Conecte-se agora

6ª Conferência Estadual de Saúde foi marcado com a votação das propostas para o novo quadriênio 2011 a 2014

Publicado

em

Palestras, debates, criação de novas propostas para serem aplicas no Sistema Único de Saúde (SUS) nos próximos anos, além da votação dos delegados que irão participar da etapa nacional, foi o que ocorreu durante os quatros dias da 6ª Conferência Estadual de Saúde, que teve seu encerramento na sexta-feira, 7.

No ultimo dia foi lida a Carta do Acre que ressalta o objetivo da Conferência em defesa pelo SUS, assegurando ao povo brasileiro os seus direitos, constitucionalmente, sendo dever do Estado garantir o acesso de todos que precisam do sistema, tornando 100% público. Após a leitura da carta foi aberto uma plenária para que todos votassem se concordavam ou não com seu conteúdo.

Os delegados que foram selecionados das Conferências Municipais de Saúde, agora na etapa estadual, criaram 70 propostas que foram votadas em plenário, sendo estas desenvolvidas em grupos durante os quatros dias de reunião, e serão estabelecidas durante os próximos anos com intuito de melhorar a qualidade no acesso ao SUS e as condições de trabalhos dos profissionais de saúde, entre outras.

Também foram votadas 35 propostas a serem defendidas na Conferência Nacional de Saúde, além da eleição de 40 delegados, sendo 20 do seguimento dos usuários, 10 dos gestores e 10 dos trabalhadores em saúde, escolhidos para representar o Acre em Brasília.

Segundo a secretária de Estado de Saúde, Suely Melo, a Conferência ocorreu de forma pacífica e dinâmica. “O que estava previsto foi alcançado, pois houve a participação ativa dos delegados e podemos perceber que todos abraçaram a idéia em ampliar a qualidade e acessibilidade ao SUS, com novas diretrizes a serem trabalhadas nos esferas Estaduais, Municipais e Nacional”, comenta.

A conferência contou com a participação de usuários, profissionais de saúde, prestadores de serviços de saúde, gestores, acadêmicos e os delegados das etapas municipais, totalizando mais de 500 pessoas durante os dias do evento.

De acordo com o coordenador da Conferência, Franklin Lima, “essa foi uma oportunidade de avaliarmos quais são as falhas no SUS, aprimorar o que já esta dando certo e criar novos planos e ações em saúde. Quem participou pode ver a força que tem esse enorme plano de saúde que é o SUS em nosso país, no qual cerca de 90% da população brasileira utiliza o sistema, mostrando que apesar de algumas dificuldades é o que mais oferece serviços de saúde ao povo”.

A estudante do 8ª período de enfermagem, Noemi Lopes, participou pela primeira vez de uma conferência em saúde e se beneficiou de vários aprendizados durante esses dias.

“Nessa minha participação aproveitei ao máximo o que foi debatido aqui. A forma democrática que de como são estabelecidas diretrizes para uma nova gestão em saúde era desconhecida pra mim, eu não sabia como eram feitam as leis ou regras, mas agora, próxima de concluir a faculdade, irei para o mercado de trabalho sabendo como são elaboradas e regidas as regras para a construção de uma política em saúde”, destaca Noemi.

O agente em endemias e delegado do município de Jordão, Márcio Oliveira, explica que a conferência tanto em nível estadual quanto municipal é muito esperada para a sua realização. “Aqui pude expor todas as necessidades do município em pauta para que os gestores possam nos atender e assim levarmos uma saúde de qualidade com profissionais e equipamentos adequados a população de Jordão”.

Conheça como foram iniciadas as Conferências em Saúde
As conferências têm 76 anos de existência, cumprindo o disposto no parágrafo único do artigo 90 da lei n.º 378, de 13 de janeiro de 1937, que foram modificadas ao longo do tempo. Elas têm como objetivos principais avaliar a situação da saúde e propor diretrizes para a formulação da política de saúde nos três níveis de gestão.

As deliberações das conferências servem para orientar os governos na elaboração dos planos de saúde e na definição das ações que sejam prioritárias nos âmbitos estaduais, municipais e nacionais. A cada nova conferência a participação da sociedade civil aumenta – o que garante a definição de políticas de saúde cada vez mais democráticas.

São os espaços das conferências que a sociedade se articula para garantir os interesses e necessidades da população na área de saúde e assegurar as diversas formas de pensar no SUS.

Marcelo Torres – Assessoria Sesacre

Acre

Aliança para o Senado em 2022 é o assunto do Boa Conversa

Publicado

em

O Boa Conversa, exibido pelo ac24horas, na noite desta sexta-feira, 17, abordou diversos assuntos que movimentaram a política acreana nesta semana. O quadro foi conduzido pelo jornalista, Marcos Venicios, e teve comentários dos colunistas políticos Astério Moreira e Leonidas Badaró.

No programa, os jornalistas comentaram a aliança formada entre os deputados federais Jéssica Sales (MDB) e Alan Rick (DEM) e a senadora Mailza Gomes (Progressistas) com o objetivo principal a construção do nome que será apresentado para concorrer a vaga ao Senado em 2022.

A aliança liderada por Gladson tem cinco postulantes para a única vaga ao Senado Federal. A deputada federal Vanda Milani e a ex-esposa de Márcio Bittar, a militante Márcia Bittar não participaram do encontro e não integrarão o grupo.

No segundo bloco, os analistas comentaram a repercussão do Projeto de lei de autoria do Poder Executivo que pede a autorização da Assembleia Legislativa para contratar operação de crédito externo junto ao Fundo Financeiro para o Desenvolvimento da Bacia do Prata – FONPLATA, no valor de até US$ 51.250.000,00 de dólares americanos, o equivalente em Reais a cerca de R$ 260 milhões.

Por fim, o assunto encerrou com a instalação da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do transporte coletivo de Rio Branco. A Comissão tem o escopo de investigar as causas dos problemas enfrentados no setor de transporte público de Rio Branco, bem como a condução do contrato de concessão firmado com as atuais empresas prestadoras de serviço.

A Comissão terá o prazo de 180 dias para desenvolver seus trabalhos e emitir relatório de conclusão.

Assista e compartilhe:

video

Continuar lendo

Acre

Com mais um caso, Acre volta a registrar morte por Covid-19

Publicado

em

Em boletim divulgado nesta sexta-feira, 17, a Secretaria de Estado de Saúde do Acre (Sesacre) informou o registro de um novo caso e uma nova morte em razão do coronavírus nas últimas 24 horas.

Até o momento, o Acre registra 247.697 notificações de contaminação pela doença, sendo que 159.714 casos foram descartados e 12 exames de RT-PCR seguem aguardando análise do Laboratório Central de Saúde Pública do Acre (Lacen) ou do Centro de Infectologia Charles Mérieux.

85.935 pessoas já receberam alta médica da doença, sendo que 19 seguiam internadas até o fechamento deste boletim. Uma notificação de óbito foi registrada nesta sexta-feira, 17, fazendo com que o número oficial de mortes por Covid-19 suba para 1.817 em todo o estado.

Continuar lendo

Acre

Duarte e Calegário parabenizam Cameli por chamar CR da PMAC

Publicado

em

Os deputados estaduais Roberto Duarte (MDB) e Fagner Calegário (Podemos) usaram as redes sociais nesta sexta-feira, 17, para parabenizar o governador Gladson Cameli (Progressistas) pelo chamamento de mais 92 aprovados do cadastro de reserva da Polícia Militar do Acre (PMAC), durante solenidade realizada no Palácio Rio Branco.

Na publicação, Duarte relembrou a luta dos aprovados e o termo de compromisso assinado por ele e Cameli nas eleições de 2018, onde foi firmado um compromisso onde todos os aprovados seriam convocados para integrar o Sistema de Segurança Pública.

“Eu nem consigo imaginar a alegria de cada um vendo seu nome na lista de convocação, eu acompanho essa causa desde que tudo começou. Lá no início dessa jornada tive o prazer e honra de construir/elaborar o termo de compromisso assinado pelo governador nas eleições de 2018 que deu início a essa luta”, comemorou.

“Aos cadastros de reserva da Polícia Civil (PC/AC), saibam que vocês têm o meu apoio irrestrito e que continuarei lutando por cada um de vocês! Só irei sossegar quando ver cada um sendo convocado pelo governador Gladson Cameli”, acrescentou Duarte.

Já Calegário relembrou que a convocação destes 92 candidatos só foi possível graças à lei de autoria de própria, que suspendeu o prazo de validade dos concursos públicos homologados durante a pandemia.

Na época, a data de validade do concurso de 2017 encerraria durante o mês de julho do ano de 2020, mas por conta da lei do deputado, a validade do concurso foi postergada durante o decreto de calamidade pública.

“Reafirmo o compromisso com os aprovados dos cadastros de reserva dos concursos do Estado do Acre e me mostrou aberto para recebê-los e lutar junto para mais convocações como estas serem possíveis”, salientou.

Continuar lendo

Acre

Petecão e Neném vão à PRF para discutir construção de novo posto

Publicado

em

O deputado estadual Neném Almeida (Podemos) e o senador Sérgio Petecão (PSD) se reuniram na manhã desta sexta-feira, 27, na sede da Polícia Rodoviária Federal (PRF), em Rio Branco.

Nas redes sociais, Neném afirmou que a pauta da reunião foi a discussão da ampliação do atendimento da PRF no Juruá, com a construção de um posto avançado no trecho entre Sena Madureira e Cruzeiro do Sul, interior do Acre.

“Gostaria de parabenizar o nosso senador Petecão pela articulação em busca de recursos também para a construção da sede própria da superintendência da PRF. Aproveito para parabenizar os seus profissionais pela dedicação nos serviços prestados”, escreveu Neném Almeida.

“Vou articular junto à bancada federal para garantirmos os recursos necessários para este grande avanço na PRF. O deputado estadual Neném Almeida acompanhou a reunião e vai nos ajudar a ampliar o debate na Assembleia Legislativa”, salientou Petecão.

 

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas