Conecte-se agora

Julgamento do caso Pinté começa nesta segunda-feira, em Acrelândia, em clima de revolta

Publicado

em

Faixas e cruzes preta foram fixadas nos canteiros centrais em Frente ao Fórum da Comarca de Acrelândia, município localizado cerca de 100 km da capital. Foram várias as manifestações registradas durante todo o sábado encabeçadas pelo grupo: Amigos de Pinté. Entre os manifestantes, Pamela Costa [Foto de capa]  filha do vereador  assassinado no dia 01 de maio era uma das mais emocionadas. Ela segurou o tempo inteiro uma grande faixa preta com a palavra: Justiça. Uma grande carreata foi realizada nas principais ruas da cidade. Há informações de que os advogados de defesa dos réus infiltraram informantes no movimento, na tentativa de flagrar testemunhas de acusação participando do ato.

Na cidade que tem pouco mais de 11 mil habitantes, localizada no nordeste do estado do Acre, não se fala em outra coisa a não ser no julgamento. A juíza Maria Rozinete requisitou segurança e reforço do policiamento durante os dias de julgamento. Por medidas de segurança, entre os dias 07 e 11 o atendimento ao público e os prazos processuais estão suspensos. A informação é da assessoria de imprensa do TJ.

MANIFESTANTES DURANTE A PASSEATA REALIZADA NA MANHÃ DE SÁBADO

Quem senta no banco dos réus:

Carlos César Nunes de Araújo [o Carlinhos do PSB] era prefeito da cidade de Acrelândia e é acusado de comandar a formação de um consórcio de R$ 30 mil,que foi  investido na organização criminosa que culminou com o assassinato do vereador Pinté. Segundo a acusação, Pinté revelaria no dia 03 de maio provas de desvio de recursos de mais de R$ 1,8 milhão, do Fundeb. O ex-vereador que era presidente da Câmara iria pedir a instalação de uma CPI. Carlinhos foi cassado do cargo em fevereiro de 2011.

Maria da Conceição da Silva Araújo [ex-vereadora] e mãe de Carlinhos Araújo. Ela é acusada de fazer parte do consórcio formado para matar o vereador Pinté, comandando as ações de dentro da Câmara Municipal, onde exercia o cargo de primeira secretária.

 

Jonas Vieira Prado, ex-chefe de gabinete do prefeito Carlinhos Araújo. É um dos homens mais frios do grupo. Por ele, segundo a acusação, passavam todos os comandos da operação de desvio de recursos do Fundeb, assim como, da organização criminosa que culminou com o assassinato do vereador Pinté.

 

José Antonio da Silva [o Zezão] é acusado de efetuar os disparos que tirou a vida do ex-vereador do Município, Fernando José da Costa, o “Pinté”.

Jhonata Alves da Silva e Ivando da Silva Lang também serão ouvidos, eles fazem parte do mesmo processo que respondem a vereadora Maria da Conceição da Silva Araújo e o ex-secretário Jonas Vieira Prado.

Segundo informações da assessoria de imprensa do Tribunal de Justiça, os réus responderão pela prática dos crimes tipificados no Código Penal art. 121, § 2º, incisos I (vingança/mediante recompensa), II (emboscada/ recurso que dificultou a defesa do ofendido) e V (para garantir a execução, a ocultação, a impunidade ou vantagem de outro crime). 20 testemunhas serão ouvidas. Elas ficarão incomunicáveis durante todo o julgamento.

Já os réus José Valcir da Silva e Joaba Carneiro da Silva (ex-secretários do Município) foram impronunciados por falta de provas. Desta forma, foram revogadas suas prisões preventivas.

O assassinato:

O presidente da Câmara Municipal de Acrelândia (AC), Fernando José da Costa (PP), foi morto a tiros, na noite de sábado do dia 1º de maio de 2010. De acordo com a acusação, ele teria sido abordado por dois homens em uma moto quando chegava em casa. Pinté foi atingido por pelo menos seis tiros.

Partes do Processo:

Autor: Ministério Público do Estado do Acre/ Acrelândia
Autor: Maico Silva dos Santos
Réu: Carlos Cezar Nunes de Araujo
Advogado: Sanderson Silva de Moura
Advogado: Luccas Vianna Santos
Advogado: Joao Arthur Silveira
D. Público: Gerson Boaventura de Souza
Réu: Maria Conceição Nunes de Araújo
Advogado: Sanderson Silva de Moura
Advogado: Luccas Vianna Santos
Advogado: Joao Arthur Silveira
D. Público: Gerson Boaventura de Souza
Réu: Jonas Vieira Prado
Advogado: Sanderson Silva de Moura
Advogado: Luccas Vianna Santos
Advogado: Joao Arthur Silveira
D. Público: Gerson Boaventura de Souza
Réu: José Antônio da Silva
Advogado: Sanderson Silva de Moura
Advogado: Luccas Vianna Santos
Advogado: Joao Arthur Silveira
D. Público: Gerson Boaventura de Souza

Jairo Carioca – da redação de ac24horas
jscarioca@globo.com 

 

 

Anúncios
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Conectar

Deixe uma resposta

Bombando

Anúncios

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Leia Também

Mais lidas