Conecte-se agora

Sobe para 13 o número de crianças indígenas mortas no Acre e assunto tem grande repercussão em nível nacional

Publicado

em

Ray Melo,
da redação de ac24horas
raymelo.ac@gmail.com

A morte de crianças indígenas em Santa Rosa está repercutindo em nível nacional. Mesmo com a intervenção do Ministério da Saúde (MS), subiu para 13 o número de óbitos por suspeita de rotavírus nas comunidades indígenas na região do município.

Segundo os números apresentado pelo MS, 70 casos de crianças com vômito e diarréia foram notificados até esta sexta-feira, 20. Os municípios atingidos pela doença, já são três. Santa Rosa, Manoel Urbano e Sena Madureira apresentaram casos.

Servidores ligados a área de saúde informaram que duas crianças teriam sido trazidas para a capital. F.N.A., de 10 meses, e A.S.F.K., de um ano e nove meses, estariam internados com risco de morte. As duas crianças são do município de Santa Rosa do Purus.

Pelas informações do MS, as mortes foram de crianças com idade entre um mês e um ano e quatro meses. Elas ocorreram nas aldeias de Novo Repouso, Nova Família, Nova Morada, Nova Fronteira, Cidade Nova, Novo Marinho, Canamarí, Nova Moema, Porto Rico e Nova Vida.

A contaminação teria ocorrido entre os dias 1º de dezembro do ano passado e início de 2012. Os sintomas são os mesmos: febre alta, vômito e diarreia. Até o momento não se tem confirmação laboratorial das causas das mortes.

Autoridades ligadas ao Governo do Acre não se pronunciaram sobre as mortes nem apresentaram explicações sobre o surto da doença misteriosa que vem atingindo as aldeias indígenas do Vale do Purus.

Anúncios
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Conectar

Deixe uma resposta

Bombando

Anúncios

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Leia Também

Mais lidas