Conecte-se agora

Avião atola na pista de Santa Rosa e passageiros são obrigados a empurrá-lo para seguir viagem

Publicado

em

As precárias condições dos aeródromos dos municípios do Acre estão suscitando cenas inusitadas e perigosas ao mesmo tempo para quem precisa de transporte aéreo para chegar nos municípios isolados no interior do Estado. Um vídeo que circula nas redes sociais mostra passageiros empurrando um avião de pequeno porte que atolou na pista do município de Santa Rosa, distante 300 km da capital Rio Branco.

Segundo informações dos próprios passageiros que publicaram as fotos no facebook, a aeronave da empresa RBA- Rio Branco Aerotaxi saiu de Rio Branco com destino ao município de Taraucá, com escala no município de Santa Rosa. O avião teria atolado no momento da decolagem, forçando os passageiros desembarcarem para empurrar o avião que estava com um trem de pouso preso num buraco da pista.

Acre

Henrique Maciel se afasta da Polícia Civil para concorrer às eleições

Publicado

em

O diretor geral de Polícia Civil do Acre, Henrique Maciel, publicou portaria no Diário Oficial desta sexta-feira, 2, cumprindo a legislação eleitoral, afastando mais um delegado que vai concorrer às eleições deste ano.

Depois dos delegados Roberth Alencar e Carla Brito, nesta sexta foi a vez do delegado Judson Barros receber a licença para atividade política.

O delegado se tornou conhecido por ter passado em concurso público com mais de 50 anos e ter tomado posse aos 55. Por ter idade maior que o especificado no edital, Barros ganhou na justiça o direito de tomar posse no cargo.

O delegado disputa uma vaga na Assembleia Legislativa em outubro próximo.

Continuar lendo

Acre

Queimadas na Amazônia registram pior mês de junho desde 2007

No Acre foram detectados 71 focos de queimadas em junho, 42% a mais que o mesmo período do ano passado

Publicado

em

Dados divulgados na noite desta quinta-feira (30), pelo Programa Queimadas, do Instituto Nacional de Pesquisa Espaciais (Inpe), indicam que o mês de junho teve o maior número de focos de calor na Amazônia desde 2007.

Foram registrados 2.562 focos de calor no período, com os estados do Mato Grosso e do Pará liderando o ranking, concentrando 64,5% e 21,7% dos focos detectados pelo satélite de referência, respectivamente.

No Acre, Acre foram detectados 71 focos de queimadas em junho, 42% a mais que no mesmo período do ano passado, quando foram detectados 50 focos de calor no estado. O município com o maior registro é Xapuri, com 9 focos no mês – 12,7% do total.

Desde 23 de junho, o uso do fogo em território nacional está proibido por 120 dias, de acordo com Decreto Presidencial nº 11.100/22. Ainda assim, 1.113 focos foram registrados na Amazônia desde então.

“A estação seca mal começou e a Amazônia já está batendo novos recordes na destruição ambiental. O ocorrido não surpreende visto que a região está sob intensa ameaça, com altos níveis de ilegalidade que continuam devastando grandes áreas e vidas”, diz Cristiane Mazzetti, porta-voz de Amazônia do Greenpeace Brasil.

De acordo com a Ong, as ações do governo federal nos últimos anos têm desmantelado órgãos de fiscalização ambiental, resultando na elevação drástica do patamar da destruição ambiental. Além da Amazônia, no Cerrado, o número de focos de calor segue alto, com 4.239 focos.

Já no Pantanal, houve um aumento de 17% em relação a junho de 2021, com 115 focos registrados. Mais áreas devem queimar nos próximos meses, período em que a floresta está mais seca, e quando o fogo é utilizado para realizar o desmatamento ou queimar os restos da floresta derrubada depois de secar ao sol.

Dados de desmatamento (Inpe) apontam para uma área total de 2.867 km² derrubada entre janeiro e maio. Ou seja, a previsão é que o cenário se agrave com o início do verão amazônico. Outro fator crítico é o fato deste ser um ano eleitoral, quando a devastação ambiental historicamente se acentua.

Continuar lendo

Acre

Prazo de desincompatibilização gera mudanças em comissionados

Publicado

em

Com a obrigatoriedade dos cargos comissionados se desincompatibilizarem de suas funções até três meses antes das eleições, o governador Gladson Cameli exonerou no Diário Oficial desta sexta-feira, 2, alguns integrantes do governo que serão candidatos em outubro.

Um deles é Zenil Chaves, que já presidiu o extinto Depasa, atual Saneacre, com base eleitoral em Sena Madureira, deve disputar uma vaga à Assembleia Legislativa. Zenil atualmente era CEC-6 na Secretaria Estadual de Saúde.

Já quem desistiu de disputar a eleição este ano e ganhou um cargo novo no governo foi o policial penal Renê Fontes. Apesar de ter tirado mais de 2 mil votos na eleição passada para deputado, Fontes vai apoiar o ex-presidente do IAPEN, Arlenilson Cunha à Aleac. Renê Fontes que era diretor do Instituto de Meio Ambiente do Acre (IMAC) foi exonerado, mas nomeado na mesma função, mas agora na Secretaria de Meio Ambiente e das Políticas Indígenas (SEMAPI). Na verdade, houve uma troca de servidores. Cristhyan Alexandre Carcia de Carvalho que era diretor na SEMAPI foi exonerado e nomeado na vaga de Fontes no IMAC.

Confira as demais exonerações e nomeações desta sexta-feira.

Exonerações

Rutenilson Crispim da Silva – CEC-6, da Secretaria de Estado de Saúde – SESACRE

Suziane Maria Silva de Souza – CEC-1, da Secretaria de Estado de Produção e Agronegócio –SEPA

Isnailda de Souza da Silva Gondim – Chefe de Departamento da Secretaria de Estado de Empreendedorismo e Turismo – SEET

Paula Menezes Alves Ferreira – Chefe de Departamento, nomeada através do Decreto nº 7.167, de 28 de outubro de 2020

Luiz Ney Nascimento da Silva – CEC-2, da Secretaria de Estado de Saúde – SESACRE

Silvania Carvalhosa de Sousa Melo – CEC-1, da Secretaria de Estado de Assistência Social dos Direitos Humanos e de Políticas para Mulheres – SEASDHM

Nomeações

Risvaldo Duarte de Souza – CEC-2, na Secretaria de Estado de Produção e Agronegócio – SEPA

Antônio de Castro Oliveira – CEC-1, na Secretaria de Estado de Produção e Agronegócio – SEPA

Manoel Virgulino Lima Azevedo – CEC-2, na Secretaria de Estado da Casa Civil – SECC

Fabiana Sacramento de Olveira – CEC-1, na Secretaria de Estado de Assistência Social dos Direitos Humanos e de Políticas para Mulheres – SEASDHM

Fabrício Souza Felisberto – CEC-1, na Procuradoria Geral do Estado do Acre – PGE.

Continuar lendo

Cotidiano

Polícia Ambiental deflagra Operação Bioma para reprimir desmate em 8 municípios do Acre

Publicado

em

O Batalhão de Policiamento Ambiental (BPA), da Polícia Militar do Acre, dá início na manhã desta sexta-feira (1) à “Operação Bioma”, que visa realizar ações preventivas e repressivas aos ilícitos ambientais em diversos municípios do Estado, com foco no desmatamento ilegal.

A apresentação das ações ocorre no Complexo do Centro Integrado de Ensino e Pesquisa em Segurança Pública (CIEPs).

O trabalho será concentrado em 8 municípios, entre eles Sena Madureira, Brasiléia e Tarauacá.

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas

error: Conteúdo protegido!