neste ano, o PT vai responder da mesma forma os ataques que forem feitos nesta Casa. Do jeito que vier nos vamos responder”, afirma Ney Amorim.

De acordo com o parlamentar se a relação for de cordialidade, os oposicionistas irão ser tratados da mesma forma. Dando o tom do que será a disputa pela prefeitura de Rio Branco, Amorim comparou o embate a um jogo de futebol.

Quem conhece linguagem de futebol, sabe do que estou falando. “O jogo será igual ao da macaca. Do pescoço pra baixo tudo é canela”, mandou o recado em tom de ameaça aos opositores, o petista Ney Amorim.

“Estamos preparados para todo e qualquer debate nesta casa. Marcus Alexandre também foi citado como corrupto, mas ele não é o que a oposição diz. O Marcus é um jovem dinâmico, que desempenhou um  trabalho competente a frente da BR-364”, enfatiza Amorim.

Os assessores do governo que estiveram presentes ao plenário aplaudiram os discurso de defesa dos governistas Astério Moreira (PRB), Eber Machado (PSDC), Edvaldo Souza (PSDC) e Ney Amorim (PT).

Nos bastidores, as pessoas que assistiam à primeira sessão do ano, destacaram que o evento  virou um palanque politico para oposição e situação, que trocaram ataques e defenderam seus pontos de vista, sobre a política do Estado.

Anúncios
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Conectar

Deixe uma resposta

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas