Conecte-se agora

Julgamento do caso Pinté começa nesta segunda-feira, em Acrelândia, em clima de revolta

Publicado

em

Faixas e cruzes preta foram fixadas nos canteiros centrais em Frente ao Fórum da Comarca de Acrelândia, município localizado cerca de 100 km da capital. Foram várias as manifestações registradas durante todo o sábado encabeçadas pelo grupo: Amigos de Pinté. Entre os manifestantes, Pamela Costa [Foto de capa]  filha do vereador  assassinado no dia 01 de maio era uma das mais emocionadas. Ela segurou o tempo inteiro uma grande faixa preta com a palavra: Justiça. Uma grande carreata foi realizada nas principais ruas da cidade. Há informações de que os advogados de defesa dos réus infiltraram informantes no movimento, na tentativa de flagrar testemunhas de acusação participando do ato.

Na cidade que tem pouco mais de 11 mil habitantes, localizada no nordeste do estado do Acre, não se fala em outra coisa a não ser no julgamento. A juíza Maria Rozinete requisitou segurança e reforço do policiamento durante os dias de julgamento. Por medidas de segurança, entre os dias 07 e 11 o atendimento ao público e os prazos processuais estão suspensos. A informação é da assessoria de imprensa do TJ.

MANIFESTANTES DURANTE A PASSEATA REALIZADA NA MANHÃ DE SÁBADO

Quem senta no banco dos réus:

Carlos César Nunes de Araújo [o Carlinhos do PSB] era prefeito da cidade de Acrelândia e é acusado de comandar a formação de um consórcio de R$ 30 mil,que foi  investido na organização criminosa que culminou com o assassinato do vereador Pinté. Segundo a acusação, Pinté revelaria no dia 03 de maio provas de desvio de recursos de mais de R$ 1,8 milhão, do Fundeb. O ex-vereador que era presidente da Câmara iria pedir a instalação de uma CPI. Carlinhos foi cassado do cargo em fevereiro de 2011.

Maria da Conceição da Silva Araújo [ex-vereadora] e mãe de Carlinhos Araújo. Ela é acusada de fazer parte do consórcio formado para matar o vereador Pinté, comandando as ações de dentro da Câmara Municipal, onde exercia o cargo de primeira secretária.

 

Jonas Vieira Prado, ex-chefe de gabinete do prefeito Carlinhos Araújo. É um dos homens mais frios do grupo. Por ele, segundo a acusação, passavam todos os comandos da operação de desvio de recursos do Fundeb, assim como, da organização criminosa que culminou com o assassinato do vereador Pinté.

 

José Antonio da Silva [o Zezão] é acusado de efetuar os disparos que tirou a vida do ex-vereador do Município, Fernando José da Costa, o “Pinté”.

Jhonata Alves da Silva e Ivando da Silva Lang também serão ouvidos, eles fazem parte do mesmo processo que respondem a vereadora Maria da Conceição da Silva Araújo e o ex-secretário Jonas Vieira Prado.

Segundo informações da assessoria de imprensa do Tribunal de Justiça, os réus responderão pela prática dos crimes tipificados no Código Penal art. 121, § 2º, incisos I (vingança/mediante recompensa), II (emboscada/ recurso que dificultou a defesa do ofendido) e V (para garantir a execução, a ocultação, a impunidade ou vantagem de outro crime). 20 testemunhas serão ouvidas. Elas ficarão incomunicáveis durante todo o julgamento.

Já os réus José Valcir da Silva e Joaba Carneiro da Silva (ex-secretários do Município) foram impronunciados por falta de provas. Desta forma, foram revogadas suas prisões preventivas.

O assassinato:

O presidente da Câmara Municipal de Acrelândia (AC), Fernando José da Costa (PP), foi morto a tiros, na noite de sábado do dia 1º de maio de 2010. De acordo com a acusação, ele teria sido abordado por dois homens em uma moto quando chegava em casa. Pinté foi atingido por pelo menos seis tiros.

Partes do Processo:

Autor: Ministério Público do Estado do Acre/ Acrelândia
Autor: Maico Silva dos Santos
Réu: Carlos Cezar Nunes de Araujo
Advogado: Sanderson Silva de Moura
Advogado: Luccas Vianna Santos
Advogado: Joao Arthur Silveira
D. Público: Gerson Boaventura de Souza
Réu: Maria Conceição Nunes de Araújo
Advogado: Sanderson Silva de Moura
Advogado: Luccas Vianna Santos
Advogado: Joao Arthur Silveira
D. Público: Gerson Boaventura de Souza
Réu: Jonas Vieira Prado
Advogado: Sanderson Silva de Moura
Advogado: Luccas Vianna Santos
Advogado: Joao Arthur Silveira
D. Público: Gerson Boaventura de Souza
Réu: José Antônio da Silva
Advogado: Sanderson Silva de Moura
Advogado: Luccas Vianna Santos
Advogado: Joao Arthur Silveira
D. Público: Gerson Boaventura de Souza

Jairo Carioca – da redação de ac24horas
[email protected] 

 

 

Acre

Sem óbitos, Acre registra oito novos casos por Covid-19

Publicado

em

A Secretaria de Estado de Saúde do Acre (Sesacre) informou nesta sexta-feira, 26, o registro de oito casos do coronavírus, elevando o número de infectados para 88.200, em todo o Acre.

