Conecte-se agora

Em meio a crise, comitiva liderada por Sebastião Viana fará nova viagem aos EUA

Publicado

em

Em meio à crise financeira que assola, desde o ano passado, aos contas dos poderes Judiciário, Executivo e Legislativo do Acre, o governador Sebastião Viana vai viajar novamente aos Estados Unidos, agora, para “aprimorar o inglês e discussões sobre meio ambiente”, como relatou uma fonte do portal nesta quinta-feira, 15.

A viagem, segundo apurou o ac24horas, deve durar ao menos sete dias e a estada do chefe do Executivo, e de assessores governistas, deve ser na cidade de Denver, no Colorado, um dos maiores centros industriais norte-americanos. Procurada, a Assessoria de Imprensa do Palácio Rio Branco não deu detalhes sobre o assunto, mas afirmou que os divulgaria no site da Secretaria de Comunicação.

Além de Sebastião Viana, o porta-voz do Governo do Acre, Leonildo Rosas, a diretora-presidente do Instituto de Mudanças Climáticas, Magaly Fonseca, e ainda, o diretor da Agência de Serviços Ambientais do Acre, Dande Tavares, devem embarcar no início de janeiro num voo da American Airlines.

Em menos de um ano e meio, o governador Sebastião –acompanhado de equipe técnica- já viajou à França, Israel, Itália e Estados Unidos. Na pauta das viagens, apresentações sobre projetos desenvolvidos pelo Acre para a redução das emissões de gases que causam o efeito estufa, uma das bandeiras mundiais para a defesa do meio ambiente.

Acre 01

Corte Eleitoral derruba decisão que impedia Denise Bonfim de decidir sobre debate no Acre

Publicado

em

O pleno do Tribunal Regional Eleitoral do Estado do Acre (TRE-AC) decidiu indeferir o mandado de segurança impetrado pelo juiz Matias Mamed para que a desembargadora Denise Bonfim, juíza auxiliar da corte, deixasse de decidir sobre a participação do candidato David Hall, candidato ao governo pelo AGIR, no debate da TV Gazeta, afiliada Rede Record no Acre, nesta quinta-feira, 29. A decisão deverá ser publicada na edição do Diário Eletrônico da próxima semana.

A decisão de Mamed é baseada numa ação movida pela TV Gazeta que havia decidido ingressar com um mandado de segurança preventivo contra qualquer decisão sobre o caso. Contudo, os magistrados entenderam, em sua maioria, que o referido mandado já havia perdido o “objeto” – tendo em vista que Hall já estaria participando do debate da emissora.

O procurador-eleitoral do TRE, Vitor Hugo destacou aos nobres magistrados que a própria emissora de contradiz na sua decisão, pois em dado momento requereu mandado de segurança e, consequentemente, fez convite a David para participar do debate. “Declaro a perda do objeto”, comentou.

O corregedor-eleitoral, desembargador Laudivon Nogueira também acompanhou a maioria e considerou improcedente o referido mandado. A decisão também foi acompanhada pelo relator da matéria, magistrado Marcos Thadeu. “Houve total perda do objeto”, argumentou.

Continuar lendo

Acre 01

“Só ataques e baixaria”, diz Gladson ao assistir debate da TV Gazeta em Cruzeiro do Sul

Publicado

em

O governador Gladson Cameli, que está em Cruzeiro do Sul há dois dias, fez uma série de visitas em órgãos estaduais no município nesta quarta-feira, 29, como a Maternidade e a Unidade de Pronto Atendimento- UPA. Ele assistiu à parte do debate promovido pela TV Gazeta, enquanto estava na UPA, de Cruzeiro, verificando necessidades do local.

“Vejo que aconteceu o que eu já previa .Não é um debate, é um momento de agressão, acusação e ninguém debate soluções para os problemas do Acre. Eu tenho muito trabalho pra fazer antes e depois da eleição de domingo e não tenho tempo para perder sendo ofendido e atacado. Estou verificando problemas para encaminhar soluções aqui na Maternidade, por exemplo, onde estamos fazendo um mutirão de cirurgias. Mais de 360 mulheres foram operadas já e vamos zerar essa fila de cirurgias no Acre”, citou.

Cameli anunciou ainda que a gestão do Hospital Regional do Juruá, continuará sob a gestão das freiras. A unidade hospitalar era administrada pela irmã Nair Teresinha, que morreu no último sábado, 24.

Desde a inauguração do Hospital em 2007, a freira administrativa o hospital por meio da Associação Nossa Senhora da Saúde- Anssau, que tem convênio com o governo do Estado através da secretaria de Estado de Saúde- Sesacre. De acordo com o gestor, o modelo implantado pela irmã Nair, deverá ter continuidade.

“Eu me emocionei e lamentei muito a morte dela. Ela deixa muitas saudades, fez um grande trabalho e deixou um modelo pronto que a tendência é seguir. Eu não vou mexer no que está dando certo. Eu tenho que diminuir os problemas e não trazer mais problemas”, garantiu ele, que também esteve na Rodoviária e no Mercado.

Continuar lendo

Na rede

Encerramento do 5° Festival da Farinha em Cruzeiro do Sul tem público recorde

Publicado

em

O encerramento do 5° Festival da Farinha de Cruzeiro do Sul no aniversário de 118 anos da cidade teve uma presença recorde de público. A estimativa oficial é de que pelo menos 15 mil pessoas estiveram presentes no desfile cívico-militar que teve a participação de todas as escolas, além de instituições civis e militares. Esta foi a primeira comemoração após a pandemia.

“É um privilégio estar comemorando a vida voltando ao normal, as pessoas voltando a frequentar as ruas, as escolas fazendo suas apresentações. É uma grande festa no aniversário de 118 anos de um povo trabalhador e acolhedor e a demonstração de que temos um povo cada vez mais apaixonado pela nossa cidade”, disse o prefeito Zequinha Lima.

O governador Gladson Cameli esteve presente prestigiando o evento.

“Quero agradecer a Deus por esta oportunidade de estar aqui sentindo esta energia positiva, este ânimo, esta expectativa positiva. Fiquei me lembrando de meus tempos de Escola São José, vendo no semblante deles, e vendo que se cada um fizer um pouco vamos criando oportunidades. O melhor ainda está por vir. Quero ter a consciência de que preparei o estado para estas crianças e jovens”, disse o governador Gladson Cameli.

Além do desfile cívico-militar e dos shows, o último dia do 5° Festival da Farinha de Cruzeiro do Sul teve também as premiações para a maior mandioca e o melhor prato preparado a partir da macaxeira.

Vanísia Morais, moradora da Vila Santa Rosa venceu o concurso de melhor prato a partir de um pudim preparado com mandioca. Além de ovos e leite condensado, para suavizar a textura da macaxeira, a receita leva um ingrediente especial, que Vanísia mantém em segredo.
“Estou muito agradecida, primeiramente a Deus, por este momento muito gratificante. Nunca havia participado e hoje ganhei. Estou muito feliz por este reconhecimento”, disse Vanísia, que recebeu R$1 mil reais pela premiação.

Adauto messias foi o vencedor do prêmio de maior mandioca do festival. Adauto disse que se surpreendeu quando retirou do solo a macaxeira com 2 metros e 13 centímetros.

“Tivemos que cavar mais de metro foi uma surpresa, não estava preparado. Não foi usado nenhum adubo extra, apenas terra aradada, a espécie dá uma batata grande, e solo fértil e arenoso ajudou. A mandioca ficou cerca de um ano e três meses plantada”, disse Adauto.

O prefeito Zequinha Lima comemorou o resultado do festival e disse estar cogitando transferir a festa no próximo ano para um local mais amplo.

“As pessoas estão felizes porque puderam sair de casa e prestigiar esta grande festa que estamos encerrando com chave de ouro. Houve a antecipação dos salários, o comércio se aqueceu e o dinheiro circulou aqui mesmo na cidade”, disse.

O evento teve transmissão ao vivo em cadeia pela imprensa de TV, Rádio e Redes Sociais, o que ampliou o alcance do festival.

“Não poderia deixar de agradecer à toda imprensa de Cruzeiro do Sul que se uniu com um único objetivo de divulgar o festival, nossa cidade e nosso principal produto que é a farinha de mandioca. Tenho certeza de que os maiores beneficiados com isso serão os produtores rurais que terão seu produto cada vez mais conhecido e valorizado”, disse.

Continuar lendo

Acre

Juiz reconhece “flagrante ilegalidade” no fundão do MDB

Publicado

em

Em decisão proferida nesta quinta-feira, 29. o Juízo da 1ª Zona Eleitoral determinou que o Diretório Regional do MDB/AC tem 24 horas para repor os valores devidos aos candidatos verdadeiramente negros.

A determinação decorre de um Mandado de Segurança impetrado por Raphael Bastos, candidato a deputado federal pelo próprio MDB.

Na ação, o candidato afirma que fora prejudicado pela forma com que o presidente do Diretório Regional do MDB no Acre, deputado federal Flaviano Melo, repartiu os valores do Fundo Eleitoral destinados ao financiamento das candidaturas masculinas a deputado federal.

Segundo Bastos, a repartição dos valores não observou as normas vigentes para a destinação proporcional dos recursos aos candidatos negros (pretos/pardos).

Ao analisar a ação, o juiz eleitoral Gilberto Matos de Araújo decidiu que “existe aí um déficit de R$ 813.150,00, representando flagrante ilegalidade, pois encontra-se em descompasso com a a Resolução TSE nº 23.605/2019, com redação dada pela Resolução TSE nº 23.664/2021, nascida em razão do julgamento da Consulta nº 0600306-47.2019.6.00.0000, que pretendeu reverter o quadro de exclusão verificado na realidade social”.

E seguiu: “Além disso, é importante lembrar que o FEFC – Fundo Especial de Financiamento de Campanha é alimentado com dinheiro do Tesouro Nacional, não sendo admissível que seus gestores se afastem dos postulados que definem quem e em que medida, devem ser seus destinatários”.

O magistrado também reconheceu que o custeamento de todas as despesas do partido com recursos que deveriam ser destinados ao financiamento da campanha de candidatos negros também representa ilegalidade.

Disse o juiz que “tal questão é relevante e corrobora a tese da ilegalidade. Veja que o uso de valores das cotas para outros fins, que costumeiramente são pagos por recursos do Fundo Partidário, e não do FEFC, é injustificável. A obrigação dos gestores do FEFC é fazer chegar aos destinatários (candidatos negros ao cargo de deputado federal pelo Acre) os valores a que fazem jus para pagaram pelos custos de suas campanhas”.

No final da decisão, o juiz deferiu, parcialmente, pedido liminar e determinou “que o impetrado corrija, no prazo de 24h corridas, a distribuição de recursos provenientes do FEFC, mediante distribuição para o conjunto de candidatos negros (pretos e pardos) que concorrem ao cargo de Deputado Federal o valor de R$ R$ 813.150,00 (oitocentos e treze mil cento e cinquenta reais)”.

O presidente do Diretório Regional do MDB/AC será intimado da decisão e tem 10 (dez) dias para prestar informações.

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas

error: Este conteúdo é protegido.