Conecte-se agora

MEC quer uma hora a mais de aula por dia nas escolas

Publicado

em

O Ministério da Educação (MEC) vai solicitar no Congresso Nacional a alteração da Lei de Diretrizes e Bases para que a jornada escolar no ensino básico seja acrescida de uma hora ao dia. Se aprovada a determinação, o ano letivo passará a contar com 1.000 horas anuais, ao invés das 800 horas praticadas atualmente. Assim, os estudantes terão 5 horas de aula por dia – atualmente, são 4 horas.

As informações foram divulgadas pela secretária de Educação Básica, Maria do Pilar Lacerda. Segudno Pilar, a proposta é um contraponto à sugestão do próprio MEC de aumentar em 20 dias o ano letivo.

“O ministro (Fernando Haddad) havia me solicitado uma reunião com os representantes de diversos setores ligados à educação e houve um consenso de que seria mais efetivo aumentar a carga horária diária ao invés de ampliar os dias dentro da sala de aula”, diz a Pilar. De acordo com a secretária, participaram da reunião, professores, membros de sindicatos, gestores, alunos e pesquisadores, além de dois parlamentares: o deputado Lelo Coimbra (PMDB-ES) e a deputada Fátima Bezerra (PT-RN).

A expectativa do MEC é que o documento com a proposta de ampliação da jornada escolar seja entregue à Câmara dos Deputados dentro de 15 dias. “Depois disso, teremos que esperar os ritos da Câmara e do Senado. Não acredito que isso seja aprovado neste ano”, diz.

Histórico – Em setembro, o MEC apresentou pela primeira vez a proposta de ampliar de 200 para 220 o número de dias letivos. Haddad apontou um estudo coordenado pelo secretário executivo da Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência da República, Ricardo Paes de Barros, que sugere que o aumento de dez dias no ano letivo pode elevar o nível de aprendizado em até 44% no período de um ano.

Veja Online

Anúncios
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Conectar

Deixe uma resposta

Acre

Ifac abre seleção de docentes de Francês para aperfeiçoamento

Publicado

em

O Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (Conif) lançou, nesta quinta-feira (21/1), um edital para seleção de professores de francês para participação no curso Animer des classes virtuelles – Mode d’emploi. A formação, a distância e gratuita, está prevista para ocorrer entre os dias 8 e 12 de fevereiro, com aulas de 1h30 de duração.

As inscrições podem ser feitas até dia 4 de fevereiro de 2021, por meio de um formulário eletrônico (acesse aqui). A seleção será feita por sorteio e a chamada pública irá selecionar 15 professores ativos permanentes ou substitutos de Francês da Rede Federal e com, no mínimo, nível intermediário de proficiência em francês. Os requisitos completos de participação estão disponíveis no edital.

A chamada pública é resultado da parceria do Conif com a Embaixada da França no Brasil.

Acesse o edital

Continuar lendo

Acre

Marcello Moura diz que “toque de recolher” é uma medida necessária

Publicado

em

Presidente da Acisa diz que momento é de cautela para evitar prejuízos ao comércio e o colapso do sistema de Saúde

O presidente da Associação Comercial (Acisa), Marcello Moura considera necessária a medida anunciada pelo governador Gladson Cameli, na manhã desta sexta-feira, 22, sobre o início do “toque de recolher” das 22h às 6h.

Para Marcello Moura, com o avanço dos casos e das mortes, é preciso que medidas sejam tomadas, para evitar o colapso do sistema de Saúde.

“É uma medida que, no primeiro momento, parece ser ruim para alguns setores do comércio, mas quando levamos em consideração o aumentos dos casos de Covid-19, percebemos que o momento é de medidas que possam contribuir para diminuir o contágio. Nós acreditamos que, todos unidos, logo estaremos retornando à normalidade”, afirmou.

Afirmando que o momento é de união de todas as entidades e o Poder Público, para evitar um colapso do Sistema de Saúde, Marcello Moura lembra que é preciso agir agora, para evitar mais prejuízos ao comércio.

“Já temos o início da vacinação. Mas tudo está apenas começando. Precisamos nos unir e buscar alternativas para evitar prejuízos aos comerciantes e a nossa economia. Com a colaboração de todos, tenho certeza que em breve estaremos com nosso comércio funcionando dentro da normalidade”, disse.

Continuar lendo

Acre

Acre tem 258 novos casos e mais duas mortes por Covid-19

Publicado

em

Em boletim divulgado na tarde desta sexta-feira, 22, a Secretaria de Estado de Saúde do Acre (Sesacre), informou 258 novos casos de infecção por coronavírus no Acre. Destes, 72 casos confirmados são de exame de RT-PCR e 186 por testes rápidos. O número de infectados subiu de 45.729 para 45.987 nas últimas 24 horas.

Até o momento, o Acre registrou 130.353 notificações de contaminação pela doença, sendo que 83.098 casos foram descartados e 1.268 exames de RT-PCR seguem aguardando análise do Laboratório Central de Saúde Pública do Acre (Lacen) ou do Centro de Infectologia Charles Mérieux. Pelo menos 39.095 pessoas já receberam alta médica da doença, enquanto 159 pessoas seguem internadas.

Mais dois óbitos foram notificados nesta sexta-feira, 22, sendo todos do sexo feminino, fazendo com que o número oficial de mortes por Covid-19 suba para 846 em todo o estado.

Continuar lendo

Acre

Falta de transparência deixa Acre no fim da tabela de vacinação

Publicado

em

A falta de transparência das 22 prefeituras do Acre, em relação à vacinação do coronavírus, fez com que o Estado ficasse nos últimos lugares no ranking de vacinação contra à Covid-19 no Brasil.

Segundo o site Coronavírus Brasil, que monitora o número de casos, óbitos, testagem e a vacinação, o Acre vacinou desde terça-feira, 19, até esta sexta-feira, 22, somente quatro acreanos.

No entanto, esse número de vacinação é bem maior, já que na maioria dos municípios [Rio Branco, Cruzeiro do Sul, Mâncio Lima e Tarauacá] já começaram a vacinação contra à Covid-19.

Até esta sexta-feira, 22, o Brasil contabilizou mais de 200 mil brasileiros vacinados contra à Covid-19.

Com 41 mil doses, o Acre deu o pontapé inicial na vacinação pela manhã da última terça-feira, 19, com a vacinação do idoso José Marcelino de Oliveira, de 85 anos, que foi a primeira pessoa a receber a imunização da CoronaVac no Acre.

Além dele, outras três pessoas também receberam as primeiras doses da vacina. Foram elas: a enfermeira Maria José Monteiro, 66 anos, a enfermeira indígena Elza Severino da Silva Manchineri e a técnica em enfermagem Raimunda Gomes do Nascimento, 69 anos.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas