Conecte-se agora

Em meio a crise, comitiva liderada por Sebastião Viana fará nova viagem aos EUA

Publicado

em

Em meio à crise financeira que assola, desde o ano passado, aos contas dos poderes Judiciário, Executivo e Legislativo do Acre, o governador Sebastião Viana vai viajar novamente aos Estados Unidos, agora, para “aprimorar o inglês e discussões sobre meio ambiente”, como relatou uma fonte do portal nesta quinta-feira, 15.

A viagem, segundo apurou o ac24horas, deve durar ao menos sete dias e a estada do chefe do Executivo, e de assessores governistas, deve ser na cidade de Denver, no Colorado, um dos maiores centros industriais norte-americanos. Procurada, a Assessoria de Imprensa do Palácio Rio Branco não deu detalhes sobre o assunto, mas afirmou que os divulgaria no site da Secretaria de Comunicação.

Além de Sebastião Viana, o porta-voz do Governo do Acre, Leonildo Rosas, a diretora-presidente do Instituto de Mudanças Climáticas, Magaly Fonseca, e ainda, o diretor da Agência de Serviços Ambientais do Acre, Dande Tavares, devem embarcar no início de janeiro num voo da American Airlines.

Em menos de um ano e meio, o governador Sebastião –acompanhado de equipe técnica- já viajou à França, Israel, Itália e Estados Unidos. Na pauta das viagens, apresentações sobre projetos desenvolvidos pelo Acre para a redução das emissões de gases que causam o efeito estufa, uma das bandeiras mundiais para a defesa do meio ambiente.

Cotidiano

Acre confirma 337 novos casos de Covid-19 e 19 internados pela doença

Publicado

em

O estado do Acre registrou 337 novos casos de coronavírus nesta terça, 9. Agora, o número de infectados notificados é de 146.570 em todo o estado. Segundo a secretaria de Estado de Saúde do Acre (Sesacre), por meio do Departamento de Vigilância em Saúde (DVS), nenhum óbito foi notificado nesta terça, fazendo com que o número oficial de mortes por covid-19 permaneça em 2.021 em todo o estado.

Até o momento, o Acre registra 352.396 notificações de contaminação pela doença, sendo que 205.801 casos foram descartados e 25 exames de RT-PCR aguardam análise do Laboratório Central de Saúde Pública do Acre (Lacen). Pelo menos 129. 037 pessoas já receberam alta médica da doença, sendo que 19 continuavam internados até o fechamento deste boletim.

Os dados da vacinação contra a covid-19 no Acre podem ser acessados no Painel de Monitoramento da Vacinação, disponível no endereço eletrônico: http://covid19.ac.gov.br/vacina/inicio. As informações são atualizadas na plataforma do Ministério da Saúde (MS) e estão sujeitas a alterações constantes, em razão das informações inseridas a partir de cada município.

Continuar lendo

Cotidiano

Ministério Público do Acre lança campanha de enfrentamento a violência contra a mulher

Publicado

em

O Ministério Público do Acre lançou nesta segunda-feira, 8, a campanha Quem Cala Consente, de enfrentamento a violência contra a mulher. A iniciativa é realizada em alusão ao Agosto Lilás, em referência ao dia 7, data em que se comemora os 16 anos da Lei Maria da Penha.

A iniciativa promoveu uma intervenção visual na sede do órgão, localizado no centro de Rio Branco, com faixas e blusas com frases a cerca da temática, além da divulgação nas redes sociais, a fim de despertar e conscientizar a sociedade e as instituições, para uma reflexão acerca desta dura realidade.

Segundo dados do Anuário Brasileiro de Segurança Pública, o estado acreano registrou em 2021, a taxa de 2,7 feminicídios por cada 100 mil mulheres. O resultado é duas vezes maior do que a média nacional, que é de 1,2 feminicídio para cada 100 mil mulheres.

“O nosso país tem a 5° maior taxa de feminicídio no mundo, que somente no ano passado matou uma mulher a cada 5h. Então, o MP como agente promotor da dignidade, da defesa dos direitos humanos, da igualdade entre homens e mulheres e da paz social, não poderia ficar de fora das ações referentes ao mês lilás”, disse a coordenadora do Centro de Atendimento à Vítima (CAV) do MPAC, procuradora de Justiça, Patrícia de Amorim Rego.