Segundo o boletim, não foi registrado nenhum óbito nesta sexta-feira, 26 de novembro, fazendo com que o número oficial de mortes por Covid-19 mantivesse em 1.846 em todo o estado

Até o momento, o Acre registra 250.565 notificações de contaminação pela doença, sendo que 162.352 casos foram descartados e 21 exames de RT-PCR seguem aguardando análise do Laboratório Central de Saúde Pública do Acre (Lacen) ou do Centro de Infectologia Charles Mérieux. Pelo menos 86.136 pessoas já receberam alta médica da doença, sendo que 5 seguiam internadas até o fechamento deste boletim.

Continuar lendo

Acre

Banco da Amazônia realiza webinar on-line sobre pecuária verde

Publicado

em

O Banco da Amazônia promoverá um grande Webinar para o pré-lançamento do produto financeiro Pecuária Verde, que acontecerá por meio de evento on-line em seu canal do YouTube, no dia 29/11/2021 (segunda-feira), às 10horas (horário de Brasília).

Segundo o Diretor de Gestão de Recursos e Portfólio de Produtos e Serviços, Luiz Otávio Monteiro Maciel”, este novo produto financeiro favorece a inovação, a sustentabilidade e a lucratividade e tem exatamente os ingredientes das oportunidades que hoje batem à porta da pecuária

No evento, será apresentado o produto na sua fase piloto, suas condições operacionais e seu direcionamento para a indução da aplicação de práticas e tecnologias que elevam a produção da pecuária na região Norte e, ao mesmo tempo, geram serviços ecossistêmicos, melhorando a rentabilidade do ciclo produtivo do pecuarista.

O projeto do produto financeiro verde foi desenvolvido em colaboração com um amplo consórcio de instituições a partir da seleção do Banco pelo projeto Finanças Brasileiras Sustentáveis (FIBRAS), uma cooperação dos governos da Alemanha e do Brasil, que patrocinou as consultorias especializadas e ainda contou com o apoio da Agência Francesa de Desenvolvimento.

Serviços:

Banco da Amazônia

Coordenadoria de Comunicação

Contato para mais informações:

Ruth Helena Lima (91-98568/7003)

Continuar lendo

Acre

No Acre, não haverá saída de reeducandos no período do Natal

Publicado

em

O juiz Hugo Torquato, titular da Vara de Execução de Penas no Regime Fechado, do Tribunal de Justiça do Acre (TJAC), informou nesta sexta-feira, 26, que não haverá saída temporária para nenhum reeducando do Acre.

Segundo o magistrado, no Acre não existe estabelecimento prisional para o cumprimento do regime semiaberto, de modo que os condenados que cumprem pena nesse regime já permanecem em prisão domiciliar, monitorados por meio de tornozeleira eletrônica.

“Não faz sentido qualquer preocupação, portanto, quanto aos efeitos de uma decisão de saída temporária no nosso estado, porque essas pessoas já não estão segregadas em estabelecimentos prisionais”, explicou o magistrado.

Portanto, é importante frisar que o Judiciário acreano não vai esvaziar os estabelecimentos prisionais no Natal. Não haverá decisões judiciais autorizando saídas temporárias, porque esse benefício não é cabível aos sentenciados ao regime fechado.

Continuar lendo

Acre

Familiares de presos fecham ponte em Sena cobrando volta das visitas

Publicado

em

Familiares e mulheres de presos fecharam nesta sexta-feira, 26, a ponte de Sena Madureira, interior do Acre, exigindo a volta das visitas nas unidades prisionais do estado, que estão suspensas desde o último dia 17 de novembro.

As imagens e vídeos foram enviados por internautas do ac24horas. A suspensão de visitas nos presídios ocorre devido à paralisação dos policiais penais, que estão em um movimento pela aprovação da Lei Orgânica que regulamenta a categoria.

O projeto foi enviado no último dia 8 para a Casa Civil depois de passar por reformulação pelo grupo de trabalho criado pelo governo do Acre, em julho do ano passado, no entanto, o PL segue parado na Assembleia Legislativa do Acre (Aleac), que consequentemente decidiram suspender o banco de horas.

Os policiais penais afirmam que o projeto não contempla todas as pautas deles, como equiparação de salários com as outras forças de Segurança, incorporação da gratificação aos salários e passá-los para nível superior.

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas