Conecte-se agora

“Candidatura própria do PMDB é em caráter irreversível e vamos disputar”

Publicado

em

Jornal A Tribuna

Ele é acriano nascido em Cruzeiro do Sul e criado em Rio Branco, foi bancário, sindicalista, secretário municipal de Administração da Prefeitura de Rio Branco [administração de Jorge Viana], precursor da modernização do Departamento Estadual de Trânsito (Detran), secretário estadual de Segurança Pública e deputado estadual e federal pelo PT.

Este é Fernando Melo, advogado, 53 anos, e o nome mais forte que o PMDB pretende apresentar como candidato a prefeito de Rio Branco, uma alternativa à sucessão do prefeito Raimundo Angelim [PT].

Fernando Melo concedeu entrevista exclusiva ao jornal A TRIBUNA, onde fala que é possível governar a cidade com ousadia e determinação. Afirma que sua candidatura é irreversível e que o PMDB é um partido que conta com o vice-presidente da República, seis ou sete ministros de Estado, e que, portanto, tem todas as condições de garantir uma governabilidade orçamentária.

Confira os principais trechos da entrevista:

CANDIDATO

A política é para quem gosta de servir. Na verdade, entendo que política é uma doação que as pessoas individualmente fazem à sociedade. Eu sempre desejei disputar uma eleição para o Poder Executivo e nunca me foi permitido, já que dentro do meu ex-partido são “convidados” os que disputam eleições majoritárias. Tenho predileção para o executivo. Tenho uma boa experiência acumulada e estou disposto, agora dentro de um partido democrático, a realizar o meu sonho antigo. Fui convidado pelo então colega deputado, Flaviano Melo, a retornar ao PMDB e assim o fiz. Fui muito bem recebido e encontrei dentro da direção partidária uma vontade enorme de colocar o 15 na rua. Existe um consenso de que time que não joga, perde torcida. Portanto, e considerando ainda a inflação de candidatos (três), acho impossível o 15 não estar na disputa esse ano.

O PROJETO

Com a ajuda e sugestão da Fundação Ulisses Guimarães estamos preparando uma estratégia de construção de um programa de governo para Rio Branco. O PMDB, através da Fundação e do diretório municipal de Rio Branco, vai ouvir e debater, inicialmente com a família peemedebista, e depois com a comunidade, buscando a sua opinião e o seu apoio. O PMDB, o maior partido do Brasil, tem definido claramente 15 bandeiras que são os nossos princípios. Por exemplo, entendemos que a felicidade é direito de todo cidadão e lutaremos no campo político pela busca incessante da felicidade. Ao final desse processo de debate interno e externo, apresentaremos a toda comunidade um projeto concreto do desafio que é o de administrar a maior cidade do Estado, que abriga quase a metade da população acriana.

INCLUSÃO SOCIAL

A Segurança Pública, dentro dos nossos planos, está incluída no eixo que trata do desenvolvimento e inclusão social. Pela vasta experiência que possuo nessa área, tenho muito a contribuir. Segurança Pública também se faz com inclusão social. O Acre é um dos Estados onde os índices de desigualdades se equiparam aos Estados mais pobres do Nordeste. Para ter uma ideia da gravidade do problema, metade da nossa população recebe do Governo Federal ajuda financeira dos vários programas de transferência de renda. Em razão desse e de outros indicadores, é que temos a maior taxa de pessoas presas, segregadas da sociedade, do Brasil. Isso é uma vergonha, pois a Frente Popular, depois de mais de uma década não conseguiu sequer amenizar o problema. A prefeitura de Rio Branco, com toda sua estrutura, vai ajudar nesse segmento, com certeza.

ORÇAMENTO E EMENDAS

Rio Branco tem quase a metade da população do Estado e conta com apenas 10% do orçamento estadual. Pouco mais de R$ 400 milhões ao ano é o que a Prefeitura dispõe para atender as suas demandas. Temos que buscar no orçamento da União, recursos para ajudar a melhorar os nossos investimentos. Somente de emendas individuais, poderemos trazer muitos recursos. Quando era deputado federal, não observei no Prefeito Angelim uma dedicação eficiente para sensibilizar os parlamentares para destinação de emendas para nossa cidade. Eu mesmo colocava emendas para Rio Branco espontaneamente.

Quando prefeito, espelhar-me-ei no prefeito Vagner Sales, que é o campeão de emendas entre todos os prefeitos do Estado. Outro fato importante que temos de lembrar, é que o PMDB faz parte do Governo Federal, o vice-presidente da República é do partido, e temos de seis a sete ministros indicados pelo nosso glorioso PMDB. Isso ajuda muito.

Quem me conhece sabe que tenho uma boa relação em Brasília e conto com a ajuda do senador Sérgio Petecão (PSD), Flaviano Melo (PMDB), Gladson Cameli (PP), Marcio Bittar (PSDB), Antonia Lúcia (PSC) e de todos os demais. Irei pessoalmente conversar com nossa bancada e colocarei uma pessoa exclusivamente em Brasília para cuidar dos projetos de interesse de Rio Branco.

UNIÃO DAS OPOSIÇÕES

O PMDB, através de seus dirigentes, analisa a conjuntura política, assim como as regras eleitorais, ou seja, temos que jogar com o regulamento. A eleição na Capital pode acontecer em dois turnos, nas demais cidades não. Assim, o entendimento do PMDB e dos demais lideres de oposição em Rio Branco, é que devemos lançar vários candidatos, com o compromisso de união num eventual segundo turno. Já no interior, vamos buscar a unidade e apresentar apenas um nome que possa ser bem aceito pela população, ganhar simpatia, agregar e governar em favor de toda sociedade municipal. A oposição tem esse propósito e esse compromisso.

EXPERIÊNCIA

Penso que se administra com mais eficiência aquilo que conhecemos. A minha experiência profissional como advogado e economista, minha experiência de banco, de executivo na prefeitura, no Estado e nos parlamentos estadual e federal, me dão segurança. Posso, com tranquilidade, chegar junto aos nossos eleitores e convencê-los de que posso servi-los agora como prefeito.

PREFEITO DE RUA

A cidade de Rio Branco precisa de um gestor mais presente, pessoalmente, botar a cara no enfrentamentos de seus problemas. Serei um “Prefeito de Rua” e estarei permanentemente com meus assessores conhecendo e enfrentado os problemas de nossa cidade. As pessoas vão me ver diariamente nas ruas trabalhando a todo vapor, de manga arregaçada.

SEM VOLTA

Parceria só existe na prática. Acredito que o diálogo entre o prefeito Vagner Sales, do PMDB, com o governado Tião Viana, foi apenas institucional. Os eleitos têm a obrigação de juntos trabalharem pela cidade e pelo Estado. O Vagner é um político muito experiente e um dos incentivadores de minha candidatura, portanto, afirmando concretamente: não existirá retrocesso em nenhuma hipótese. Sou pré-candidato à prefeitura de Rio Branco e ponto final.

A REVERSÃO

Vejo na questão do saneamento incompetência, descaso e irresponsabilidade. Como um projeto político consegue passar 13 anos no poder e não enfrentar esse problema da água em Rio Branco de modo consequente. Água e esgoto devem ser tratados como coisa sagrada pelo agente público. O Estado não deu conta nem de resolver o problema no interior e agora se arvora a resolver o problema da Capital. Milhões de reais do Governo Federal foram aplicados e o problema não foi sanado. Na época do Mauri Sérgio na Prefeitura, nem a conta de seu próprio consumo o Estado pagou. Pasme, durante os sete anos do prefeito Angelim eles também não pagaram um talão de água sequer. Uma verdadeira irresponsabilidade. Algo sério está por traz dessa reversão.

COLIGAÇÃO

Já temos o PSD, do senador Petecão, como aliado e estamos numa conversa franca com o PP, de Gladson Cameli, além de outras conversas que temos com partidos. A hora é de articulação. Os partidos da nossa coligação nunca serão tratados com partidos de baixo clero. Todos serão respeitados. Vamos ganhar a eleição juntos e juntos vamos governar.
“Candidatura própria do PMDB é em caráter irreversível e vamos disputar”“Candidatura própria do PMDB é em caráter irreversível e vamos disputar”

 

Acre

Adolescente que matou a tia no Acre é internada em pousada

Publicado

em

Escoltada por investigadores comandados pelo delegado Railson Ferreira, da Delegacia Geral de Polícia, a adolescente M.K, de 14 anos, foi conduzida na tarde desta quarta-feira, 26, para Rio Branco, onde já se encontra em regime de internato na Pousada Mocinha Magalhães, à disposição da justiça.

Ela foi apreendida depois de matar a facadas a própria tia, Maria Antonieta Abreu de Souza, de 39 anos, na casa onde morava, no bairro Esperança, na cidade de Feijó, interior do Acre.

O delegado Railson fez questão de descartar que o crime tenha relação com rituais satânicos. “Foi um crime passional, previamente planejado”, disse a autoridade.

Depois ter matado a tia, a jovem teria trocado de roupas e saído para tomar sorvete na praça da cidade. Em seguida, se entregou no quartel da PM.

Levada para a Delegacia Geral de Polícia, foi interrogada e relatou tudo com riquezas de detalhes ao delegado Railson Ferreira, que ficou surpreso diante da frieza da garota.

Durante as investigações e buscas, a polícia encontrou um caderno de anotações, onde M.K tinha feito várias anotações sobre morte. Depois de interrogar a acusada, o delegado representou pela internação da menor infratora, cujo mandado só saiu no início da tarde desta quarta, sendo imediatamente transferida para a Pousada Mocinha Magalhães, na capital. “A Polícia Judiciária praticamente já concluiu os trabalhos, faltando apenas alguns pequenos detalhes”, concluiu Railson Ferreira.

Continuar lendo

Acre

Duarte é contra suspensão de sessões: “Não há justificativa”

Publicado

em

O deputado estadual Roberto Duarte (MDB) declarou ao ac24horas, na tarde desta quarta-feira, 26, que é contra a resolução da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa do Estado do Acre (Aleac) que decidiu suspender as sessões presenciais em decorrência do surto de Covid-19 e H3N2.

De acordo com o parlamentar, a resolução assinada pelos membros do parlamento acreano é arbitrária, haja vista que não houve uma consulta aos demais deputados. “Sou extremamente contrário. A gente ver o pessoal da saúde, educação, segurança e a Aleac tá retroagindo. O Deputado tem que tá trabalhando e ouvindo as reivindicações da população, essa foi uma uma decisão da Mesa Diretora da casa”, explicou.

Duarte considera que a medida deveria ter sido tomada em consenso com os demais parlamentares. Além disso, o emedebista acredita que o aumento no número de casos não justifica a suspensão das sessões plenárias. “Essa decisão deveria ser tomada em plenário. Não existe justificativa no momento, existe um grande número de infectados, mas os hospitalizados são poucos. Os que estão vacinados precisam fazer o estado avançar. Sou contra o fechamento das instituições públicas e das iniciativas privadas, precisamos fortalecer a economia”, comentou.

Por fim, o parlamentar adiantou que realizará as sessões remotas no hall da Assembleia Legislativa. “Quem quiser ficar em casa que fique”, encerrou.

Continuar lendo

Acre

Aleac suspende sessões presenciais e retorna trabalho remoto

Publicado

em

Nesta quarta-feira, 26, a Mesa Diretora da Assembleia Legislativa do Acre (Aleac), baixou a Resolução n° 33/2022, que altera o plano de retorno às atividades presenciais da Casa, suspendendo as sessões presenciais e retomando as remotas em decorrência do aumento no número de infectados tanto pela Covid-19, como pela H3N2.

De acordo com o artigo 2° da Resolução, ficam determinados que o retorno dos trabalhos das sessões ordinárias, extraordinárias, reuniões das comissões permanentes e temporárias, serão feitas em formato remoto (home office), em horários regimentais, às terças-feiras e quartas-feiras.

O trabalho remoto já se inicia após o recesso parlamentar, no caso, dia 1° de fevereiro e vai até o dia 28 do mesmo mês, podendo ser ampliado por um período maior caso o número de infectados siga aumentando.

A Mesa Diretora destaca que o presente ato tem por objetivo estabelecer medidas para fins de prevenção à infecção e à propagação da Covid-19 na Aleac, de modo a preservar a saúde dos deputados, servidores, colaboradores e visitantes. “Será assegurado o funcionamento das atividades parlamentares e legislativas para garantir o exercício das competências constitucionais da Assembleia Legislativa, em atendimento das demandas da Instituição”, diz trecho da nota.

Atualmente, o Acre tem confirmado diariamente mais de 500 casos por dia, tendo registrado 938 novos casos de Covid-19 e 3 mortes em decorrência da doença. Somente em 2022, já morreram 9 pessoas em todo o território acreano.

Continuar lendo

Acre

Brasiléia firma parceria para asfalto e revitalização de rodoviária

Publicado

em

Na manhã de quarta-feira, 26, em Brasileia, a prefeita Fernanda Hassem se reuniu com o secretário de estado de infraestrutura do Acre (SEINFRA) Cirleudo Alencar, onde juntos realizaram o anúncio da parceria para os investimentos no município. A reunião foi realizada no gabinete da prefeita com a presença dos vereadores Elenilson Cruz, Jorge da Laura e do secretário de finanças Tadeu Hassem. 

A prefeita Fernanda Hassem, o secretário Cirleudo Alencar e suas equipes percorreram os cinco bairros que irão ser beneficiados com a massa asfáltica e estiveram vistoriando a rodoviária que será revitalizada.

“Mesmo no inverno o nosso governo tem trabalhado e tendo responsabilidade com todo o estado, estamos aqui na ponta sendo recebidos pela equipe gestora de Brasiléia e trazendo um investimento na ordem de R$ 1.800.000,00. Na parceria vamos estar beneficiando 5 bairros, isso mostra transparência, responsabilidade com a coisa pública e economia”, anunciou o secretário da SEINFRA, Cirleudo Alencar. 

O valor total de massa asfáltica que será disponibilizada para a prefeitura de Brasiléia, são: Mil e quinhentos metros de asfalto e setecentos toneladas de CBUQ. 

A prefeita Fernanda recebeu a notícia com muita alegria e esperança para que consiga realizar o trabalho. “Eu recebo com o coração muito grato e cheio de esperança, esse período é muito delicado tanto para o governo quanto para o município por conta do inverno e a população sofre muito. Por esse motivo convidei o secretário e sua equipe para visitarmos as ruas e ver a forma para iniciar com maior agilidade a operação tapa buracos. Aqui em Brasiléia nós somos movidos pelo trabalho e é importante que as instituições se deem as mãos”, destacou a prefeita Fernanda Hassem. 

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas

error: Content is protected !!