O lançamento foi feito pelo procurador-geral de Justiça Danilo Lovisaro e contou com a participação da presidente do Tribunal de Justiça do Acre, desembargadora Eva Evangelista, da defensora-geral, em exercício, Roberta Caminha, da deputada federal Perpétua Almeida e de representantes institucionais, da OAB/AC, governo do Estado, Prefeitura de Rio Branco, Polícia Federal, Segurança Pública e sociedade civil, bem como integrantes de Conselhos, Movimentos e Rede de proteção dos direitos das mulheres.

“Quando falamos desse tema “Quem cala consente”, estamos dirigindo um grito à sociedade, às instituições e à rede de apoio. Uma das formas de combater a violência contra a mulher é através da prevenção e reflexão sobre o problema estrutural que existe relacionado à igualdade de gênero. Que possamos compreender nosso importante papel na mudança deste cenário e garantir uma sociedade com mais igualdade de gênero para os próximos anos”, enfatizou Lovisaro.

Continuar lendo

Cotidiano

“Eu amo ser governador do Acre”, diz Gladson em carta de apresentação do plano de governo

Publicado

em

O governador Gladson Cameli, candidato à reeleição nas eleições de outubro próximo, se dirigiu aos acreanos por meio de uma carta de apresentação do seu novo plano de governo, caso saia vencedor do pleito que se avizinha.

No documento, Cameli pede o voto de confiança da população e reafirma o compromisso com o desenvolvimento do Estado. Citou os familiares mais próximos como exemplos do aprendizado sobre vida e liderança.

“Meu tio Orleir, referência de político apaixonado pelo povo, meu pai Eládio, modelo de retidão, disciplina e sabedoria, minha mãe Lindomar, exemplo de amor e proteção, minha esposa Ana Paula, referência de solidariedade e longanimidade e ao meu pequeno Guilherme que mesmo em sua tenra idade, me ensina diariamente o valor do amor incondicional”.

Em avaliação ligeira do seu primeiro mandato, afirmou que sua missão era conhecer cada órgão da administração e entender o tamanho do desafio que estava por vir e compreender o cenário em que o Estado do Acre se encontrava naquele momento.

“Precisava transformar as fraquezas e ameaças em oportunidades e começar a mudança a que me propus fazer. Percebi que para isso precisava planejar os atos da gestão e aperfeiçoar as boas práticas, conquistando e valorizando cada servidor e cada servidora que comigo aceitou caminhar”.

Destacou a chegada da pandemia da Covid-19 como um fato avassalador que surpreendeu a todos e “sangrou tantos corações acreanos” e disse ter tido a disposição para ouvir a ciência e respeitar os profissionais da saúde que bravamente enfrentaram a crise sanitária no estado do Acre.

Gladson também diz na carta que embora testado em tantas ocasiões, continua acreditando na bondade das pessoas que sonham com um Acre melhor.

“Onde a segurança seja fortalecida, onde os serviços públicos de saúde e educação sejam alcançados por todos, onde a desigualdade social seja reduzida por meio da geração de emprego e renda, onde nossa gente seja reconhecida pelo protagonismo de seus feitos”.

Por fim, Cameli falou do seu amor pelo Acre e pediu a oportunidade de poder dar prosseguimento à sua história como governante do estado.

“Aprendi (…) que amor faz toda a diferença e eu posso afirmar com toda minha essência, eu amo ser governador do Estado do Acre, então permitam-me continuar esta história com vocês”.

Continuar lendo

Destaque 3

Após Bocalom declarar apoio à Márcia, Mãe de Gladson diz que prefeito “é um revoltado”

Publicado

em

A mãe do governador Gladson Cameli, Linda Cameli, conhecida por ser ativa nas redes sociais e não economizar na defesa do filho, fez mais um comentário que gerou repercussão. Ao comentar nesta terça-feira, 9, no Instagram do ac24horas a matéria onde o prefeito Tião Bocalom declarou apoio à candidatura de Márcia Bittar (PL) ao Senado da República, dona Linda afirmou que o prefeito da capital acreana não merece nem resposta e é um revoltado.

A relação entre Gladson e Bocalom se tornou estremecida desde a campanha das últimas eleições municipais, quando o atual governador fez uma aliança com a então candidata Socorro Neri e não apoiou o atual prefeito, que é de seu mesmo partido. Depois disso, os dois já protagonizaram alguns episódios que evidenciam que as mágoas não foram superadas, com destaque para a visita do presidente Jair Bolsonaro ao Acre em maio deste ano quando Gladson tornou pública a reclamação de Bocalom de que a “turma” do governo seria a responsável pelas vaias durante a solenidade.

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas

error: Conteúdo protegido!