Conecte-se agora

Rede de Marina Silva pede que MP investigue Sebastião e Marcia após vazamento de ameaças pelo whatsapp

Publicado

em

O governador do Acre, Sebastião Viana, a chefe da Casa Civil, Márcia Regina Pereira, e a secretária de Políticas para as Mulheres, Concita Maia, podem ser investigados pelo Ministério Público Estadual (MPE), por suposta prática de crimes contra a administração pública.

20160314150430

Na foto, o Porta-voz da Rede, Carlos Gomes, e o advogado Gabriel dos Santos

A abertura de inquérito para apurar a conduta dos gestores foi solicitada na tarde desta segunda-feira, 14, pela Rede Sustentabilidade. O material, produzido por Gabriel Santos, advogado da Rede no Acre, foi remetido ao procurador-geral de Justiça do Acre, Oswaldo D’Albuquerque, chefe do Ministério Público Estadual.

A petição solicita que o MP apure, nas esferas cível e criminal, se houve, ou não, abuso de autoridade ao ser enviada uma mensagem de texto, por whatsapp, aos secretários de Estado, repudiando a falta de alguns deles num evento que tinha por objetivo declarar apoio ao ex-presidente Lula, que fora conduzido coercitivamente para depor na sede da Polícia Federal (PF), em São Paulo. O evento era de cunho político.

LEIA MAIS
>>Mensagem  com ameaças a secretários é disparada de celular de Sebastião
>>Após vazamento de zap, comissionados vão as redes sociais

Para o porta-voz da Rede, Carlos Gomes, “antes de mais nada, é bastante temerário que um órgão público seja utilizado para uma coerção de agentes públicos. Queremos aqui a investigação de práticas ilícitas e, ainda, de abuso do cargo que se ocupa. Houve uma mensagem vinculada, que atenta contra o estado democrático de direito”, alerta o partidarista.

O ac24horas teve acesso, com exclusividade, ao documento entregue por Gabriel Santos, advogado do partido no Acre. Veja abaixo, na galeria de imagens.

Gabriel Santos destaca que “o governador pode ter ocorrido no crime de concussão, além de abuso de autoridade, usando o poder que tem de forma desviada. Ele podem também ter incorrido diretamente na prática de improbidade. É necessário que se investigue, e, caso necessário, que sejam pagas multas, e que haja perda dos direitos políticos, como melhor prevê a lei”, disse o advogado.

Procurada, a assessoria do governo do Acre enfatizou que o governador, a Chefe da Civil e a secretária de Politicas Públicas para Mulheres (Sepmulheres) não vão se manifestar sobre o caso, pois ainda não foram notificados oficialmente.

CONFIRA O DOCUMENTO NA INTEGRA:

20160314145927-768x1024

 

20160314145927 (1)

20160314145927 (2)

xxx

xxx

Acre 01

Duarte acusa Comissão Eleitoral de parcial, mas diz que não vai recorrer do resultado

Publicado

em

O deputado federal Roberto Duarte (Republicanos), candidato derrotado na eleição para presidência da Federação de Futebol do Acre (FFAC), na tarde desta terça-feira, 31, comentou o resultado do pleito onde perdeu para o atual presidente Toniquim por 19 votos a 10.

Duarte afirmou que a comissão eleitoral responsável pelas eleições foi parcial e disse que o pleito foi marcado por aberrações e irregularidades, mas mesmo assim não vai recorrer.

“Agradeço a Deus sempre em primeiro lugar, agradeço aos times que acreditaram na nossa candidatura e votaram na nossa chapa, agradeço ainda ao meu vice, Flávio Silva, por estar ao nosso lado em todo pleito. Existiram inúmeras aberrações e irregularidades nessas eleições que não precisariam existir, a comissão eleitoral foi parcial. Termino o pleito como iniciei com respeito ao adversário e desejando sorte ao futebol acreano. Fizemos nossa parte e agora apoiarei com nosso mandato os times que nos apoiaram. Seguiremos lutando pelo futebol acreano”, disse.

Continuar lendo

Acre

Ludmila perde guarda da filha para o pai e chora durante live: “Exausta e mentalmente cansada”

Publicado

em

A batalha judicial de Ludmilla Cavalcante para conseguir a guarda de sua filha mais velha, a pequena Antonella, teve um desfecho triste para a influenciadora, que desabafou durante live em sua rede social.

Lutando durante meses contra o ex-companheiro, o empresário Márcio Calixto, a liminar judicial que saiu durante a tarde desta terça-feira, 31, determina provimento ao recurso do genitor.

Segundo Ludmilla, a justificativa afirma que “a criança já está a quase 2 anos aos cuidados do pai, não pode se afastar dos irmãos que moram com a criança em São Paulo e que Antonella já possui figura materna”.

Indignada, ela desabafou no Instagram, afirmando não aguenta mais toda essa situação, em ter que ficar longe de sua filha, mas que vai recorrer da decisão.

“Você vai falar o que para a Antonella, quando ela perguntar quem é essa mulher que tá no lugar da mãe dela? Parabéns, você é um péssimo pai. Mas as providências vão ser tomadas, isso não pode ficar assim, a minha filha não merece isso”, declarou.

 

Continuar lendo

Acre 01

Antonio Aquino Lopes “Toniquim” é reeleito presidente da Federação de Futebol

Publicado

em

Foto: Sérgio Vale/ac24horas

O presidente da Federação de Futebol do Acre (FFAC), Antônio Aquino Lopes, o Toniquim, vai continuar dando as cartas na entidade que dirige o futebol acreano. Em eleição com votação secreta na tarde desta terça-feira, 31, o cartola foi eleito para os próximos 4 anos por 19 votos contra 10 para a chapa encabeçada pelo deputado Roberto Duarte.

“Eu me sinto feliz por ser reeleito, acho que temos muito a fazer. Saímos de uma possibilidade muito ruim para o nosso futebol, já que sabemos quem estava por trás dessa chapa”, disse.

Após cerca de 45 minutos reunidos para votação, a Comissão Eleitoral declarou Toniquim vencedor.

Os representantes de clubes decidiram conceder mais 4 anos para Antônio Aquino, que ao fim de mais uma mandato, em 2027, vai completar 42 anos à frente da instituição.

Marcelo Avelino, presidente do Atlético Acreano, foi um dos que votou em Toniquim. “Acho que foi feita justiça, o Toniquim tem um trabalho de fortalecimento do nosso futebol. Não poderíamos ser injustos em nao reconhecer esse legado”, disse.

Continuar lendo

Cotidiano

Clima é quente antes de eleição para presidência da Federação de Futebol do Acre

Publicado

em

Os momentos que antecedem a eleição entre Antonio Aquino, o Toniquim, e o deputado Roberto Duarte pela presidência da Federação de Futebol do Acre (FFAC) na tarde desta terça-feira 31, é marcada pelo acirramento entre os apoiadores das duas chapas.

O presidente do Independência, José Eugênio Leão Braga, conhecido como Macapá, afirmou à imprensa ao chegar na sede da Federação que vai pedir a cassação do registro da chapa encabeçada por Duarte. O motivo, de acordo com Macapá, seria que o deputado federal que toma posse nesta quarta-feira, 1°, teria já sido diplomado pela justiça eleitoral e por isso não poderia assumir a Federação.

Uma decisão da comissão eleitoral, que tem como presidente, Nikolas Salvador, desagradou a imprensa ao decidir que os profissionais da comunicação que estão na Federação se retirassem do local de votação, sendo permitida apenas a presença dos presidentes de clubes e candidatos.

Roberto Duarte, por conta da posse na Câmara dos Deputados, não está presente, sendo representados pelo candidato a vice, Flavio Silva, ex-assessor político de Gladson Cameli.

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas

error: Este conteúdo é protegido.