Conecte-se agora

Rolo compressor do governo petista não funciona e reversão do Saerb provoca polêmica

Publicado

em

Ray Melo,
da redação de ac24horas
raymelo.ac@gmail.com

A reversão do Serviço de Água e Esgoto de Rio Branco (Saerb) continua causando polêmica aos vereadores de Rio Branco. Na manhã desta segunda-feira, 26, dia em que o projeto seria votado em sessão extraordinária na Câmara Municipal, [poder que continua sem sede] o constrangimento e mal estar eram visíveis na fisionomia dos parlamentares e funcionários da autarquia que dividiam espaço no auditório da Funasa.

O “rolo compressor” do Governo do Acre, anunciado pelo assessor especial, Francisco Nepomuceno (o Carioca), que chegou a ligar para o vereador Cabide (PTC), para dizer que não precisa de seu voto, não funcionou. Mesmo com o acordo firmado na última sexta-feira, quando aconteceu uma reunião do governador com os parlamentares mirins, onde Viana e Angelim teriam assinado a carta compromisso, a votação foi travada mais uma vez.

Num espaço de 30 minutos, um vereador teria recebido três ligações de um empresário de comunicação, que estaria fazendo lobby em favor da proposta de Tião Viana. No nervosismo era evidente na expressão dos representantes das administrações estadual e municipal, que compareceram para acompanhar a votação. Nem mesmo a tropa de choque do governo conseguiu  fazer a proposta ir a votação da parte da manhã.

Segundo o vereador Marcelo Jucá (PSB) estaria havendo algumas controvérsias em algumas cláusulas, sobre a reversão. Um dos pontos que voltou a ser contesta seria sobre a terceirização. Os oposicionistas alegam que o artigo do projeto, abre precedentes para a privatização do Saerb. Os parlamentares dizem ainda, que o governo não teria anexado a carta compromisso no projeto, como havia prometido.

Por volta de 10h da manhã de hoje, os boatos que circulavam no local improvisado para as sessões dos vereadores, seria que o governador Tião Viana, já teria nove votos garantidos, que mesmo alguns oposicionistas votando contrários a reversão do Saerb, a votação aconteceria de forma tranqüila. As previsões foram derrubadas com o início dos trabalhos, já que os oposicionistas se negaram a entrar no plenário.

A perspectiva é que a o projeto seja votado até o final da tarde de hoje.

Anúncios
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Conectar

Deixe uma resposta

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas