Conecte-se agora

Justiça condena ex-prefeito Carlinhos e mais dois pela morte de vereador Pinté

Publicado

em

Era 00h12 desta sexta-feira (11) quando a juíza Marina Rozinete terminou de ler a sentença dos réus Carlos César Araújo [Carlinhos do PSB, ex-prefeito], Maria da Conceição [ex-vereadora], Jonas Prado [ex-chefe de gabinete] e José Antônio, vulgo Zezão [pistoleiro], qualificados nos autos pela formação de um consórcio para assassinar o ex-vereador Fernando José da Costa, o Pinté, no dia 01 de maio de 2010, crime tipicamente qualificado e com recursos que dificultaram a defesa da vítima.

Após mais de duas horas de votação e quatro dias de julgamento, o Conselho de Sentença decidiu pela condenação de 16 anos e 3 meses dos réus: Carlinhos do PSB e Jonas Prado e de 15 anos e 8 meses de José Antônio, o Zezão. Maria da Conceição, mãe do ex-prefeito foi absolvida, embora os jurados tenham entendidos por maioria que ela teve participação no consórcio.

A culpabilidade de Carlos César de Araújo [o Carlinhos] foi considerada de grau elevado.  Ele era prefeito e conhecia a vítima que era presidente da Câmara. Segundo a sentença individual lida pela juíza Maria Rozinete, era lhe exigível conduta adversa à praticada. Além de ser condenado a 16 anos e 3 meses de reclusão o ex-prefeito ainda pagará uma indenização de  R$ 15 mil à família da vítima.

A Jonas Prado foi qualificada uma conduta violenta. Foi ele, no entendimento dos jurados, quem contratou o crime e combinou com os demais condenados, como seria a morte do ex-vereador Pinté. Por ser chefe de gabinete da prefeitura de Acrelândia, sua conduta foi considerada desfavorável. Ele vai cumprir 16 anos e 3 meses de reclusão e pagar R$ 10 mil à família da vítima.

Mesmo com a absolvição de Maria da Conceição, a família do ex-prefeito reclamou de injustiça. No final do julgamento, o pai do prefeito, Paulo Cesar de Araújo, disse que seu filho e Jonas Prado são inocentes e deveriam ter sido liberados.

– Todos são inocentes, eu lamento a decisão, não foi feita justiça desde o início da investigação – disse o pai do prefeito.

A promotora Maria Fátima disse que a missão do Ministério Público foi cumprida. “A cidade de Acrelândia clamava por esse julgamento e com nossa convicção pedimos a condenação de todos os envolvidos”, disse. A promotora Joana D’arc comentou que na votação foi reconhecida a participação de Maria da Conceição no crime, “porém no quesito seguinte, quando foi perguntado se absolve? ela ganhou por 4 x 3”, acrescentou Joana D’arc. A promotora disse que houve contradição na votação dos quesitos.

O advogado de defesa Sanderson Moura entrou com recurso com base no artigo 593, inciso III e alíneas a,b,c e d do Código Penal. Ele disse que gradativamente vem sendo feita justiça no julgamento de seus clientes. “Eu tenho cinco clientes, dois deles já estão em liberdade e agora os jurados reconheceram a inocência do terceiro, vamos pedir a anulação desse julgamento e conseguir libertar os demais”, garantiu Sanderson.

Vitória, irmã de Carlinhos do PSB, ficou inconformada com o julgamento.

O clima ficou bastante tenso no momento de saída dos réus na volta para o presídio Francisco de Oliveira Conde, em Rio Branco. Vitória [foto ao lado], irmã do ex-prefeito, desabafou e clamou por justiça emocionando quem ainda estava presente na Comarca. Ela foi consolada por parentes.

Do lado de fora da Comarca, manifestantes iniciaram uma carreata pela cidade com direito a fogos e torcida organizada com gritos de Pinté!
Cobertura do julgamento foi feita pelo repórter Jairo Carioca
Fotos: Jairo Carioca/ac24horas 

Leia mais sobre assuntos relacionados:
>>> Carlinhos chora e diz que acusação contra ele é política 

>>> Começa julgamento dos suspeitos pelo assassinato do vereador Pinté

>>> Depoimento de Cirino é o mais esperado no julgamento de Pinté; pode haver acareação

>>> Exclusivo: depoimento de faxineira colocou grupo de Carlinhos do PSB atrás das grades 

>>> Réus começam a ser interrogados no Fórum de Acrelândia no 3º dia de julgamento do caso “Pinté”

>>> Interrogatório de Jonas Prado é interrompido por troca de farpas entre acusação e defesa

>>> “Hoje o voto não é para prefeito. Não estamos aqui fazendo opções políticas. Quando a política entra pelo Tribunal, a Justiça pula pela janela”

>>> Acrelândia parou para assistir o final do julgamento de acusados pela morte do vereador Pinte


Acre

Emurb enfrenta protesto por atraso em pagamentos de caçambeiros

Publicado

em

Por falta de pagamento, caçambeiros que prestam serviços para a Emurb realizaram um protesto na Usina de Asfalto do órgão na manhã deste sábado, 27.

De acordo com um dos profissionais que preferiu não se identificar, há reclamação por conta de readequação do preço dos combustíveis que não teria sido cumprido pelo órfão municipal, além do atraso no pagamento.

“Pagamento do mês passado tá atrasado e eles não cumpriram com o trato sobre o aumento do combustível”, declara.

Os caçambeiros trabalharam na pavimentação do Ramal das Cinco Mil localizada na estrada para Porto Acre.

Continuar lendo

Acre

Advogado é preso ao acusar delegado de comprar droga

Publicado

em

A delegacia de polícia de Sena Madureira foi palco de uma ocorrência nada inusitada nesta sexta-feira, 26. O advogado Arthur Braña foi preso ao afirmar para o delegado Marcos Frank compra drogas de seus clientes e depois mandava os prender. O advogado também acusou o delegado de bater em mulheres.

Um vídeo registrou o momento das acusações do advogado e o momento em que o delegado faz as acusações. “Compra droga dos meus clientes e depois prende os caras. Que porra é essa?”, diz Braña.

O delegado deu voz de prisão e arbitrou uma fiança estimada em 2 mil reais, que Braña se negou a pagar. A reportagem não conseguiu contato com o advogado.

Continuar lendo

Acre

Whendy Lima será transferido de UTI aérea para Goiânia

Publicado

em

Após ter apresentado grau de estabilidade nos últimos dias, o deputado estadual do Acre Whendy Lima (PSL), de 39 anos, deverá ser transferido por Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) aérea para a cidade de Goiânia, em Goiás, ainda neste sábado (27). A transferência de estado foi uma opção da própria família do parlamentar após serem informados de que em Rio Branco não há vaga de UTI disponível no Hospital Santa Juliana.

Os familiares desejavam tirá-lo da Fundação Hospitalar do Acre (Fundhacre) e levá-lo ao Santa Juliana, no entanto, não encontraram leitos. Em Goiânia, ele ficará internado numa unidade do Hospital Albert Einstein.

Ainda não se sabe o horário exato em que um avião deverá sair com o deputado. O é filho do vereador N. Lima, de Rio Branco, e foi internado em estado grave após sofrer Tromboembolismo pulmonar PEP, complicação possivelmente desencadeada após uma cirurgia bariátrica.

O parlamentar sofreu uma piora em seu quadro de saúde e teve de ser intubado por volta das 4 horas da manhã da última terça-feira na capital acreana. A cirurgia foi realizada também em Rio Branco no último sábado (20). Lima, está em seu segundo mandato como deputado no Acre.

O tipo de complicação que ele sofreu trata-se de um quadro grave que ocorre quando um trombo (coágulo) se solta, viaja pelo organismo e se aloja em uma das artérias do pulmão, obstruindo o fluxo de sangue.

Continuar lendo

Acre

Audiência vai discutir implantação do Gás Natural Veicular no Acre

Publicado

em

Com o preço dos combustíveis cada vez mais alto, quem mais sente o efeito desse custo é quem trabalha com o transporte de cargas e pessoas. Taxistas e motoristas de aplicativos veem cada dia mais a renda diminuir ou ter que aumentar o turno de trabalho para conseguir pagar as contas.

Uma alternativa para diminuir os custos de quem roda muito é o GNV, sigla de Gás Natural Veicular, que já existe em muitos estados do país, e é um combustível usado na forma gasosa. Como a queima do GNV é mais lenta do que a gasolina, a economia em alguns estados chega a 60% de diferença.

Os pontos negativos para o uso do GNV é a necessidade de implantação de um equipamento específico que vai diminuir a capacidade do porta malas com a instalação de cilindros de gás. O custo não é barato e varia de 3,5 a 5 mil reais.

O Acre é um dos estados do país onde ainda não há a oferta de GNV. Pelo menos, por enquanto. Nesta semana, um grupo de taxistas se reuniu com o deputado estadual Pedro Longo (PV), presidente da Comissão de Defesa do Consumidor e líder do governo, para discutir a realização de uma audiência pública para tratar do tema.

“Saímos da reunião muito satisfeitos e temos a certeza que pode ser uma coisa importante para o Acre. Nós que trabalhamos com transporte de pessoas e rodamos muito sabemos como tem sido difícil com o atual preços dos combustíveis. Já entramos em contato e temos empresas dispostas a vir para o Acre. Queremos ampliar essa discussão”, afirma José Júnior, taxista.

A expectativa é que a audiência pública aconteça na volta do recesso parlamentar.

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas