Conecte-se agora

Marina é adversária de Dilma, mas marido ocupa cargo no PT

Publicado

em

Marina_02Após a tragédia que tirou a vida do presidenciável Eduardo Campos (PSB), a ex-senadora do Acre, Marina Silva aparece em segundo lugar numa pesquisa realizada pelo Datafolha, como a principal adversária do Partido dos Trabalhadores (PT), na disputa pelo Palácio do Planalto, mas a candidata ainda não cortou totalmente o cordão umbilical com as fileiras petistas.

LEIA MAIS:
Petista pede que Fabio Vaz deixe cargo no governo do Acre

Marina Silva abandonou o PT em 2009, se filiando ao PV para concorrer à Presidência da República, obtendo nas eleições, 20 milhões de votos. Apesar de se colocar como uma alternativa aos governos petistas, a ex-ministra de Lula (PT) ainda tem vínculos com os “companheiros”, através de seu marido Fábio Vaz, que ocupa cargo em um governo capitaneado pelo PT.

O marido da ex-ministra e provável candidata pelo PSB, Marina Silva, Fábio Vaz de Lima, pilota cargo de confiança no governo do petista Sebastião Viana. Ele é secretário adjunto de Desenvolvimento Florestal, da Indústria, do Comércio e dos Serviços Sustentáveis. Mesmo rompendo com o PT, a família da presidenciável continua em cargo patrocinado pelo partido.

Fábio Vaz de Lima recebe mensalmente do governo petista R$ 18.232,93. Quando Marina Silva anunciou quer seria a vice de Eduardo Campo, na disputa contra o PT, uma discussão veio à tona. Filiados petistas do Acre contestaram a permanência de Fábio Vaz na estrutura de confiança do governo. Ele bateu o pé e disse que não se demitiria da secretaria.

Depois de quase um ano da rusga, Fábio Vaz continua exercendo sua função no governo do Acre, enquanto isso, Marina Silva faz campanha cerrada contra o governo petista de Dilma Rousseff. Nos bastidores políticos, surgem questionamentos sobre o projeto alternativo da ex-ministra, se realmente seria um terceira via ou continuidade dos governos do PT.

Nos próximos dias, deverá ser oficializada a candidatura de Marina Silva, em substituição a Eduardo Campos. Muitas dúvidas ainda pairam no ar. Um dos principais questionamentos é da permanência de Fábio Vaz no cargo de confiança no PT. O PSB poderá apresentar algumas imposições, uma delas poderá ser a entrega do cardo de Vaz, obrigando Marina corta na própria carne.

Marina_03

Acre

Michelle tem irmã exonerada após sinalizar possível candidatura

Publicado

em

A vereadora Michelle Melo (PDT) divulgou um vídeo onde afirma que colocou seu nome à disposição de seu partido, o PDT, para ser candidata ao governo nas próximas eleições.

A resposta do governo não demorou muito. Na edição do diário oficial desta terça-feira, 17, a irmã de Michelle, Mirla de Oliveira Melo Lima, que era cargo comissionado na Secretaria de Produção e Agronegócio (SEPA) desde 2019 foi exonerada.

O ac24horas conversou com a vereadora que disse que não sabe o que pensa o governo. “Talvez seja retaliação, o PDT ainda não fechou questão e meu nome está à disposição do partido para discussão de majoritário. Não sei lhe dizer o que realmente pensa o governo. Recebi uma ligação de um emissário do governo não tem 20 dias reafirmando o respeito a mim e a minha família, agora acontece isso”, disse Michelle.

A reportagem também conversou com a exonerada Mirla Melo. E a ex-comissionada fez questão de dizer que entrou no governo em 2019, antes de Michelle virar vereadora e que não foi comunicada dos motivos da sua exoneração. “A minha nomeação no governo não tem viés político, já que foi em 2019. Não recebi nenhuma justificativa sobre minha demissão”, afirma a irmão da vereadora.

O ac24horas também procurou o governo, mas até agora não recebeu uma resposta sobre os motivos da demissão de Mirla Melo.

Continuar lendo

Cotidiano

Após casamento com Milani, prefeita de Brasiléia tem cunhada e sobrinha nomeadas

Publicado

em

O governador Gladson Cameli publicou na edição desta terça-feira, 17, as nomeações de uma cunhada e de uma sobrinha da prefeita de Brasileia, Fernanda Hassem, para cargos de confiança no governo do estado.

A cunhada, Higia Thaise Justino de Melo Hassem, esposa do irmão da gestora, Tadeu Hassem, que foi secretário de finanças de Brasileia e é pré-candidato à Assembleia Legislativa pelo Republicanos, foi nomeada diretora da Fundação Elias Mansour (FEM). Higia já havia ocupado o cargo de diretora no Iteracre, de onde foi exonerada em dezembro do ano passado.

Quem também voltou a ganhar um cargo no governo foi a sobrinha de Fernanda Hassem, Rebecca Maradey Hassem, nomeada em uma CEC-6 na Secretaria Estadual de Saúde.

A prefeita petista casou no último final de semana com o ex-secretário de Meio Ambiente do Acre, Israel Milani, que é pré-candidato à deputado federal pelo PROS. Fernanda Hassem já declarou que mesmo pertencendo ao PT vai apoiar o marido para a Câmara Federal e a sogra, a deputada federal, Vanda Milani, que vai disputar uma vaga ao Senado Federal.

Fernanda chegou a declarar que não iria apoiar Gladson Cameli para a reeleição por conta de acordos não cumpridos. Pelo jeito, com as nomeações da cunhada e sobrinha, Cameli conseguiu reverter a situação e vai ter o apoio de Hassem nas eleições de outubro.

Continuar lendo

Acre 01

Escoltados pelo BOPE, Ícaro Pinto e Alan Araújo chegam para julgamento na Cidade da Justiça

Publicado

em

Os motoristas Ícaro José Pinto e Alan Lima, que serão julgados por um júri popular, nesta terça-feira, 17, pela morte da jovem Jonhliane de Souza, atropelada em agosto de 2020, na Avenida Antônio da Rocha Viana, em Rio Branco, chegaram na Cidade da Justiça escoltados pelo Batalhão de Operações Especiais da Polícia Militar – BOPE.

Os dois entraram pela porta dos fundos do fórum criminal e se dirigiram à sala dos réus onde deverão ser chamados pelo juiz Arison Braz para os depoimentos.

O julgamento será no Conselho de Sentença da 2ª Vara do Tribunal do Júri e Auditoria Militar da Comarca de Rio Branco e deve iniciar dentro de instantes.

Além do homicídio, os dois devem responder pelos crimes de racha, por não prestar socorro à vítima e por fuga do local do acidente. Alan também foi pronunciado pelo crime de dirigir sob efeito de álcool.

Continuar lendo

Acre 01

Advogados e promotor de justiça trocam farpas antes de julgamento do caso Jonhliane Paiva

Publicado

em

Os motoristas Ícaro José Pinto e Alan Lima vão ser julgados por um júri popular nesta terça-feira, 17, pela morte da jovem Jonhliane de Souza, atropelada em agosto de 2020, na Avenida Antônio da Rocha Viana, em Rio Branco.

O julgamento, que será no Conselho de Sentença da 2ª Vara do Tribunal do Júri e Auditoria Militar da Comarca de Rio Branco, teve troca de farpas entre o promotor de justiça Efrain Mendoza e os advogados de defesa dos acusados, Silva Neto (Ícaro Pinto) e Eliane Cristina (Alan Araújo).

O promotor Efraim Mendoza destacou que no julgamento haverá uma testemunha chave que presenciou o exato momento do impacto fatal que pode definir a existência do crime doloso. Além disso, o promotor destacou que a defesa de Ícaro e Alan pretendem colocar uma terceira pessoa envolvida no caso. “Não tem como um Onix competir com um Fusca e uma BMW”, declarou.

A banca de advogados de Ícaro Pinto veio em peso para o julgamento. O advogado responsável, Silva Neto, não tirou a responsabilidade de Ícaro Pinto, porém, inocentou o outro envolvido, Alan Araújo. “Eu creio que foi um acidente, o júri hoje vai ter a oportunidade de estabelecer o parâmetro correto e trazê-lo para um homicídio culposo. Jamais foi homicídio doloso”, defendeu.

Já Elane Cristina, advogada de Alan Araújo, destacou que pelos autos está comprovado que não houve racha no dia do acidente e defendeu a inocência do seu cliente. Cristina contou ainda que os dois [Alam e Ícaro] não se conheciam. “Não há amizade entre eles”, ressaltou.

A dupla foi pronunciada a júri popular em maio de 2021 pela Justiça, porém, Ícaro Pinto entrou com recurso contra a decisão de pronúncia e, por isso, o julgamento ainda não tinha data definida. Além do homicídio, os dois devem responder pelos crimes de racha, por não prestar socorro à vítima e por fuga do local do acidente. Alan também foi pronunciado pelo crime de dirigir sob efeito de álcool.

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas

error: Conteúdo protegido!